Quem foi Bartolomeu Bueno da Silva?

Bartolomeu Bueno da Silva filho, conhecido também como Anhanguera, foi o bandeirante responsável pela descoberta de ouro no estado de Goiás.

0

Bartolomeu Bueno da Silva, conhecido também como Anhanguera, foi um explorador e sertanista bandeirante. Aos 12 anos, já acompanhava o pai, também chamado Bartolomeu Bueno da Silva, em suas expedições.

Depois de diversas bandeiras, aos 50 anos, encontrou ouro no Rio Vermelho. Foi nomeado capitão-mor das minas e fundou o Arraial de Sant’Anna, futura Vila Boa e atualmente conhecida como Goiás Velho.

Quem foi Bartolomeu Bueno da Silva?

Bartolomeu Bueno da Silva (filho), nasceu em Parnaíba, São Paulo, no ano de 1672. Herdou do pai o apelido de Anhanguera (Diabo Velho), dado pelos indígenas da tribo Goyazes.

Bartolomeu Bueno da Silva (pai), partiu em direção aos filões de ouro, em Goiás, com grande caravana e acompanhado de seu filho, que tinha apenas 10 anos de idade.

Em busca de ouro, no ano de 1701, se estabeleceu em Sabará e, posteriormente, em São João do Pará e Pitangui, onde foi nomeado assistente do distrito. Na proporção em que aumentava a exploração de ouro em Sabará (remessa de ouro para a metrópole), crescia também o número de exploradores.

Dessa forma, foram inúmeros os conflitos que surgiram na região. Em 1720, se oficializou a independência de Minas Gerais e os paulistas foram obrigados a procurar outras zonas de mineração.

Dois anos depois, com o apoio do rei D. João V, Anhanguera e seus sócios, João Leite da Silva Ortiz e Domingos Rodrigues do Prado, assinaram em um contrato para procurar as minas nas terras de Goiás, onde seu pai já havia encontrado ouro. Ainda no mesmo ano, uma grande expedição partiu de São Paulo em direção ao ouro do Oeste.

Depois de três anos explorando a região em busca da famosa serra dos Martírios, finalmente o ouro foi encontrado no rio Vermelho. Ao retornar à São Paulo, com a conquista das minas de Goiás, Bartolomeu ganhou sesmarias e o direito de cobrança de uma taxa sobre a passagem nos rios que conduzissem às minas goianas.

A formação da cidade de Goiás, conhecida hoje como Goiás Velho, começou depois dessas descobertas. Em 1726, Anhanguera foi nomeado capitão-mor e fundou o arraial de Sant’Anna. No entanto, sete anos depois, o direito de cobrar a passagem nos rios foi suspenso porque Anhanguera estava sonegando tributos à Coroa.

A autoridade do bandeirante foi limitada pelos delegados do rei e, em 1739, o arraial recebeu o nome de Vila Boa de Goiás, atualmente cidade de Goiás.

Bartolomeu Bueno da Silva (filho) morreu pobre em Vila Boa de Goiás, no dia 19 de setembro de 1740.

Tribo Goyazes

A tribo Goyá, conhecida também como Goiá ou Goyazes, se originou na região Centro-Oeste e se estabeleceu no Arraial de Sant’Anna, especificamente na nascente do rio Vermelho e na Serra Dourada. Segundo relatos arqueológicos, recebeu esse nome erroneamente de Bartolomeu filho, considerando que os indígenas eram chamados kayapós.

Foi no nome da tribo que inspirou o nome do estado de Goiás. Os Goyazes foram dizimados com a chegada dos bandeirantes, apagando até mesmo seus vestígios linguísticos ou arqueológicos.

Na obra Raízes do Brasil, Sérgio Buarque de Holanda fez alusão aos Goyazes, falando sobre a crença de que as partes centrais da América do Sul eram habitadas por povos pigmeus, isto é, os Goyazes.

Leia também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.