8 de dezembro – Dia da Família

A família é a base na formação de um indivíduo. Para celebrar a sua importância, foi criado o Dia da Família. Saiba mais sobre essa data comemorativa!


A família é a estrutura essencial para a formação de uma pessoa. Para reconhecer sua importância, é celebrado, anualmente, no dia 8 de dezembro, o Dia da Família.

Contudo, essa comemoração pode causar confusão uma vez que existem mais duas datas com a mesma função. Assim, o dia 15 de maio marca o Dia Internacional da Família, e o dia 24 de abril, o Dia da Família na Escola.

Essa data possui uma importância especial, que é ressaltar o papel da família na construção de cidadãos que farão parte da sociedade. Dessa forma, a família ensina cultura, moral, ética e educação, mostrando, assim, a influência que possui.

Origem do Dia Nacional da Família

O Dia Nacional da Família foi instituído pelo Decreto de Lei nº 52.748, no dia 24 de outubro de 1963. O decreto foi criado para homenagear a importância da família e o seu papel na sociedade.

Significado de família

O dicionário Michaelis conceitua família de diversas formas. Além dos significados específicos nas áreas de biologia, matemática, gráfica e química, as definições são:

  1. Conjunto de pessoas, em geral ligadas por laços de parentesco, que vivem sob o mesmo teto.
  2. Conjunto de ascendentes, descendentes, colaterais e afins de uma linhagem ou provenientes de um mesmo tronco; estirpe.
  3. Pessoas do mesmo sangue ou não, ligadas entre si por casamento, filiação, ou mesmo adoção; parentes, parentela.
  4. Grupo de pessoas unidas por convicções, interesses ou origem comuns.
  5. Conjunto de coisas que apresentam características ou propriedades comuns.

Perfil da família brasileira

Pesquisa realizada pela produtora de conteúdo Pelas Famílias Brasileiras mostra dados do perfil atual das famílias brasileiras.

  • Em 2010, quase um terço das uniões matrimoniais eram inter-raciais, sendo incomum entre as classes mais altas.
  • Também em 2010, o número de famílias chefiadas por mulheres chegou a 40%, tendo o Nordeste como foco.
  • 42,9% das famílias são compostas por uma união heterossexual com filhos.
  • Das famílias de união heterossexual, 16,4% são de padrasto ou madrasta, isto é, família reconstituída.
  • 19,9% das famílias são casais sem filhos por opção.
  • 16% são famílias de mãe solo.
  • As famílias unipessoais, que representam 14%, são formadas por 50,3% de mulheres e 63% de idosos. Essa estatística se dá principalmente pela expectativa de vida e a independência feminina.
  • 58 mil famílias se declaram homoafetivas. Esse dado não é o mais correto uma vez que a homofobia impede a liberdade de expressão.

Leia também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.