Tuberculose – O que é, sintomas, tratamento, diagnóstico, cura e tipos

Aproximadamente 10 milhões de pessoas adoecem de tuberculose no mundo. Por isso, veja mais sobre essa doença, como tratar e se prevenir.

0

As bactérias podem causar inúmeras doenças, desde as mais comuns e menos brandas até as mais graves. Uma desses doenças causadas por bactérias é a tuberculose,  doença que afeta principalmente os pulmões e pode desenvolver um quadro grave.

O que é tuberculose?

Como dito anteriormente, a tuberculose é uma doença bacteriana transmissível e infecciosa causada pelo Mycobacterium tuberculosis, também denominado bacilo de Koch.

A doença se desenvolve no primeiro estágio latente, sem apresentar sintomas e 10% dessas infeções evoluem para a tuberculose ativa, podendo causar a morte.

No Brasil, a tuberculose é a doença infecto-contagiosa que ocasiona mais mortes. Além disso, estima-se que 30% da população mundial esteja infectada, sendo que não necessariamente irão desenvolver a doença.

Principais sintomas

A maioria das infecções não manifestam sintomas. Entretanto, entre os sintomas apresentados, o principal é a tosse seca ou com secreção.

Outros sintomas comuns são:

  • Produção de catarro;
  • Febre;
  • Sudorese;
  • Falta de apetite;
  • Emagrecimento;
  • Cansaço;
  • Dores musculares e no peito.

Além desses sintomas, outros sinais podem aparecer em casos mais graves como:

  • Dificuldade de respiração;
  • Eliminação de sangue (Hemoptise);
  • Acúmulo de secreção na pleura pulmonar.

Transmissão

A tuberculose é transmitida pelos bacilos causadores da doença, que são expelidos por um indivíduo contaminado quando tosse, espirra, cospe ou fala, ou seja, ela é disseminada de forma aérea. Por isso, pessoas em contato com indivíduos contaminados têm grandes riscos de serem infectados.

A probabilidade de infecção está relacionada ao grau infeccioso do indivíduo que possui a doença e duração da exposição ao bacilo. Além disso, é importante frisar a redução da possibilidade de transmissão da doença com o tratamento.

Tipos de tuberculose

A tuberculose afeta principalmente os pulmões, mas pode atingir diferentes locais e desenvolver tipos diferentes da doença.

Com isso, ela pode se classificar em: tuberculose pulmonar, ganglionar, óssea, miliar, ou pleural. Porém, as principais e que exigem mais atenção são:

Tuberculose pulmonar

A tuberculose pulmonar é a forma mais comum da doença, desencadeada quando a bactéria se aloja nos pulmões. A principal característica desse tipo da doença é a tosse seca e constante, com a presença de sangue ou não. A principal forma de contágio é a tosse, que dissemina gotículas de saliva contaminadas com os bacilos.

Além disso, a tuberculose pulmonar é mais comum em homens com idades mais avançadas

Tuberculose ganglionar

A tuberculose ganglionar ocorre quando o bacilo chega ao sistema linfático, acometendo os gânglios, principalmente do tórax, virilha, abdômen e pescoço. Entretanto essa forma da doença é a forma mais comum de tuberculose extra-pulmonar e não é contagiosa.

Seus principais sintomas são ínguas, inchaço dos gânglios linfáticos, da regiões atingidas pelo bacilo.

Essa tipo de tuberculose é mais comum em pacientes com HIV e mulheres com idade entre 20 e 40 anos.

Diagnóstico de tuberculose

Nos casos de tuberculose pulmonar, o diagnóstico pode ser feito através de exames de escarro, denominado pesquisa de BAAR (Bacilo Álcool-Ácido Resistente), para verificação da presença do bacilo causador da doença. Outra forma de diagnóstico é pela realização de exames de raio-x do tórax.

Entretanto, se a tuberculose for extra-pulmonar o diagnóstico deve ser feito através de biópsia do tecido afetado. Além disso, pode ser realizado o teste cutâneo de tuberculina, substância extraída da própria bactéria, chamado teste de Mantoux ou PPD.

Tratamento de tuberculose

O tratamento de tuberculose é um processo demorado, porém, gratuito e oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Assim, ao notar os mínimos sinais semelhantes à tuberculose, deve-se procurar um médico para averiguação.

O processo de tratamento é feito através do uso de de medicamentos específicos para a doença, durante um período mínimo de seis meses.

Os medicamentos utilizados são uma combinação de Rifampicina, Isoniazida, Pirazinamida e Etambutol.

Tuberculose tem cura?

A tuberculose tem cura quando tratada da maneira correta, seguindo todas as recomendações médicas. O tratamento tem a duração de seis meses e deve ser seguido esse tempo estipulado, ou o bacilo pode não ser eliminado do organismo e, assim, a doença não será curada.

Prevenção

Para prevenir a doença é recomendado manter os ambientes bem ventilados e com entrada de luz solar.

Entretanto, a maneira mais eficaz de prevenir a doença é através da vacina BCG (Bacillus Calmette-Guérin), disponibilizada gratuitamente pelo SUS. A vacina é recomendada para todos as crianças logo ao nascer, ou no máximo até os 4 anos, para não correr o risco de contrair a infeção.

Veja também: 

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.