Conheça 16 comidas típicas da Rússia

Gelatina de carne, panqueca de batata, sopa fermentada. Confira algumas das comidas típicas mais famosas da Rússia.

0

Para quem não sabe, a Rússia é o maior país do mundo em extensão territorial, ocupando 1/9 da área terrestre do planeta. 

Terra natal da vodca, o país também se destaca no cenário gastronômico, com pratos exóticos e com ingredientes complexos. A base da sua cozinha está ligada aos antigos hábitos alimentares da população rural.

Percorrendo um cardápio de um restaurante tipicamente russo, você encontra receitas preparadas com aves, cogumelos, peixes, verduras e legumes.

Cereais como a cevada e o centeio também são bastante comuns, sendo destaque em muitos desses pratos.

Para saber mais sobre as comidas típicas da Rússia, confira nossa lista com os 16 melhores e mais surpreendentes pratos tipicamente russos.

Comidas típicas da Rússia mais conhecidas

Alguns pratos tipicamente russos mais conhecidos são:

1 Smetana

Smetana

Prato tradicional de países eslavos como a Rússia, Ucrânia, Croácia, República Tcheca e a Bielorrússia, consiste em um tipo de creme de leite azedo, bastante parecido com o sour cream.

Smetana ( sъmętana) é uma palavra com origem do idioma eslavo eclesiástico e significa varrer, “tirando a parte de cima”, em referência ao soro que ficava no fundo do pote quando o leite azedava.

A iguaria pode ser consumida juntamente com outros pratos, sejam eles doces ou salgados, em saladas, refogados, massas e até mesmo para fins estéticos, em tratamentos para pele e cabelo.

2 Frango à Kiev

Frango à Kiev

Sim, Kiev é a capital da Ucrânia, mas o prato ainda é muito consumido em território russo.

Sua receita consiste em frango empanado e frito, recheado com manteiga temperada, alho e ervas. 

Alguns historiadores são divergentes quanto à sua origem, atribuindo à culinária francesa os créditos da criação do prato.

Diz-se que a Imperatriz Elizabeth Petrovna (1741-1762) da Rússia era uma apreciadora assídua da culinária francesa e que teria enviado cozinheiros russos à França para que aprendessem as técnicas de cozinha do país europeu.

3 Shashlyk

Shashlyk

O famoso churrasco brasileiro aos domingos tem nome na Rússia: shashlyk.

Os shashlyks são os espetinhos de carne de cordeiro, vitela, porco ou frango assados na brasa com legumes.

Preparados durante o verão, são servidos acompanhados de pimentão, tomate e cebola, molho de romã e fatias de pão.

4 Borscht

Borscht

Prato símbolo da gastronomia russa, a borscht é basicamente uma sopa de beterraba e tomate. Devido a sua cor, um vermelho intenso e vivo, a iguaria chama a atenção e deixa qualquer um com água na boca.

Além dos dois ingredientes principais, a sopa leva carne, batata, couve, cogumelos e até mesmo feijão.

Curiosamente, a borscht pode ser servida fria como solução para o calor em dias quentes.

5 Stroganov

Stroganov

Se você leu “estrogonofe”, saiba que você não está de todo errado. Como o próprio nome já supõe, o stroganov é a versão russa do popular estrogonofe. A origem da palavra veio em homenagem à algum integrante da poderosa família Stroganov. 

Acredita-se que, um chefe francês que trabalhava para os reais, decidiu misturar a tradicional carne grelhada típica da culinária francesa com os já conhecidos molhos russos.

Diferentemente do Brasil, lá o prato é servido com purê de batatas e vegetais em conserva.

6 Kholodets

Kholodets

A formação do nome vem de “kholod” (do russo, frio), pois o prato é servido gelado. Se parece com uma gelatina de carne 

É muito comum em festas tradicionais russas, principalmente as de fim de ano ou em reunião com familiares e amigos. 

7 Blini

Blini

É uma espécie de panqueca que pode ter recheios tanto doces, mel e diferentes tipos de geleias, quanto salgados, carne, cogumelo, caviar, repolho e salmão defumado. 

Alguns historiadores especializados em culinária dizem que o conhecido crepe francês teve nessa receita a inspiração para sua origem.

O prato marca presença na mesa das famílias russas desde o período da Idade Média.

8 Golubtsi

Golubtsi

Também conhecido como o “charutinho russo”, o golubtsi é um dos pratos mais tradicionais da culinária russa. Para seu preparo, cozinha-se folhas de couve ou repolho e em seguida recheia-se com carne moída, arroz e legumes. 

