O que é capitalismo?

O capitalismo é o sistema econômico predominante no mundo, se tornando uma das relações de poder mais influentes e importantes do mundo.

0

O que é capitalismo? O capitalismo é uma sistema econômico que funciona na base da produção de riquezas com fins lucrativos. Além disso, nesse sistema predomina a propriedade privada e acúmulo de capital, sendo o sistema econômico predominante em todo o mundo.

Somado a isso, o capitalismo não se restringe ao âmbito econômico e está intrinsecamente ligado ao meio político, cultural, ético, etc.

Como surgiu

O capitalismo teve início entre os séculos XIII e XV, na Baixa Idade Média. Entretanto, sua inserção como modelo econômico predominante não aconteceu de forma rápida, mas sim de forma lenta e gradual.

Começou com as formações de burgos, pequenos centros destinados ao comércio. Porém, houve grande dificuldade para prosperar pois se opunham ao grande sistema econômico da época, o Feudalismo, e tinha a Igreja Católica como opositora, pois esta condenava a usura, isto é, juros cobrados por um empréstimo.

Entretanto, mesmo com essas oposições esse sistema de comércio começou a crescer e a burguesia, as pessoas proprietárias e ativas nos burgos, passaram a ganhar poder com detenção de riquezas. Esse sistema foi crescendo e criando uma forte cultura de acúmulo de capital.

Somado a isso, a urbanização da Europa foi outro fator favorável para a propagação e evolução do sistema capitalista.

Conclui-se que o capitalismo surgiu devido às mudanças ocorridas no sistema feudal, como a ascensão da burguesia, o aumento da urbanização, o surgimento de novas técnicas de fabricação de mercadorias e a melhoria dos meios de transporte.

Porém, vale ressaltar que o capitalismo passou por várias modificações até chegar na forma como vemos hoje em dia, mas em toda sua história o objetivo principal sempre foi obtenção de lucro.

Como funciona o capitalismo

O capitalismo é dividido em duas classes básicas, a que é detentora de todo o lucro e dos meios de produção, chamada de capitalistas, e a que oferece sua força de trabalho, chamada de classe dos proletários.

Assim, o sistema funciona de forma que os proletários oferecem sua força de trabalho, vendendo-a para os capitalistas em troca de salário. Os produtos que são produzidos nesse sistema são comercializados no mercado e seu preço é determinado pela Lei da Oferta e Procura.

Além disso, o capitalismo coloca o livre mercado, ou seja, sem a interferência do Estado.

Principais características do capitalismo

  • Propriedade privada dos meios de produção;
  • Acúmulo de capital / riquezas;
  • Lucro;
  • Trabalho assalariado;
  • Controle do sistema produtivo;
  • Economia de mercado;
  • Classes sociais.

Fases do capitalismo

O capitalismo está dividido em três fases com enfoques diferentes, sendo elas: o capitalismo comercial, o industrial e o financeiro.

Capitalismo Comercial

Essa fase do capitalismo também é chamada de “Pré-Capitalismo”, ou “Fase Mercantil”. O período que essa fase vigorou foi do século XV ao XVIII, compreendido pela transição do feudalismo para o capitalismo.

Foi nesse momento que a visão de riqueza se transforma de maior acúmulo de matéria prima e especiarias para obtenção e acúmulo de capital através do comércio e da conquista de colônias.

Capitalismo Industrial

Essa fase surgiu junto a Revolução Industrial e a Revolução Francesa, ocorridas no século XVIII. A grande mudança dessa fase foi a transformação dos meios de produção, com a alteração do modo de fabricar produtos manufaturados e grande aumento das escalas de produção.

Além disso, a Revolução Francesa permitiu o estabilização do poder nas mãos da burguesia, junto a industrialização e o grande crescimento das cidades.

Capitalismo Financeiro

Essa fase é também chamada de monopolista, sendo fundamentada nas leis dos bancos, nas grandes corporações por meio do monopólio industrial e financeiro. Começou com a o grande investimento dos bancos no setor industrial, detendo grande parte do poder dessa área.

Assim, a economia passou a se voltar para as práticas especulativas e financeiras, com o surgimento de ações negociadas como mercadorias e essa fase se estende até os dias atuais.

Veja também: Países Capitalistas

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.