Gripe – O que é, vírus, sintomas, vacina, diferença entre gripe e resfriado

Infecção viral muito comum, mas que pode ser fatal se não for cuidada.


A gripe é uma infecção viral no sistema respiratório causada pelo vírus influenza. Esse vírus possui quatro variedades e tem grande potencial de transmissão, pois se propaga facilmente através do ar.

A principal forma de transmissão da gripe é a direta, ou seja, de pessoa para pessoa e ocorre por meio de gotículas que são expelidas pela pessoa que está infectada através da fala, de espirros ou tosse.

A transmissão indireta também ocorre por meio de contato com superfícies e objetos contaminados, onde as mãos levam o vírus até as mucosas e causam a infecção. Por isso é importante sempre lavar as mãos e evitar contatos próximos quando se está gripado.

Vírus da gripe

O vírus que causa a gripe é chamado de influenza e possui quatro tipos, o que dificulta a criação de uma vacina que seja 100% eficaz no combate à gripe.

O período de incubação do vírus da gripe pode durar de 1 a 4 dias e a transmissibilidade dele pode começar entre 24 a 48 horas antes do início dos sintomas. E se torna maior no período sintomático, principalmente entre 24 e 72 horas depois dos primeiros sintomas.

Os tipos de vírus influenza são diferenciados por letras, sendo: influenza A, influenza B, influenza C e influenza D.

1 — Influenza A

O vírus influenza A pode ser encontrado tanto nos humanos quanto em outros animais como suínos, equinos, mamíferos marinhos e aves.

As aves possuem grande papel dispersor desse vírus já que são animais com comportamento migratório. Esses vírus podem ter dois subtipos de acordo com combinações de proteínas Hemaglutinina (HÁ ou H) e Neuraminidase (NA ou N).

Alguns tipos de influenza podem causar doenças graves aos humanos, como é o caso da H1N1 e da H3N2.

2 — Influenza B

O vírus influenza B é exclusivo dos humanos e podem ser classificados em dois subtipos: linhagens B/Yamagata ou B/Victoria.

3 — Influenza C

Os vírus influenza C infectam tanto humanos quanto suínos. Eles raramente são encontrados e causam infecções leves e nunca estiveram relacionados a pandemias, tendo causado pequenos impactos na saúde pública.

4 — Influenza D

O vírus influenza D ficou conhecido em 2011 e só foi encontrado até agora infectando suínos e bovinos, não tendo até então nenhuma ocorrência em humanos.

Sintomas da gripe

Os sintomas da gripe mais recorrentes são dor no corpo, dor de cabeça, tosse, dor de garganta e febre. No entanto, esses sintomas podem variar de acordo com a idade do indivíduo e condições de saúde preexistentes.

Além desses sintomas principais, a gripe pode provocar também calafrios, mal-estar generalizado, cefaleias, mialgias, dores nas juntas, prostração, secreções nasais, diarreia, vômitos, fadiga intensa, rouquidão e olhos lacrimejantes.

Sintomas da gripe
Sintomas da gripe (retirado do site do Ministério da Saúde).

Tratamento da gripe

O tratamento da gripe deve ser iniciado logo nos primeiros sintomas. Nesse período é recomendado repouso, boa alimentação e hidratação. Podem ser usados antigripais e antitérmicos para atenuar os sintomas.

Em casos mais graves é utilizado o Protocolo de Tratamento de Influenza 2017, criado pelo Ministério da Saúde. Esse protocolo inclui o uso de antivirais mais fortes que devem ser indicados pelo médico.

Vacina da gripe

A vacina é uma boa forma de prevenção para gripe e suas complicações. Ela é segura e é reformulada anualmente para tentar combater todos os novos tipos de influenza que podem surgir.

Por isso, a vacinação contra gripe ocorre anualmente e ela protege contra três principais subtipos de influenza que mais circularam no país nos últimos 12 meses.

Em 2020, a vacina contra gripe administrada irá combater os seguintes tipos de influenza:

  • A/Brisbane/02/2018 (H1N1)pdm09
  • A/South Australia/34/2019 (H3N2)
  • B/Washington/02/2019 (linhagem B/Victoria)

A vacina contra gripe é ofertada gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para grupos prioritários. Mas ela também pode ser encontrada em laboratórios privados, com a mesma composição determinada pelo Ministério da Saúde.

Outros métodos de prevenção contra gripe

Além da vacinação, existem outras medidas que devem ser tomadas para prevenir a gripe:

  • Lavar as mãos usando água e sabão com frequência.
  • Utilizar álcool em gel 70%.
  • Cobrir o nariz e a boca quando espirrar ou tossir e lavar as mãos quando isso ocorrer.
  • Evitar tocar o rosto.
  • Não compartilhar objetos como talheres, copos, garrafas, batons.
  • Manter ambientes ventilados.
  • Evitar contatos próximos com pessoas que estejam com sintomas.
  • Evitar sair de casa quando estiver com sintomas da doença.
  • Evitara aglomerações e ambientes muito fechados.
  • Manter hábitos saudáveis de vida.

Diferenças entre gripe e resfriado

Frequentemente as gripes e os resfriados são confundidos por terem sintomas muito parecidos. Apesar de ambas serem infecções respiratórias, elas possuem causas diferentes.

A gripe é causada pelo vírus influenza e o resfriado pode ser desencadeado por diversos vírus, entre eles o rinovírus.

Além disso, os sintomas do resfriado costumam ser menos intensos que os da gripe e a recuperação mais rápida. Os principais sintomas do resfriado incluem coriza, febre baixa, tosse e espirros.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More