Coronavírus – Indivíduos infectados que não apresentam sintomas aceleram a disseminação da doença

Os infectados sem sintomas do coronavírus também apresentam potencial contagioso e podem ser vetores que aceleram a disseminação da doença.

0

novo coronavírus apresenta uma alta capacidade de propagação entre pessoas, o que preocupa agentes de saúde do mundo todo. A Organização Mundial de Saúde (OMS) já indicou situação de pandemia da doença causada por esse vírus.

Diante disso, muitas precauções e orientações foram dadas sociedade pra que não ocorra a acelerada propagação do vírus.

Porém, a maioria das pessoas e dos infectados só se preocupam ativamente, seguindo todos as orientações de cuidado, quando apresentam os sintomas clássicos da infecção.

Assim, durante todo o período anterior da manifestação da doença, não foram tomados os devidos cuidados e diversas pessoas podem ter sido infectadas por consequência disso.

A revista Science realizou um estudo científico feito por uma equipe de cientistas de algumas universidade chinesas, inglesas e estadunidenses.

PUBLICIDADE

Nessa pesquisa é apontado que 79% dos casos de contágio do novo coronavírus foram decorrentes de indivíduos que não apresentaram os sintomas. Por essa razão, o vírus se propagou rapidamente e em grande escala pelo mundo.

Essa constatação pode ser projetada para o históricos e grande parcela do números de casos da China, onde a maioria deles foi causada por indivíduos com sintomas leves ou inexistentes e contagiosos. Assim, essa ausência de identificação prévia dos casos contaminados, expôs grande parte da população ao contágio.

Pensando nisso, esse momento demonstra uma imensa necessidade de atenção e implementação de medidas preventivas, para que o contágio não siga acontecendo em tamanha proporção e de forma silenciosa.

Com isso, a boa higiene de todos os indivíduos, limitação de voos internacionais e restrição de aglomerações atuam como importante fator de prevenção e contenção da disseminação e contágio de indivíduos.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.