Tipos de baterias – Vanatagens e desvantagens de cada uma delas

As baterias estão muito presentes no nosso dia a dia e existem várias composições diferentes. Conheça os diferentes tipos de baterias.

0

As baterias estão em quase todos os lugares. Muito utilizadas nas atividades que fazemos, acabaram se tornando muito presentes no nosso dia a dia. Nós usamos baterias nos celulares, nos computadores, tablets, lanternas, câmeras digitais, carros e muito mais. Ou seja, é quase impossível pensar no mundo atual sem elas.

A bateria é um dispositivo responsável pela transformação de uma energia desenvolvida por uma reação química em corrente elétrica.

As baterias são basicamente compostas por dois pólos, um positivo (cátodo) e um negativo (ânodo), onde as reações acontecem no processo químico de troca de elétrons entre esses dois polos, processo este conhecido como oxirredução, uma reação eletroquímica.

Diferença de bateria e pilha

Há muita confusão quanto a diferença entre bateria e pilha, mas é bem simples: as pilhas são como uma bateria primária e a principal diferença está no fato de a bateria poder ser recarregada, a pilha não.

Esta última perde sua capacidade de gerar energia elétrica pois o material responsável por liberar elétrons perde todos eles pela oxidação e não possui efeito reverso.

Enquanto isso, na bateria acontece o mesmo processo, mas quando recebe uma descarga elétrica externa, o eletrodo da oxidação é formado novamente, voltando a existir e formando um novo ciclo de oxidação de oxidação e redução.

As baterias

As baterias são formadas por várias pilhas e podem ser compostas por diversos materiais, tamanhos e potências, com tamanhos variados, podendo caber dentro de um relógio de pulso ou ser maior funcionando para dar energia para um veículo elétrico.

Os tipos de baterias

Como dito anteriormente, os materiais que compõem a bateria podem variar e, assim, seu tipo também. Os principais tipos de baterias são:

Bateria de chumbo

As baterias de chumbo foram inventadas no século XIX. Elas têm vantagens como o custo relativamente baixo, grande durabilidade e resistência às variações de temperatura.

Porém, elas são bem pesadas, demoram muito para carregar e possuem efeito-memória (viciam), reduzindo sua voltagem a cada uso. Ela é bastante utilizada em automóveis.

Bateria de níquel cádmio

A bateria de níquel cádmio, inventada no séc. XX, foi a mais utilizada nos aparelhos no nosso cotidiano, como nos celulares, câmeras digitais e de vídeo.

Ela possui o benefício de poder ser carregada muitas vezes, mas apresentava problemas como propensão de vazar e danificar os aparelhos, problemas ao ambiente e problemas de vício de bateria. Assim, ela passou a ser substituída por baterias de níquel hidreto metálico e de íon-lítio.

Bateria níquel hidreto metálico

Essa bateria é a mais vantajosa entre as outras quanto a maior durabilidade e resistência ao maior número de cargas e descargas em sua vida útil, com potencial energético maior até que a níquel cádmio (NiCd).

Além disso, esta proporciona menos danos à natureza que a níquel cádmio, com um custo ligeiramente superior, menor tempo de recarga e maior resistência a altas variações de temperatura. Por isso, ela vem substituindo as baterias de NiCd.

Bateria íon lítio

A bateria íon lítio foi inventada no séc XX, sendo a mais utilizada atualmente em equipamentos eletrônicos portáteis. Elas armazenam o dobro de energia que uma bateria de hidreto metálico de níquel e três vezes mais que uma bateria de níquel cádmio.

Além disso, elas não possuem o efeito-memória, ou seja, não vicia e não precisa esperar ela carregar totalmente ou descarregar por completo, como a de níquel cádmio.

Porém, sua desvantagem é que ela resiste menos que outras baterias, mas ainda é a mais utilizada em celulares.

Bateria de lítio

As baterias de lítio são muito comuns em micro circuitos como os de relógios, jogos, etc. Essa bateria possui um baixo tempo de recarga, são bem leves e oferecem uma grande quantidade de energia. Sua desvantagem é seu custo muito elevado.

Baterias de zinco

Essas baterias foram lançadas recentemente, já no século XXI, e apresentam muitas vantagens. Elas apresentam baixo custo e não pegam fogo, nem explodem. Além disso, elas podem armazenar cinco vezes mais energia que as de íon lítio.

A mais estável e de melhor performance é a bateria de zinco híbrida, combinando o melhor das baterias de zinco ar e zinco níquel. Elas são muito utilizadas em carros elétricos movidos a bateria.

Baterias de gel

As baterias de gel substituem as baterias de chumbo, permitindo uma vida útil mais prolongada, além de não apresentar evaporação eletrolítica, com maior resistência a temperaturas elevadas, ao choque a vibração.

Veja também:

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.