Asma

A asma é uma doença crônica que atinge o sistema respiratório. Vamos conhecê-la? Continue lendo!

0

A asma é uma doença crônica do sistema respiratório que causa dificuldade de respirar, chiado e aperto no peito. Geralmente, o paciente asmático também apresenta alterações no ritmo da respiração que se torna curta e rápida.

Os sintomas costumam piorar à noite e no início da manhã, com a prática de exercícios físicos, agentes alergênicos, poluição e mudanças climáticas inesperadas.

Asma - Diferenças entre um pulmão saudável e um pulmão asmático
Asma – Diferenças entre um pulmão saudável e um pulmão asmático

Asma tem cura?

A asma é uma doença respiratória sem cura, mas seguindo o tratamento adequado de forma correta, os sintomas melhoram ou desaparecem ao longo do tempo.

Sendo assim, o acompanhamento médico para pacientes asmáticos é essencial, ele deve ser constante para monitorar o avanço da doença e assim o paciente pode levar uma vida normal.

Asma pode matar?

Se a asma não for controlada, ela pode levar o paciente ao óbito, entretanto, esses casos são extremos e raros.

A combinação de asma sem tratamento com o aparecimento de outras doenças, sejam elas respiratórias ou não, também pode fazer com que a saúde do paciente fique muito debilitada.

Por isso, é muito importante que o paciente asmático receba o tratamento de forma correta durante toda a vida.

Sintomas de asma

Os principais sintomas da asma são:

  • Crises de tosse seca;
  • Chiado no peito;
  • Respiração rápida e curta;
  • Dificuldade para respirar;
  • Desconforto no tórax;
  • Crises de ansiedade.

Complicações da asma

As principais complicações que a asma pode causar é:

  • Dificuldades para fazer exercícios ou outras atividades do dia a dia;
  • Insônia;
  • Alterações pulmonares;
  • Tosse constante;
  • Falta de ar com necessidade de ventilação mecânica;
  • Hospitalização para tratamento das crises;
  • Efeitos colaterais de medicações utilizadas para controlar os sintomas da asma;
  • Óbito.

Diagnóstico da asma

A principal forma de diagnóstico da asma é a clínica, realizada por um médico em consultório. No entanto, podem ser solicitados exames pulmonares para a confirmação do diagnóstico.

No diagnóstico clínico o médico perguntará sobre as condições da casa, presença de poeira, mofo, se há pessoas fumantes, uso excessivo de essências e perfumes, histórico de alergias, rinite ou sinusite, crises de tosse, episódios de falta de ar e problemas para dormir.

Tratamento da asma

O tratamento da asma não funciona para a cura da doença, mas sim para aumentar a qualidade de vida do paciente, ele visa controlar os sintomas e melhorar as funções pulmonares.

A definição do melhor tratamento deve ser feita pelo médico de acordo com os sintomas apresentados e histórico clínico do paciente.

A base do tratamento para asma são medicamentos anti-inflamatórios de uso contínuo, os mais usados são os corticosteroides inalatórios, conhecidos popularmente como bombinha.

Asma - Tratamento mais comum é feito com corticosteroides inalatórios, conhecidos popularmente como bombinha.
Asma – Tratamento mais comum é feito com corticosteroides inalatórios, conhecidos popularmente como bombinha.

Além disso, é necessário que a casa do paciente seja organizada de forma a promover o autocuidado e evitar a exposição dele a fatores desencadeantes ou agravantes de crises asmáticas.

No Brasil, o Sistema Único de Saúde (SUS) possui tratamento gratuito para pacientes asmáticos desde 2011, através do Programa Farmácia Popular.

Prevenção da asma

A asma é uma doença respiratória sem causa aparente, mas é possível evitar ou controlar crises com medidas simples no dia a dia como:

  • Manter o ambiente de casa e do trabalho sempre limpos.
  • Evitar ambientes que contenham poeira.
  • Tomar Sol para manter os níveis de vitamina D normais, pois ela está relacionada a melhora do sistema imunológico.
  • Evitar cheiros e odores muito fortes.
  • Tomar a vacina da gripe.
  • Não fumar.
  • Manter-se aquecido em dias frios.
  • Praticar atividades físicas.
  • Manter uma alimentação saudável.
  • Evitar o sobrepeso.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.