Panteras Negras

Os Panteras Negras foi um partido político revolucionário criado nos Estados Unidos na década de 1960.

0

Panteras Negras é o nome dado a um partido político voltado para a população negra dos Estados Unidos. Fundado em 1966, ele focava na defesa dos direitos civis dos estadunidenses de origem negra.

Inicialmente, os Panteras Negras tinham como objetivo, combater a violência policial contra a população negra. No entanto, com o passar do tempo, o grupo se transformou em um partido político revolucionário, baseado no ativismo social.

Formado por universitários negros, tal partido defendia a autodefesa armada como forma de combater a violência pela qual o Estado norte-americano tratava os negros.

A sua existência foi marcada por várias ações que visavam o atendimento de comunidades carentes. Contudo, os membros dos Panteras Negras foram intensamente perseguidos pela Unidade de Polícia do Departamento de Justiça dos Estados Unidos (FBI), provocando o fim do partido na década de 1980.

Os Panteras Negras integraram os movimentos que tinham por lema “black power”, que traduzido para o português significa, poder negro. Tais movimentos defendiam a bandeira da autodeterminação do povo negro.

O principal símbolo incorporado pelos Panteras Negros em conjunto com o black power, foi o punho erguido.

 

 

Panteras Negras

Contexto histórico dos Panteras Negras

O surgimento dos Panteras Negras ocorreu na década de 1960, no mesmo contexto que marcou o surgimento de vários movimentos afro-americanos que focavam na reivindicação dos direitos civis à população negra.

Até os anos de 1960, os negros dos Estados Unidos não possuíam direitos civis, principalmente no sul do país, região fortemente marcada pelo racismo.

Até essa década, era comum a proibição da entrada de negros em diversos estabelecimentos dos EUA. Algumas instituições escolares, tanto escolas quanto universidades, não aceitavam o ingresso de alunos negros.

Além disso, eles não podiam beber água em qualquer bebedouro espalhado pela cidade. Nos transportes públicos, como nos ônibus, eles tinham que ceder seu assento às pessoas brancas, caso o veículo lotasse.

Tal discriminação fez com que a população negra dos Estados Unidos tivesse péssimas condições de vida, além de serem vítimas de uma intensa violência policial.

Como resposta, os negros começaram a se organizar e protestar contra o racismo. Assim, diversos movimentos que defendiam a desobediência civil surgiram.

Nomes como Martin Luther King e Malcom X surgiram nesse contexto. Luther King era uma pastor que defendia um luta contra o racismo sem violência. Já Malcom X afirmava que o melhor caminho para resistir ao racismo seria por meio da luta armada.

Fundação dos Panteras Negras

A fundação dos Panteras Negras ocorreu nesse contexto de luta e resistência ao sistema. Huey Newton e Bobby Seale foram dois universitários negros que, visando combater a violência policial contra esse povo, fundaram o movimento.

A violência policial era uma das ferramentas utilizadas pelos brancos para demonstrar a sua posição contrária à inserção da população negra na sociedade estadunidense.

Os presidentes da época, como John F. Kennedy e Lyndon Johnson não se preocupavam com a segurança dos negros durante seus protestos. Com isso, a violência policial era compactuada pelos grandes líderes do país.

A opressão policial não poupava ninguém, atingindo desde jovens, até crianças e idosos. Sendo assim, em 1966, Huey Newton e Bobby Seale que já estavam envolvidos em movimentos revolucionários, fundam o Partido dos Panteras Negras.

Criado em Oakland, Califórnia, o partido visava combater a violência policial por meio da denúncia contra o racismo, do monitoramento das ações policiais e da intimidação à pessoas denunciadas como racistas.

Com o passar do tempo, a atuação dos Panteras Negras foi ampliada, deixando de focar somente na violência policial mas passando a lutar pela transformação social.

Objetivos dos Panteras Negras

Em 1967, os Panteras Negras levaram à público o “Programa de Dez Pontos” que reunia os objetivos do grupo.

De inspiração socialista, esse programa defendia uma transformação social pautada na luta pela liberdade, igualdade de condições e pelo fim da violência contra os negros.

O programa criado pelos Panteras Negras trazia os seguintes pontos:

O QUE QUEREMOS

  • Nós queremos liberdade. Queremos poder para determinar o destino de nossa comunidade negra.
  • Queremos emprego pleno para nosso povo.
  • Queremos o fim da roubalheira dos capitalistas brancos contra a comunidade negra.
  • Queremos casas decentes para abrigar seres humanos.
  • Queremos educação decente para nosso povo. Uma educação que exponha a verdadeira natureza da decadência da sociedade americana. Queremos que seja ensinada a nossa verdadeira história e nosso papel na sociedade atual.
  • Queremos que todos os homens negros sejam isentos do serviço militar.
  • Queremos o fim imediato da brutalidade policial e dos assassinatos de pessoas negras.
  • Queremos liberdade para todos os negros que estejam em prisões e cadeias federais, estaduais, distritais e municipais.
  • Queremos que todas as pessoas negras levadas a julgamento sejam julgadas por seus pares ou por pessoas das suas comunidades negras, tal como definido pela Constituição dos Estados Unidos.
  • Queremos terra, pão, moradia, educação, roupas, justiça e paz.

Atuação dos Panteras Negras

Os Panteras Negras ficaram bastante conhecidos nos Estados Unidos em razão da sua atuação em benefício da população negra. Assim, pequenos grupos foram surgindo ao redor do país.

Inicialmente, a fama do grupo estava relacionada aos confrontos com a polícia. Visando impedir qualquer abuso policial contra o povo negro, eles acompanhavam as operações policiais armados.

A partir de 1968, os Panteras começaram a desenvolver outras formas de ação, como as voltadas ao trabalho social. Distribuíam alimentos, fundaram escolas comunitárias voltadas para o atendimento da população negra e latina, disponibilizavam atendimento hospitalar e transporte às crianças. Entre 1968 e 1969, os Panteras Negras atenderam aproximadamente 20 mil crianças.

Eles chegaram a contar com cerca de 5 mil membros espalhados em diferentes regiões dos Estados Unidos.

Além dos Panteras Negras, existiam outros grupos que se inspiravam por suas ações.

Fim dos Panteras Negras

Os Panteras Negras foram duramente perseguidos pelo governo dos Estados Unidos. Em 1950 foi criado um programa que visava desmobilizar movimentos sociais de cunho progressista. No qual os Panteras Negras foram incluídos em 1967. Dessa forma, o FBI organizou diversas ações para acabar com o partido.

Através desse programa, diversos integrantes dos Panteras foram mortos e presos. Além disso, agentes infiltrados no grupo tinham o objetivo de dividi-lo e, assim, criar conflitos internos.

Entre 1967 e 1973, o FBI comandou constantes ações para desmobilizar os Panteras, até que o partido de fato, enfraqueceu.

Dezenas de membros morreram nos confrontos policiais. Somente em 1973, contabilizou-se a morte de 28 panteras.

A repressão do FBI aliada aos problemas de gestão de Huey Newton fizeram com que o partido se dissolvesse em 1982.

Saiba mais em:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.