Vinda da Família Real para o Brasil – Período Joanino (1808-1821)

Com as ameaças das tropas napoleônicas, a família real portuguesa transferiu a côrte para a colônia brasileira. Esse período ficou conhecido como período joanino.

0

No ano de 1808, as tropas francesas, comandadas por Napoleão, estavam prestes a invadir Portugal. Com poucas forças militares, D.João VI resolveu, então, transferir a corte para sua colônia mais importante, o Brasil. Inglaterra, como aliada do país, auxiliou nessa mudança.

Então, 14 embarcações foram enviadas ao Brasil. Nelas, estavam a Família Real, funcionários e corte portuguesa, além de dinheiro, objetos de valor e bens pessoais.

Durante a viagem, uma forte tempestade fez com que uma parte dos navios fossem para Salvador e outra parte para o Rio de Janeiro. Até que em março de 1808, a corte portuguesa foi instalada no Rio de Janeiro.

Chegada da Família Real ao Brasil
A Chegada de Dom João VI à Bahia | Cândido Portinari (1903-1962)

Nesse período, diversos moradores da colônia tiveram que deixar suas casas, para que fossem usadas pelos funcionários do governo. Isso gerou grande insatisfação para a população.

Período Joanino

O período entre 1808 e 1821 recebeu o nome de Período Joanino. Este corresponde a essa transferência feita por Dom João VI do governo em Portugal para o Brasil. O Período Joanino se encerra com a volta de Dom João VI para Portugal.

É importante lembrar que essa foi a primeira vez que um governante europeu transferiu a realeza para um país americano.

Principais medidas do Período Joanino

A mudança da Família Real para o Brasil, trouxe diversos benefícios, como:

  • Ruas pavimentadas;
  • Crianção do Banco do Brasil;
  • Imprensa Régia.

Além disso, Dom João abriu o comércio brasileiro aos países aliados à Portugal. Logo, a Inglaterra passou a ter mais vantagens no comércio com o Brasil.

Os impostos ingleses chegavam a 15%, enquanto o de outros países alcançava os 24%. Isso fez com que o Brasil consumisse mais os produtos ingleses. Por esse motivo, a industrialização brasileira foi mais tardia.

Ainda mais, o ponto de vista cultural também foi desenvolvido, com a implantação da Missão Francesa, estimulando o desenvolvimento da arte. Também foi criado o Museu Nacional, Biblioteca Real, Escola de Artes e Observatório Astronômico.

Nesse mesmo período, cursos também foram criados, como de agricultura, cirurgia, química, desenho técnico, entre outros.

Retorno para Portugal

Os ingleses conseguiram derrotar as tropas de Napoleão. Por isso, o exército napoleônico não ficou muito tempo nas terras portuguesas. Então, o povo português começou a exigir o retorno da realeza para Portugal.

Por conta da pressão, Dom João VI retornou para as terras portuguesas em 1821. Como príncipe regente, deixou seu filho Dom Pedro I, que pouco tempo depois, se tornou imperador.

Até que no dia 7 de setembro de 1822, começou o processo de Independência do Brasil.

Independência do Brasil

O período Joanino influenciou fortemente na independência do Brasil. Em 1815, a administração do governo transformou a colônia brasileira em Reino Unido de Portugal e Algarves. Uma sede administrativa de Portugal.

Então, o povo de Portugal não se agradou disso e exigiu a volta de Dom João VI, que retornou em 1821 para a Revolução Liberal do Porto. Esse retorno marcou o fim do período Joanino.

Por isso, Dom Pedro I assumiu o seu lugar e governou entre 1822 e 1831. Em 1824, ele estabeleceu a primeira Constituição. Até que Portugal passou a exigir o seu retorno.

Mas, Dom Pedro I não queria retornar às terras portuguesas, declarando, então, em 1822 a Independência do Brasil.

Conteúdo relacionado:

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.