O que é creatinina?

Continue lendo para conhecer essa substância que funciona como um lixo metabólico, mas é um importante marcador para doenças renais!

0

A creatinina é uma substância presente no sangue e produzida durante a quebra da proteína creatina fosfato, ou seja, a creatinina é resultante do metabolismo do sistema muscular.

Apesar de nomes parecidos, não devemos confundir creatinina e proteína creatina fosfato com a creatina, pois elas são substâncias diferentes. A creatina é um suplemento alimentar.

A creatina fosfato é sintetiza no fígado através de proteínas que ingerimos na nossa alimentação.

Ela é armazenada nos músculos para ser utilizada como combustível quando eles precisarem de energia para realizar suas funções estruturais.

Os tecidos musculares estão em atividade mesmo quando estamos em repouso, ou seja, nosso corpo consome creatina fosfato o tempo todo, produzindo também creatinina como um resíduo dessa quebra constante de proteínas.

Caminho da creatinina no corpo

Depois de produzida nos músculos, a creatinina é lançada na corrente sanguínea, ela é filtrada pelos rins e excretada na urina.

Se a quantidade de creatinina estiver aumentada no sangue, quer dizer que há algo errado com a filtragem realizada pelos rins, indicando uma insuficiência renal.

Por isso, o nível de creatinina no sangue é um exame eficiente e muito usado pelos médicos para saber se os rins estão funcionando corretamente ou não.

Cerca de 2% de toda a creatina fosfato armazenada em nosso corpo é convertida em energia e creatinina diariamente pelo metabolismo muscular.

Qual o valor normal de creatinina?

Os valores normais de creatinina podem variar entre 0,6 e 1,3 mg/dl de sangue. No entanto, esses valores podem ter alguma variação, que deve ser interpretada pelo médico.

As pessoas que possuem mais músculos tendem a ter taxas basais maiores e com isso irão produzir mais creatinina, consequentemente os níveis estarão aumentados no sangue sem que possuam insuficiência renal.

Já uma pessoa idosa, magra e com poucos músculos pode apresentar níveis em 1,2 mg/dl e estar com insuficiência renal grave.

No entanto, valores acima de 1,6 mg/dl costumam ser sinais de insuficiência renal para a maior parte das pessoas.

Como baixar os níveis de creatinina?

Não é possível usar medicamentos para diminuir a quantidade de creatinina no sangue. É importante lembrar que não é essa substância que compromete o funcionamento dos rins.

Na verdade, ela é usada apenas como um marcador de um mau funcionamento renal, portanto, o que deve ser feito para que os níveis diminuam é o tratamento adequado para a doença renal que o paciente apresenta.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.