Gustave Flaubert

Conheça Gustave Flaubert, um dos principais escritores franceses e representantes do Realismo. Conhecido principalmente pelo seu célebre romance Madame Bovary.

0

Gustave Flaubert foi um importante escritor francês do século XIX, conhecido principalmente por seu romance Madame Bovary. Flaubert marcou a sociedade francesa pela profundidade de suas análises psicológicas, seu senso de realidade, sua lucidez e seu forte estilo literário.

Considerado um dos principais representantes do Realismo, destacou-se principalmente por seus romances e contos.

Biografia

Gustave Flaubert foi o segundo de seis filhos. Nasceu em berço de ouro, no dia 12 de dezembro de 1821, na França. Filho de pai médico, passou grande parte de sua infância com os irmãos no hospital onde o pai trabalhava.

Estudou no Colégio Real, onde conheceu grandes nomes como o jornalista Maxime Du Camp e o poeta Louis Boulhiet. Interessado por literatura e teatro desde muito cedo, escreve seu primeiro romance em 1837.

Gustave Flaubert Medalha
Medalha com a efígie de Flaubert, Gaston Bigard, bronze 50mm.

Rêve d’enfer, considerada uma obra ainda imatura e juvenil, já vislumbra os traços que caracterizariam suas futuras heroínas. Aos 15 anos, apaixona-se por uma mulher casada, 11 anos mais velha, a qual servirá de inspiração a vários de seus futuros livros.

Seguindo o desejo do pai, estuda Direito na Universidade de Paris, mas sem interesse pela área, se entrega à boemia. Após seguidas reprovações, começa a ter crises nervosas, com alucinações e perdas de consciência, diagnosticadas como histérico-epilépticas.

Gustave Flaubert Medalha
Revers di la Medalha, “Pavillon-musée à Croisset” (1921).

Tentando superar o fim de um relacionamento, viaja ao Egito e Jerusalém, onde escreve Salammbô. Após retornar, inicia Madame Bovary, romance que o tornaria célebre depois. Em 1866, recebe a Legião de Honra do governo francês.

Em ocupação dos prussianos na França, fica 7 anos refugiado com sua sobrinha e passa por dificuldades financeiras. Nesse período, escreve diversas obras e morre subitamente, de AVC, em 1880, aos 58 anos.

Estilo literário

Os livros de Flaubert revolucionaram a literatura do século XIX. Representante do Realismo, o escritor francês é reconhecido pela abordagem de temas relacionados ao comportamento social, pela análise psicológica dos personagens e por ser extremamente perfeccionista em sua escrita.

Perfeccionista porque sua obra se caracteriza pelo cuidado na sintaxe, na escolha do vocabulário e na estrutura do enredo. Buscando sempre a “palavra certa”, como ele mesmo dizia, demorava cerca de 5 anos para escrever um romance.

O autor recebeu inúmeras críticas por adotar um extremo realismo em suas obras. Chegou a ser processado por ofensa a moral pública, após publicar Madame Bovary. A história, com fortes traços da obra de Balzac, causou uma grande polêmica na sociedade europeia ao discutir temas como adultério e suicídio.

Principais obras

  • Paixão e Virtude (1837)
  • Memórias de um Louco (1838)
  • Novembro (1842)
  • Madame Bovary (1857)
  • Salambô (1862)
  • A Tentação de Santo Antão (1874)
  • Um Coração Simples (1877)
  • Três Contos (1877)

Realismo

O Realismo foi um movimento artístico que surgiu como oposição à subjetividade e ao individualismo do Romantismo. Buscando uma representação verossímil da realidade, escritores, pintores, escultores, músicos e dramaturgos priorizaram a objetividade em suas obras.

O início da literatura realista se dá com a publicação de Madame Bovary, na França. No Brasil, Machado de Assis é o primeiro a utilizar ideais do Realismo no romance Memórias Póstumas de Brás Cubas.

As personagens criadas são baseadas em pessoas comuns do cotidiano dos escritores, com suas obrigações diárias condicionadas a fatores de raça, de clima, de classe social. Já a linguagem é mais simples, sem preocupações estéticas exageradas, buscando alcançar um maior público.

Literatura francesa

Madame Bovary sem dúvidas foi uma das maiores obras da literatura francesa. Tendo início na Idade Média, certamente é uma das literaturas mais influentes do mundo. Junto a Madame Bovary, Os Miseráveis, Os Três Mosqueteiros e O Pequeno Príncipe são exemplos de obras francesas que conquistam uma legião de leitores até hoje.

Após os poemas da Idade Média, passou por diversas fases, como o Renascimento, o Iluminismo, o Romantismo e o Realismo. Em 1940, desenvolve-se na França o movimento filosófico e literário chamado Existencialismo, influenciando fortemente a literatura francesa.

Dentre os principais escritores franceses estão: Gustave Flaubert, Victor Hugo, Alexandre Dumas, Jean-Paul Sartre, Simone de Beauvoir, Honoré de Balzac, Voltaire, Júlio Verne, Baudelaire, Antoine de Saint-Exupéry.

Escritores Franceses
Escritores franceses.

Frases de Gustave Flaubert

O estilo está sob as palavras como dentro delas. É igualmente a alma e a carne de uma obra.

Salvo se formos cretinos, morremos sempre na incerteza do nosso próprio valor e do da nossa obra.

A medida de uma alma é a dimensão do seu desejo.

Pode fazer-se tudo, salvo fazer sofrer os outros: eis a minha moral.

O cúmulo do orgulho é desprezar-se a si próprio.

Leia também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.