Parecer descritivo do aluno na Educação Infantil

O parecer descritivo é um documento em que é registrada a trajetória de aprendizado do estudante. Confira alguns modelos.

O parecer descritivo do aluno consiste em um registro constante que permite observar, de forma mais fundamentada, os avanços do aluno. No documento, é registrada a trajetória de aprendizado do estudante: o que aprendeu, como e o que ainda precisa aprender. Isso estabelecendo pontos de chegada para cada período de avaliação.

Quando escrever o parecer descritivo, o educador deve se atentar a alguns pontos. Primeiro, cada aluno é diferente, logo, cada documento deve ser escrito de forma individualizada. Além disso, é importante abranger todos os pontos, com um olhar transdisciplinar. Ou seja, descrever em quais áreas o aluno de alguma forma se sobressai.

Vale destacar que o parecer descritivo será utilizado na confecção do histórico escolar do aluno. Com isso, é necessário estar atento aos termos utilizados, desde expressões, até julgamentos ou ambiguidades.

Confira agora alguns modelos de parecer descritivo para Educação Infantil.

Modelo 1

Durante este semestre, foi possível observar o progresso de (nome do estudante). Atualmente, de acordo com o que foi aplicado em sala de aula, percebeu-se seu bom aproveitamento na aquisição da leitura e escrita.
O (nome do estudante) consegue ler com facilidade, mas ainda precisa da intervenção do educador para frases mais longas. Além disso, ampliou sua escrita. Apesar de alguns erros, já consegue formar frases.
Durante as atividades coletivas, demonstra respeito pelos colegas e professores, além de ter facilidade para aceitar sugestões.
O (nome do estudante) ainda contribui para o crescimento do grupo, demonstrando ter um forte espírito de liderança, principalmente pela tomada de iniciativas.

Modelo 2 

De acordo com o desempenho do (nome do estudante), alguns pontos evoluíram, mas outros ainda precisam ser trabalhados. Seu nível de leitura está dentro do esperado, assim como o de escrita.
Apesar disso, precisa desenvolver habilidades na área da matemática. Seus conhecimentos a respeito dos números foram ampliados, mas ainda precisa de auxílio em algumas dezenas.
Em relação a trabalhos em equipe, o (nome do estudante) prefere ter autonomia em suas atitudes, esquecendo os outros colegas do grupo. Além de não ter o costume de seguir as orientações dos educadores.
Nos momentos de aula, costuma participar quando solicitado, mas em muitas ocasiões se encontra pensando em outras coisas, não absorvendo os conteúdos ministrados.

Modelo 3

Com base nas avaliações realizadas, foi possível constatar que o (nome do estudante) cumpriu com os objetivos estabelecidos para esta fase de aprendizado.
Seu nível de leitura e escrita se encontram no nível esperado, assim como suas habilidades na área da matemática. Além disso, o (nome do estudante) costuma ajuda os colegas que estão com dificuldades.
Isso demonstra que ele tem um forte espírito de liderança, auxiliando a equipe e motivando os colegas. Ainda mais, cumpre com facilidade as orientações dos educadores.
Nas aulas é participativo e atencioso. Sempre que tem dúvidas, questiona até ter certeza de que aprendeu o que foi explicado.

Modelo 4

Neste semestre, o (nome do estudante) avançou em alguns aspectos, principalmente em relação à área matemática. São poucas as dúvidas em relação a dezenas.
Apesar disso, ainda é necessário trabalhar na área de língua portuguesa. O (nome do estudante) ainda precisa de auxílio para formar palavras e constantemente esquece algumas letras do alfabeto.
Com o costume de conversar com quase todos os colegas, em muitos momentos deixa de prestar atenção nas aulas. Mas, quando se fala em brincadeiras em equipe, sempre toma a frente na liderança.
Durante as aulas, mesmo com dúvidas, não costuma questionar. Então, para entender seu desempenho, é necessário que o educador esteja observando enquanto efetua as atividades.

Modelo 5

Neste semestre, foi possível observar que o (nome do estudante) é uma criança caprichosa e criativa. Nas atividades de pintura, demonstra ter muita facilidade, evoluindo cada vez mais sua coordenação motora fina.
No quesito organização, seus materiais são bem preservados e raramente esquecidos em sala de aula. Além disso, não hesita em auxiliar os professores na organização da sala de aula.
Apesar disso, o (nome do estudante) ainda precisa trabalhar na língua portuguesa. O aluno consegue formar palavras com facilidade, mas necessita de auxílio na concordância das frases.
Já na área da matemática, não possui grandes dificuldades, contando até mesmo sem auxílio nas dezenas. Além disso, tem aprendido com facilidade o uso dos sinais de adição e subtração.

Veja também:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More