Estatística

A Estatística abrange muito mais do que algumas fórmulas ou gráficos. Entenda o que é Estatística, população, amostra, parâmetros, análise descritiva e inferencial.

0

A Estatística pode ser definida como uma ciência que estuda métodos de realização de experimentos, coleta, organização, síntese e análise de dados.

O objetivo principal da Estatística é transformar dados em informações úteis para resolução de problemas nas mais diversas áreas do conhecimento.

A Estatística abrange muito mais do que algumas fórmulas ou gráficos, existem inúmeros métodos estatísticos que permitem analisar dados que vão além de números.

Conceitos importantes de estatística

Alguns conceitos básicos e muito importantes de estatística são:

População: é o conjunto de todos os elementos que se deseja estudar, podem ser pessoas, animais, plantas, objetos, etc.

Amostra: é um conjunto formado por uma parte dos elementos da população. De uma mesma população, podem ser extraídas diferentes amostras, com diferentes quantidades de elementos.

Parâmetro: é um valor numérico que expressa uma característica da população. Por exemplo, a estatura média dos estudantes de um colégio.

Estatística: é um valor numérico que expressa uma característica da amostra. Por exemplo, coleta-se uma amostra das alturas de 30 alunos do colégio e calcula-se a média das alturas.

Divisões da estatística

A Estatística pode ser dividida em dois tipos principais:

Estatística descritiva

É a parte constituída por métodos e procedimentos para conhecer, descrever e resumir um conjunto de dados.

Para isso, são utilizadas medidas descritivas, como a média e o desvio padrão, além de gráficos e tabelas que permitem visualizar e entender aspectos importantes dos dados.

Esse tipo de estatística é, normalmente, empregada como uma etapa inicial, para compreender a natureza e o comportamento dos dados de uma amostra e, posteriormente, utilizar técnicas específicas de análises.

Estatística inferencial

É a parte constituída de métodos e técnicas que vão produzir resultados sobre a população da qual a amostra de dados foi obtida.

Quando fazemos análise descritiva, obtemos informações sobre a amostra coletada, mas, quando fazemos análise inferencial, podemos obter informações sobre a população.

Considere como exemplo as pesquisas de intenção de voto realizadas antes das eleições. As pesquisas são realizadas com apenas uma parte da população (amostra), seja de uma cidade, estado ou país.

Por fim, com as técnicas adequadas, os resultados podem ser generalizados para a população inteira.

Você também pode se interessar:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.