O que é arte?

A arte esta presente na nossa sociedade desde a pré história e se transformou ao long do tempo, acompanhando as mudanças sociais e históricas. Seu conceito é amplamente discutido porque pode apresentar significados diferentes para cada sociedade.

0

A arte está presente em todas as fases e períodos da história humana, desde a chamada “Pré-história”, quando os homens viviam em cavernas e usavam itens que possuíam um espécie de corante para fazer desenhos nas superfícies das cavernas.

Ao longo da história, a maneira de representar as vivências dos povos e a motivação para fazer pinturas, esculturas, etc, foi se transformando e a arte foi mudando.

O que é arte?

A tentativa de conceituar arte se envolve em uma grande reflexão existente a muito tempo. Isso se dá porque arte é algo subjetivo e único que pode ser diferente de sociedade para a sociedade.

Além disso, no mundo existem sociedades muito diversificadas, com diferentes culturas e senso estético, o que culmina em diferentes olhares sobre uma representação. Assim, com essa variedade, para cada sociedade um item pode ser caracterizado como arte, enquanto para outra cultura não.

Porém, de forma geral, a arte nada mais é que a maneira que o ser humano encontrou para representar, expressar e tentar de eternizar materialmente seus sentimentos e emoções. Somado a isso, pode se designar como uma maneira de manifestação e comunicação existente desde os tempos mais remotos.

Por isso, a arte é a marca de um reflexo histórico, cultural e social, considerando valores estéticos de um povo.

Linha histórica

Arte pré histórica

Pintura Rupestre simbolizando a caça. Parque Nacional da Serra da Capivara, Piauí. Autor: Artur Warchavchik

A arte encontrada no período da pré história é essencialmente a pintura rupestre, manifestações do povo daquela época, que faziam pinturas e desenhos nas superfícies das cavernas. Nessas manifestações, eles representavam sua realidade de acordo com sua percepção e vivência.

Porém, com a sedentarização do homem e o desenvolvimento da agricultura, os homens passaram a criar e construir monumentos e produções artesanais, que foram valorizadas como arte tempos depois.

Arte antiga

Já na Antiguidade, se instauraram as primeiras civilizações e a religião passou a ter grande importância. Nesse período, a arte começou a ser um artifício fortemente usado, principalmente pelos povos egípcios e mesopotâmicos, que desenvolveram estátuas, pinturas, monumentos e obras arquitetônicas.

A maioria dessas representações estavam ligadas a religião, como as construções das pirâmides do Egito, que eram utilizadas como túmulos.

Além disso, nas pinturas e outras obras a estética era muito considerada, de forma que a perfeita realização das técnicas eram levadas em consideração.

Arte clássica

Neste período clássico, a arte passou a ser supervalorizada e marcou a evolução da arte ocidental. Com isso, diferentes meios da arte foram amplamente desenvolvidos.

Na engenharia, foram construídas pontes, templos, palácios, teatros, arcos triunfais, entre outros, todos desenvolvidos com muita ornamentação e beleza.

Na arquitetura, os interiores de templos foram muito importantes, com decorações e pinturas que hoje se tornam históricas e valiosas.

As esculturas eram feitas extremamente centradas na figura humana, com representações reais do corpo.

Arte medieval

Arte Medieval: Mosaico Bizantino

A arte medieval é uma derivação da arte clássica, principalmente nas pinturas e decorações de templos. Nesse período a presença da religião se tornou ainda mais forte após a oficialização do cristianismo pelo império romano.

Com isso, a arte medieval foi basicamente marcada pela construção de grandes catedrais, pinturas e mosaicos dos interiores desses espaços, sendo praticamente toda a arte produzida nesse período voltada para a interpretar a nova doutrina e para a difusão do cristianismo.

Arte moderna

Arte moderna: pintura futurista

A arte moderna surge com a necessidade e anseio da quebra dos padrões estéticos vigentes, vindos da arte medieval, oferecendo um papel contestador e mostrando incertezas e dilemas atuais da época.

Esse período foi marcado pelas conquistas tecnológicas, pela Revolução Industrial, e período crises políticas, com a Primeira Guerra Mundial.

Algumas características que fizeram parte da estética desse momento foi a informalidade, liberdade de expressão, aproximação da linguagem coloquial, urbanismo, humor e estranhamento.

No Brasil, existiu a Semana de Arte Moderna, em 1922 no Teatro Municipal da cidade de São Paulo, que foi muito importante para a apresentação ao Brasil dessa corrente artística e para sua consolidação.

Arte contemporânea

Arte contemporânea: Museu do amanha

A arte contemporânea ou arte pós-moderna também é chamada de arte do pós-guerra, pois surgiu após a Segunda Guerra Mundial, se estendendo até os dias atuais.

Além disso, a arte moderna quebrou com alguns pilares da arte moderna, transformando o processo artístico e oferecendo experiências inovadoras, com a priorização do conceito, da ideia de arte e do objeto sob o resultado artístico final.

Com ela, houve espaço para o surgimento de novos estilos, perspectivas, técnicas e domínio de linguagens artísticas.

História da Arte

A história da arte consiste em uma ciência que estuda os movimentos artísticos, suas transformações, obras, realizações, estéticas e seus artistas. Esse estudo é feito de forma a analisar todas essas vertentes em conjunto com a análise social, política e religiosa do período desempenhado.

Assim, a história da arte nos proporciona o entendimento e estudo desse períodos, assim como entender suas motivações e formas de expressão.

Tipos de artes

A arte pode ser desempenhada de diversas maneiras, com diferentes linguagens artísticas, como:

  • Música;
  • Dança;
  • Pintura;
  • Escultura;
  • Teatro;
  • Literatura;
  • Cinema;
  • Fotografia;
  • História em quadrinhos;
  • Jogos de computador e de vídeo;
  • Arte digital.

Veja também: 

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.