Apesar da popularidade no país, o prato é originário do Cáucaso e da Grécia. Inicialmente, era preparado com folhas de uva recheadas com carne.

Com a chegada desses povos no território russo, substitui-se a folha de uva pelo repolho e a carne bovina pelo cordeiro.

9 Pirozhki

Pirozhki

Muito parecidos com as empanadas argentinas, o pirozhki são pães assados ou fritos, recheados com principalmente com carne, vegetais, queijos e geleias.

Além do tradicional de carne, a versão com recheio maçã também é muito conhecida.

A iguaria é popular em toda a Europa Oriental, indo desde a Grécia até o território da Ásia Central. 

10 Salada Olivier

Salada Olivier

A salada russa mais conhecida no mundo surgiu na década de 1860 pelo belga Lucien Olivier, na época chefe de um restaurante renomado em Moscou, o Hermitage.

A receita leva batatas cortadas em cubo, ovos, presunto, legumes e um molho de maionese feito à base de vinho francês, azeite e mostarda.

Na Rússia, prato é presença garantida nas comemorações de Ano Novo.

11 Okroshka

Okroshka

Essa deliciosa sopa fria tipicamente russa é muito consumida durante o verão, pois é leve, nutritiva e saborosa. 

O nome do prato é uma derivação do verbo “kroshit” que significa “partir em pedaços”. 

Os ingredientes dessa receita são simples: vegetais como pepino, batata, rabanete, folhas de mostarda, carnes de porco, vaca, galinha e peixe.

A base para o caldo da sopa pode ser tanto de kefir (leite fermentado) ou de kvas (pão de centeio fermentado em água).

12 Pelmeni

Pelmeni

Imagine uma massa cozida recheada com carne moída, seja de porco, vaca ou carneiro, e que lembra muito os raviólis italianos. Pronto! Tem-se aí o pelmeni.

Historiadores afirmam que o prato traz em sua origem influências chinesas, com a chegada dos povos tártaro-mongol no território russo.

Para a massa, usa-se farinha de trigo, ovos e, em alguns casos, leite ou água. 

Atualmente, além das carnes, em muitos restaurantes é possível encontrar o prato sendo servido recheado com peixes, cebola, nabo, cogumelos, carnes orgânicas e etc. 

13 Draniki

Draniki

Panquecas à base de batata. Essas são as dranikis: prato conhecido da cozinha bielorrussa e que também é bastante popular na culinária ucraniana russa. 

São tradicionalmente servidas com a smetana, um tipo de creme azedo muito utilizado como acompanhamento. 

A origem do prato é antiga. Dados apontam para seu surgimento na década de 1830, durante o reinado de Pedro I da Rússia.

14 Arenque sob casaco de pele

Arenque sob casaco de pele

É uma salada tipicamente russa, com camadas de vegetais misturadas com arenque (pequenos peixes gordurosos) e maionese. Receita tradicional de Ano Novo, reza a lenda que o prato foi inventado no ano de 1918 como representação de amizade política entre o proletariado e o campesinato.

A batata, a cenoura e a cebola simbolizava a terra e os trabalhadores do campo, enquanto a beterraba a bandeira vermelha da revolução. 

Segundo os russos, a iguaria é um excelente acompanhamento para a vodca.

15 Prianik

Prianik

O prianik ou em português “pão de mel de Tula, é um prato típico da Rússia. Servido como sobremesa, é considerado um dos doces mais antigos do país. Acredita-se que tenha chegado ao território russo por meio dos egípcios antigos, no século 11, em meio às tentativas dos duques Rurik e Oleg em unirem as tribos fino-úgricas e eslavas.

Produzido à níveis industriais na cidade de Tula, a 200 km de Moscou, o prianik tem como base massa de pão de mel recheado com geleia ou leite condensado. 

16 Pastilá

Pastilá

Outro doce que não pode ficar de fora da nossa lista com os 16 pratos típicos da Rússia

Na sua receita, o pastilá tem como base uma mistura de patê de frutas e mel. 

O segundo doce mais famoso do país, o pastilá é uma clara referência ao rahat lokum, uma espécie de goma, presente nas histórias de Sherazade.

A receita existe desde o século 14 e tinha como ingrediente principal maçãs azedas do tipo Antonov, que são mais fortes e aromáticas, e mel. 

Veja também: 

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.