Quem foi Chico mendes?

Chico Mendes foi um ativista e ambientalista que lutou pela conservação do meio ambiente. Saiba mais sobra a história desse militante.

Francisco Alves Mendes Filho, conhecido popularmente como Chico Mendes, nasceu em Xapuri, no Acre, em 15 de dezembro 1944, e morreu no dia 22 de dezembro de 1988, vítima de opositores à sua luta.

O ambientalista acompanhou o trabalho de seringueiros durante toda a sua infância, graças ao seu pai que trabalhava no meio.

Mendes acabou seguindo essa profissão, mas, por conta do difícil acesso à educação no local, o ativista aprendeu a ler apenas com 16 anos.

Por conta de sua militância, Chico Mendes foi alvo de diversas ameaças de morte e, para garantir sua segurança, precisou de escolta policial.

Apesar disso, o homem foi assassinado enquanto se direcionava a um banheiro externo, no quintal de sua casa.

A militância de Chico Mendes

Durante a Ditadura Militar, foi implantada uma política na Amazônia, durante a década de 1970, que gerou conflitos de terra, pois a pecuária começou a substituir a extração borracha.

Com isso, aumentou a devastação ambiental para a criação de gados.

Essa exploração gerou em Chico Mendes a sede de procurar formas de melhorar os trabalhos nos seringais, considerando que as atividades de extração de borracha perderam o lugar.

Chico Mendes
Chico Mendes

Então, no ano de 1975, o ativista entrou no Sindicato de Trabalhadores Rurais (STR) em Brasileia, Acre, com o líder e fundador Wilson Pinheiro.

No ano seguinte, em conjunto com os serigueiros, ele partiu rumo às áreas de desmatamento para suspender as atividades.

A militância de Mendes fez com que o homem fosse reconhecido mundialmente e, assim, ele se tornou um importante líder político, cujos ideais começaram a ser pautados.

Chico Mendes, por conta de sua preocupação com as questões indígenas, tinha o desejo de criar reservas para a proteção dos povos nativos.

Dessa forma, seria possível garantir a sobrevivência dessas sociedades, assim como a conservação de suas substâncias.

Em 1977, Chico Mendes foi eleito vereador pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Apesar disso, sua ligação com a política se fortaleceu após a criação do Partido dos Trabalhadores (PT), que ele ajudou a fundar.

Mendes ainda tentou se eleger como deputado, mas não teve sucesso.

Morte e legado de Chico Mendes

Chico Mendes vivia em constante ameaça, principalmente dos ruralistas. Em consequência disso, no dia 22 de dezembro de 1988, o ativista foi morto por Darci Alves, filho de um grileiro (pessoa que busca a posse de terras com falsas escrituras).

A morte de Mendes teve grande repercussão,por isso, os acusados foram condenados a 19 anos de prisão (que nunca foram cumpridos).

Como legado, o Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade (ICMbio) foi fundado no dia 27 de agosto, que, vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, tem como objetivo proteger, implantar e fiscalizar as Unidades de Conservação.

Além disso, a casa onde morou o ativista se tornou o Museu Chico Mendes, que costuma receber vários visitantes interessados nas lutas do homem.

Veja também:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More