Geografia de Mato Grosso

Informações sobre o relevo, fauna, flora, bacias hidrográficas, clima, área, população, principais cidades, recursos minerais e problemas ambientais enfrentados.

0

O estado do Mato Grosso está localizado na região Centro-Oeste brasileira. Geograficamente, faz limites com Pará, Goiás, Amazonas, Tocantins e Mato Grosso do Sul. Ademais, faz fronteira internacional com a Bolívia. Sua área total é de 903.366.192 km², sendo o terceiro maior estado do país. A população estimada é de 2.504.353 habitantes.

A área urbana, por sua vez, corresponde a 519,7 km², tornando-o 11º na ordem de estados com maior mancha urbana. Sua capital é Cuiabá que, inclusive, fica no meio do caminho entre os oceanos Atlântico e Pacífico. Sendo assim, é o ponto mais central do continente, ou seja, o centro geodésico da América Latina.

O relevo mato-grossense é, predominantemente, plano, com a existência de baixas altitudes, planaltos, morros, chapadas, serras, elevações, depressões, planícies e rochas sedimentares. Três unidades distintas o compõe, sendo elas os Planaltos Basáltico e Mato-Grossense, além do Pantanal Mato-Grossense.

Destacam-se as Serras das Araras, Alto Paraguai, Planície do Pantanal e Chapada dos Guimarães,  Parque Nacional localizado entre Cuiabá e o município de mesmo nome. Devido à sua localização, abrange o fuso horário quatro negativo estando, portanto, 4h a menos com referência ao GMT.

O estado têm clima variado, prevalecendo o tropical super-úmido de monção. A temperatura média anual é superior a 24°C com verão chuvoso e inverno seco. A capital é uma das cidades mais quentes do país, com temperaturas que chegam aos 40°C. A Chapada dos Guimarães, por sua vez, tem temperaturas mais amenas.

A maior parte da área territorial do Mato Grosso é ocupada pela chamada Amazônia Legal. Trata-se de floresta equatorial dotada de árvores de grande porte concentrada na parte norte do estado. São exemplos desse tipo de vegetação a seringueira e a andiroba.

Também, compõem a vegetação do estado o cerrado e o Pantanal. O primeiro, localizado mais ao sul de Cuiabá, é característico por sua árvores baixas e retorcidas, florestas de galeria, além da predominância de arbustos. Entretanto, o avanço da agricultura tem transformado a área em campos de algodão e soja.

Quanto ao Pantanal, trata-se da maior área alagada do mundo, considerada como Patrimônio Histórico da Humanidade desde 2001. A região de transição entre dois tipos de vegetação tem, como características, grande diversidade de fauna e flora, além da cobertura de espécies gramíneas.

O sistema hidrográfico do estado é composto pelas Bacias Amazônica (norte), Paraná (sul e sudeste) e Tocantins (sul). Os principais rios que as compõem são:

  • Amazônica: Juruena, Teles, Pires, Arinos, Aripuanã, Xingu e Roosevelt
  • Tocantins: Araguaia, das Mortes, das Garças, Xavante e Cristalino
  • Paraná: Cabaçal, Jauru e Sepotuba

Sua economia se baseia na agricultura, na pecuária, na mineração e na indústria, sendo um dos maiores exportadores de soja do mundo. Quanto à produção energética, destaque para a Usina do Manso e o Gasoduto Bolívia-Mato Grosso.

Resumo Geografia Mato Grosso

  • Região Geográfica: Centro-Oeste
  • Países e estados limítrofes: Tocantins e Goiás (leste), Amazonas e Pará (norte), Rondônia e Bolívia (oeste), Mato Grosso do Sul (sul).
  • Área: 903.366.192 km²
  • Clima: tropical semi-úmido
  • Relevo: planície com presença de pântanos (oeste); chapadas e planaltos (central); planaltos residuais (norte) e depressões (sul).
  • Vegetação: cerrado, pantanal e Floresta Amazônica.
  • Ponto mais alto: Serra Monte Cristo, com 1.118 metros de altitude
  • Principais cidades: Cuiabá (590.118 hab), Várzea Grande (271.339 hab), Rondonópolis (230.320 hab), Sinop (135.874 hab), Tangará da Serra (110.100 hab), Cáceres (90.600 hab), Sorriso (82.200 hab), Barra do Garças (59.800 hab), Primavera do Leste (58.200 hab) e Lucas do Rio Verde (58.100 hab).
  • Principais recursos naturais: minérios, borracha e água.
  • Principais rios: Arinos,Xingu, Araguaia, Xavante, Paraguai, Guaporé, Paraná
  • Principais problemas ambientais: desmatamento, poluição de rios e do ar, caça ilegal de animais.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.