Rim – O filtro do nosso corpo!

Os rins funcionam como verdadeiros filtros de toxinas. Vamos saber mais sobre eles?

0

O rim é um órgão de extrema importância para o funcionamento do corpo humano. Nós temos dois rins em nosso corpo e eles funcionam como verdadeiros filtros de toxinas, uma tarefa muito complexa.

Os rins estão localizados logo abaixo da caixa torácica, um de cada lado da coluna vertebral.

Eles conseguem filtrar cerca de 150 litros de sangue todos os dias, produzindo, em média, 2 litros de urina.

Rins no corpo humano
Rins no corpo humano

Como são os rins?

Cada um dos rins têm, aproximadamente, o tamanho de uma mão fechada, pesa em torno de 150 gramas e tem o formato de feijão.

O rim direito normalmente é um pouco menor e está um pouco abaixo do que o rim esquerdo.

Os rins se movimentam para cima e para baixo durante nossos ciclos respiratórios.

Eles são envolvidos por uma membrana, a cápsula renal. Acima delas estão as glândulas suprarrenais e, é numa região chamada hilo que entram e saem as artérias renais, as veias renais, o ureter, os nervos renais e os vasos linfáticos renais.

As artérias renais são as responsáveis por trazer o sangue até os rins e, após a filtragem, são as veias renais que devolvem o sangue para a veia cava abdominal.

Anatomia do rim - morfologia interna
Anatomia do rim

Funções dos rins

Os rins são como filtros com furos de tamanhos muito específicos para que sejam eliminadas as toxinas mas não substâncias importantes, como as proteínas. O equilíbrio interno do corpo humano depende do trabalho desses órgãos.

Eles são responsáveis por algumas funções básicas:

  • controlam os níveis de água e sal no corpo;
  • filtragem do sangue e eliminação de toxinas;
  • controle do equilíbrio químico no corpo;
  • controle de líquidos no corpo;
  • normalização da pressão sanguínea;
  • eliminação de resíduos de medicamentos ingeridos.

Como os rins funcionam?

Todo o sangue do nosso corpo é filtrado diversas vezes ao dia, o sangue chega aos rins pela artéria renal, as toxinas são eliminadas na forma de urina e o sangue retorna filtrado ao coração.

Se o processo de filtragem não ocorrer normalmente, essas toxinas começam a se acumular no sangue e podem causar problemas sérios como a uremia que tem entre os sintomas o edema (inchaço) nos braços e pernas, fadiga, debilidade, náuseas e desorientação.

As principais toxinas que podem se acumular caso não haja a filtragem correta são a ureia e a creatinina. Os níveis delas no sangue são utilizados em exames laboratoriais como primeiro sinal de uma enfermidade renal. Entretanto, esse não deve ser o exame usado para o  diagnóstico final.

A cada minuto os rins recebem pouco mais de 1 litro de sangue, isto é,  em média os rins filtram 1/4 do sangue total do corpo por minuto. Sendo assim, a cada hora todo o sangue do corpo é filtrado cerca de 12 vezes.

Doenças renais

Apesar de não ser o ideal, é possível que um ser humano viva com apenas um rim funcionando normalmente.

Quando os dois param de desempenhar seu papel corretamente é necessário que a pessoa seja submetida a uma filtragem artificial do sangue chamada de diálise ou até mesmo a um transplante renal.

Diálise
Diálise

A diálise pode ser realizada durante toda a vida, mas é um procedimento incomodo para o paciente que fica ligado por horas a uma máquina, enquanto ela filtra todo o sangue do seu corpo. O procedimento deve ser feito algumas vezes por semana, dependendo do tipo de diálise e da gravidade do problema.

Ao contrário de muitos transplantes, como temos dois rins o transplante renal pode acontecer com um doador vivo, desde que este seja 100% compatível e seja completamente saudável.

Fatores de risco para doenças renais

As doenças renais são congênitas, ou seja, podem ser repassadas através das gerações. Isso quer dizer que se alguém da sua família já teve um problema renal, você também terá? Não!

Entretanto, se alguém da sua família tem ou teve problemas renais, você muito provavelmente tem uma predisposição genética a problemas renais e deverá ter cuidados redobrados para se manter saudável, como tomar bastante água, não ser sedentário e se alimentar corretamente.

A hipertensão e o diabetes também são fatores que aumentam a incidência de doenças renais.

Curiosidades

Você sabia que os rins estão envolvidos na formação dos ossos e até do sangue?

Como são os responsáveis pela eliminação de substâncias, os rins regulam a concentração de cálcio e fósforo no sangue, além de estarem ligados a obtenção de níveis corretos de vitamina D, fatores importantes para a formação dos ossos.

Eles também sintetizam um hormônio chamado eritropoetina que estão envolvidos no processo de maturação de glóbulos vermelhos no sangue e na medula óssea, podendo causar anemia se produzido em quantidades insuficientes.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.