Danças indígenas – Conheça as principais danças e suas características

As danças indígenas possuem objetivos diferentes de outra danças porque são realizadas como rituais representando seus costumes. Conheça as principais danças indígenas.

As danças são encontradas em diferentes culturas e povos, mas quando se fala da dança em comunidades indígenas, elas se diferem totalmente em relação as danças típicas e comuns de outras culturas.

Isso se dá porque a dança indígena acontece como forma de ritual e demonstração de costumes.

As danças indígenas podem ter o intuito de fazer homenagem a pessoas mortas, expulsar doenças, espantar maus espíritos, agradecer pela colheita, pesca e caça, marcar a mudança de fase do jovem para a idade adulta, preparar para guerra, entre outros.

Além disso, as danças indígenas são as principais conexões entre os índios com as entidades e espíritos da floresta.

Essas danças podem ser realizadas por um simples indivíduo, ou um grupo. Mulheres e homens podem participar da danças e eles costumam utilizar alguns objetos, como símbolos, amuletos, instrumentos musicais, pinturas e outros.

Os movimentos das danças são de caráter artísticos com passos, movimentos e balanços com inspiração na fauna e na flora.

Existem diversas danças indígenas no brasil, mas algumas delas são as mais conhecidas. Conheça as principais danças indígenas brasileiras.

Danças indígenas braisileiras mais conhecidas

1 Kuarup

Kuarup
Comemoração do Kuarup com os índios do Xingu.

Karup ou Quarup é o nome de uma árvore sagrada e representa um ritual de reverência aos mortos. Essa dança vem dos índios do Alto Xingu, localizados no Mato Grosso.

Pode-se pensar que por ser uma dança aos mortos essa seja uma dança melancólica, mas não! Essa dança é uma das mais alegres danças indígenas brasileiras.

O ritual tem como objetivo trazer os mortos à vida e tem várias etapas. A primeira é a recepção dos índios de outras aldeias. Após isso, se reúnem ao redor do tronco de Karup. Depois de outras etapas, os índios jogam o tronco nos rios.

2 Dança da onça

Dança da onça
Dança da onça, dança indígena que enaltece um caçador que teria matado o animal com as próprias mãos.

É realizada pelos índios Bororo, no Mato Grosso. A dança da onça é uma representação do jovem índio que se tornou um bravo caçador e matou a onça com as próprias mãos.

O dançarino que representa alma da onça é coberto com pele desse animal e máscara de franjas de palmeira que disfarçam seus pés e mãos. Esse índio vai dançando, dando batidas de pés e pulos, sendo seguido pelo pajé e por toda a tribo.

3 Toré

Toré
Toré, dança indígena típica dos índios do nordeste brasileiro.

A dança Toré é popular entre os povos indígena do brasil e várias aldeias performam como ritual. Além disso, é considerado o símbolo de maior união e resistência entre os índios do Nordeste brasileiro.

Os principais povos que realizam esse ritual são Kariri-xocó, Xukuru-kariri, Pankararú, Tuxá, (índios de Pernambuco) Pankararé, Geripancó, Kantaruré, Kiriri, Pataxó, Tupinambá, Tumbalalá, Pataxó Hã-hã-hãe, Wassu Cocal, entre outros.

É realizada em uma clareira, de forma que os índios façam um grande círculo. Então a dança se inicia e os índios dançam dando passos para o lado e o círculo vai rodando no próprio eixo.

A dança toda se realiza ao som de maracás, que são chocalhos tribais feitos a partir de uma cabaça oca, contendo grãos, sementes ou pedras em seu interior.

4 Kahê-Tuagê

Esse ritual é realizado para evocar as entidades que controlam o tempo. É feito pelos índios Kanela, da região do Rio Tocantins, na época das secas e seu objetivo é trazer a chuva.

Uma curiosidade é que essa é umas das danças em que a personagem principal é uma mulher, porque a entidade que controla a seca, de acordo com a cultura indígena, é feminina.

A dança é realizada por um índia que fica no centro de uma fila de jovens, que ainda não tiveram filhos. As jovens em fila ficam de joelhos dobrados balançando os braços e o corpo para frente e para trás, sem sair do lugar.

5 Atiaru

Atiaru
Atiaru, dança indígena de caráter espiritual.

Esse ritual tem características espirituais, realizado para afastar maus espíritos e, com isso, atrair os bons.

A dança é feita próximo ao momento do pôr do sol e podem participar tanto homens, quanto mulheres. Os índios usam adereços como cocares de plumas, colares, pulseiras e chocalhos amarrados nos pés.

6 Jacundá

Essa dança representa a pescaria. É muito popular no Pará e tem diversas modalidades no interior do país.

Os dançarinos distribuem-se em um círculo, onde homens e mulheres se intercalam.

No centro fica um índio e uma índia como se fossem um peixe e, cantando e dançando, tentam fugir desse círculo. Quem deixar eles escaparem do círculo entra no meio da roda no lugar dos que fugiram.

Conheça também:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More