Refugiados no Brasil e no mundo

A questão dos refugiados no Brasil e no mundo corresponde a um dos principais problemas em termos populacionais.

0

A questão dos refugiados no Brasil e no mundo pode ser considerada um dos principais problemas em termos populacionais em nível global.

O termo “refugiado” foi regulado pela Organização das Nações Unidas (ONU) através da Convenção das Nações Unidas sobre o Estatuto dos Refugiados, em 1951.

Nesse evento, foram estabelecidos os direitos dos indivíduos que são beneficiados pelo asilo, assim como as responsabilidades dos países que os acolhem (comida, assistência médica e educação).

O conceito de refugiado se insere em uma categoria específica de deslocamento internacional.

Quem são os refugiados?

De acordo com a ONU, para uma pessoa ser considerada refugiada, ela precisa declarar que se sente perseguida pelo seu Estado de origem.

A perseguição pode ser entendida por diversos motivos, como raça, religião, nacionalidade, grupo social, posição política, conflitos armados e políticos.

Ela se ausenta de seu país por não conseguir a proteção do poder público e não se sentir segura no local.

Dessa maneira, o medo do refugiado se concentra em uma perseguição que coloca sua vida em risco.

O temor os pressiona a sair de maneira forçada de seus países e buscarem reestruturar suas vidas em outros locais. Portanto, eles solicitam abrigo/refúgio em outras nações.

Tal rompimento com o modo de vida causa sofrimento a essas pessoas que se veem distanciadas dos seus laços sociais, familiares e culturais.

É importante salientar que tal conceito se difere de “imigrante”. Segundo o Alto Comissariado da Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), o imigrante, na maioria das vezes, abandona seu país por motivos econômicos ou desastres naturais.

Todo refugiado é imigrante, mas nem todo imigrante se enquadra como refugiado.

A Convenção das Nações Unidas sobre o Estatuto dos Refugiados, estabelece, do mesmo modo, as pessoas que não são qualificadas enquanto refugiadas, como os criminosos de guerra.

Destacamos que muitos refugiados encontram dificuldade em se instalar em outros países por não conseguirem se legalizar com facilidade.

Origem dos refugiados

A origem dos refugiados geralmente se concentra em regiões de guerras ou em situação de extrema pobreza.

Ao mesmo tempo, eles podem integrar um grupo populacional específico que seja perseguido.

Abaixo, podemos notar as regiões que mais concentraram os conflitos que provocaram deslocamentos entre 2013–2018:

Refugiados no Brasil e no mundo
Refugiados no Brasil e no mundo. Gráfico dos 15 conflitos que mais causaram deslocamento.

Notamos que a Guerra da Síria é a principal responsável por descolamentos populacionais. Contudo, é importante destacar os conflitos ocorridos nos países do continente africano, sobretudo o Sudão do Sul.

Destino dos refugiados

O destino dos refugiados, geralmente, são locais dentro de sua própria nação ou países vizinhos. Mesmo o fato de as nações desenvolvidas serem vistas como uma boa oportunidade de mudança de vida, a maioria dos refugiados permanece em países próximos.

Alguns dos países que mais recebem refugiados no mundo são:

  • Turquia
  • Paquistão
  • Líbano
  • Irã
  • Etiópia
  • Jordânia

Somente uma parcela pequena se direciona a nações mais distantes.

Refugiados na Europa

Os refugiados na Europa encontram abrigo principalmente na Alemanha, França, Suécia e Itália. Entretanto, é importante salientar que o governo italiano vem rejeitando um número cada vez maior de solicitações de refúgio.

Refugiados no Brasil e no Mundo
Infográfico do Dossiê Migrações e Direitos Humanos. Concepção: Deisy Ventura e Natália Araújo (IRI). Design: Estúdio Kiwi. Disponível na edição 23 da Revista Internacional de Direitos Humanos (SUR).

Refugiados no Brasil

O Brasil demonstra ser um país tolerante ao mundo, visto que o número de refugiados no Brasil vem aumentando, mesmo correspondendo a 0,05% da população.

De acordo com o Comitê Nacional para os Refugiados (Conare) e o ACNUR, até dezembro de 2018, o país contabilizava 11.231 refugiados reconhecidos.

De acordo com a Polícia Federal, o maior número de pessoas que solicitam abrigo no Brasil se originam dos seguintes países:

Refugiados no Brasil e no mundo
Refugiados no Brasil e no mundo. Gráfico de refugiados reconhecidos no Brasil. (Fonte: Polícia Federal via Portal R7)

Venezuelanos no Brasil

A crise social e econômica vivida pelos venezuelanos, fez com que grande parte da população do país fosse buscar uma melhor qualidade de vida nas nações vizinhas, cujo Brasil é uma delas.

Refugiados no Brasil e no mundo
Refugiados no Brasil e no mundo. Gráfico de projeção do número de imigrantes venezuelanos no Brasil. (Fonte: IBGE via G1)

Saiba mais em:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.