A Arábia antes do Islã

A Arábia antes do Islã se caracterizava como uma sociedade politeísta e sem unidade política.

0

A Arábia ou Península Arábica é considerada o berço da civilização árabe, banhada pelo mar Vermelho e pelo Oceano Índico, localiza-se no Oriente Médio.

A cultura árabe possui tradições originárias do Oriente Médio, África Setentrional e Ásia Ocidental e é um conceito independente da religião, pois comporta muçulmanos, cristãos, pagãos e judeus.

A Arábia antes do Islã

A Arábia é uma região desértica fixada no Oriente Médio. Muito conhecida por ser considerada o berço do Islamismo, uma das religiões mais importantes do mundo.

A religião islâmica, surgida no século VII, mudou de forma significativa os panoramas político, econômico e cultural do mundo árabe.

Antes do Islã, a Arábia era dividida pelas regiões correspondentes ao litoral e ao deserto. Os desertos eram habitados por várias tribos forasteiras. Essas tribos não possuíam unidade política, acreditavam em vários deuses (politeísmo) e viviam por meio do pastoreio. Em muitos momentos, guerrearam entre si por motivos variados.

Esses povos adoravam objetos sagrados, as manifestações da natureza e temiam espíritos ruins. Seus símbolos e objetos sagrados se encontravam nas cidades litorâneas, consideradas sagradas, que eram o destino final de muitos religiosos que tinham o interesse em praticar a sua espiritualidade.

A economia da Arábia era pautada pelo calendário que ditava as celebrações religiosas que ocorreriam para os vários deuses. As viagens constantes para visitar as cidades sagradasmotivadas inicialmente por interesses religiosos, criavam as condições necessárias para as trocas comerciais com os mercadores desses locais.

Dessa forma, a cidade de Meca se tornou um enorme centro comercial e religioso, devido ao grande número de fiéis que se dirigiam à ela com o intuito de visitar o templo chamado Kaaba. Ela reunia muitos centros de adoração aos diversos deuses árabes.

Maomé surgiu nesse contexto. Ele foi o maior profeta da religião islâmica que pregava entre muitas coisas, o monoteísmo (crença em um único deus).

O surgimento do islamismo provocou profundas mudanças no mundo árabe. Diversos comerciantes se amedrontaram com o surgimento da nova religião, pois temiam que as peregrinações à Meca acabassem graças ao culto a uma única divindade.

Com isso, inicialmente, muitos se opuseram à expansão da religião por receio de prejudicar seus negócios. Maomé, apoiado por uma organização militar, vence a resistência dos comerciantes de Meca contra a religião islâmica.

O islamismo incorporou algumas características das religiões já existentes e manteve a importância das cidades comerciais. Então, a partir do século VII, o Islã passou a conquistar a Península Arábica.

Saiba mais:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.