Mononucleose – O que é, sintomas, tratamento, cura, doença do beijo

Infecção viral transmitida, principalmente, pela saliva, daí o nome popular "doença do beijo".


A mononucleose infecciosa é uma doença viral conhecida popularmente como doença do beijo.

Esse nome se deve ao fato do vírus ser transmitido através da saliva, principalmente durante os beijos.

O que é mononucleose?

A mononucleose infecciosa é uma doença provocada pelo vírus Epstein-Barr (EBV), o tipo 4 do herpes-vírus humano.

Estima-se que esse vírus infecta metade das crianças antes dos 5 anos de idade e mais de 90% dos adultos já tiveram contato com o EBV, e tornando-se hospedeiros com infecção assintomática.

Transmissão da mononucleose

A principal via de transmissão do vírus são os beijos entre uma pessoa que não está infectada e uma pessoa infectada assintomática.

A transmissão também pode ocorrer através de pessoas que apresentam infecção aguda, mas esses casos são apenas 5% do total.

A transmissão para crianças ocorre com mais frequência, pois os adultos tendem a beijá-las, podendo deixar gotículas de saliva contaminada. Além disso, crianças frequentemente estão aglomeradas com outras crianças, podendo transmitir o vírus.

Após a infecção, o EBV fica no corpo do hospedeiro humano durante toda a vida, geralmente ele infecta os linfócitos B e se dissemina assintomaticamente.

As pessoas com sistema imunológico deprimido são as mais afetadas por esse vírus.

Sintomas da mononucleose

Apesar de as crianças até 5 anos frequentemente terem contato com o vírus, normalmente os sintomas aparecem apenas nas crianças mais velhas e nos adultos.

A incubação do vírus dura de 30 a 50 dias, em média. O primeiro sintoma bastante aparente da mononucleose é a fadiga intensa que acomete as 3 primeiras semanas, mas pode durar por meses.

Além disso, outros sintomas também são frequentes como a febre alta, a faringite e inflamação nos gânglios que podem ser muito graves.

Diagnóstico da mononucleose

A suspeita da mononucleose começa com o surgimento dos primeiros sintomas clínicos. Entretanto, podem ser feitos testes para anticorpos heterofilos e sorologia de EBV para confirmar.

Tratamento da mononucleose

O tratamento para mononucleose é feito através de tratamentos de suporte possivelmente com o uso de corticoides na forma grave da doença.

Na fase aguda da doença é recomendado que os pacientes façam repouso, se hidratem, evitem levantar peso e praticar esportes coletivos no primeiro mês para evitar a ruptura do baço.

Após a primeira fase da doença, depois que a febre e a faringite forem controladas, os pacientes são encorajados a voltar para sua rotina normal e continuar o tratamento de suporte que envolve analgésicos e antitérmicos.

A mononucleose tem cura?

Sim, os sintomas da mononucleose, geralmente, costumam durar cerca de 2 a 3 semanas.

Nesse período nosso corpo produz anticorpos contra o EBV e ficamos protegidos de uma nova infecção.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More