Povos indígenas no Brasil

Conheça algumas características dos povos indígenas no Brasil!

0

Antes da chegada dos portugueses ao território brasileiro, os povos indígenas no Brasil eram bastante numerosos, as aldeias eram grandes e suas moradias eram movimentadas.

Viviam cerca de 3 a 5 milhões de indígenas no país. Destes, atualmente, apenas 817 mil nativos restaram agrupados em 231 povos, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Conhecendo os povos indígenas

Cada povo indígena possui sua própria cultura, isto é, crenças, língua e a sua maneira de pensar, trabalhar e se relacionar com a natureza e outros povos.

Com isso, é importante ter em mente que existem várias etnias, cada uma com as suas particularidades.

cultura indígena marcou intensamente nosso modo de ser, influenciando nossos hábitos e língua. No entanto, pouco sabemos sobre sua contribuição para a história e a cultura de nosso país.

Agora, vejamos algumas diferenças e semelhanças entre os povos indígenas:

Diferenças

Algumas diferenças que podem ser apontadas são os traços físicos e a língua falada.

Há cerca de 180 línguas indígenas faladas no território brasileiro. Os dois troncos linguísticos principais no Brasil são o Tupi e o Macro-Jê.

Semelhanças

Existem alguns traços comuns que os diferenciam das pessoas não indígenas. O primeiro que será citado é o domínio da terra. Para os povos indígenas, a terra é das pessoas que vivem nas aldeias.

Enquanto um grupo de indivíduos estiver trabalhando em uma área, tudo o que for produzido ali, incluindo a própria terra, lhe pertence.

Com isso, a posse da terra se torna coletiva. Diferentemente do que ocorre na sociedade capitalista, em que a terra, na maioria das vezes, é uma mercadoria que serve parar gerar riqueza.

Os serviços são divididos de acordo com a força e a capacidade do indivíduo. Assim, algumas tarefas são desempenhadas pelos homens e outras pelas mulheres, idosos e crianças.

Divisão de trabalho – Tarefas femininas

As tarefas femininas consistem em:

  • Fazer cestos, vasos e artigos utilizados em festas e rituais;
  • Plantar e colher;
  • Colher frutos;
  • Preparar alimentos;
  • Produzir farinha;
  • Transportar produtos.

Divisão de trabalho – Tarefas masculinas

Já as tarefas masculinas se concentram em:

  • Caçar e pescar;
  • Derrubar a mata e preparar o solo para a plantação;
  • Garantir a segurança da aldeia;
  • Construir moradias, canoas e armas.

Crianças indígenas

As crianças indígenas vivem, não somente com a mãe e o pai, mas com toda a família.

De acordo com Aracy Lopes da Silva (1998), o lugar das crianças pequenas, nas aldeias, é sempre perto da mãe.

Além disso, ela afirma que: “A vida das crianças acontece num cenário ‘de verdade’. […] De verdade e não de ‘mentirinha’. Cozinham mesmo, caçam mesmo, coletam mesmo, transportam mesmo os produtos colhidos na roça. […]”.

Adolescentes indígenas

A mesma autora, ao se referir à adolescência indígena, diz que: “Do ponto de vista individual, é o tempo de vivenciar grandes transformações no corpo, ampliar […] seus relacionamentos com outras pessoas, começar a conhecer a sabedoria do seu povo, ter os primeiros amores, começar a participar […] da vida social […]”.

Adultos indígenas

Para Aracy Lopes da Silva, “ser adulto significa também poder ter cargos e funções especiais. Podem estar ligados aos rituais: o cantador (aquele que ‘puxa’ os cantos), o tocador de alguns instrumentos, o ‘mestre de cerimônia’, a pessoa encarregada de representar um personagem determinado numa cerimônia”.

Nomes de povos indígenas no Brasil atual

Existem dezenas povos indígenas no Brasil. Alguns deles são:

  • Guajajara
  • Xavante
  • Ianomami
  • Pataxó
  • Guarani
  • Macuxi
  • Potiguara
  • Caingangue
  • Ticuna
  • Terena

Herança cultural indígena

A herança cultural indígena é bastante vasta! Podemos citar:

  • Uso de várias ervas medicinais;
  • Rede de dormir;
  • Uso da mandioca, milho, guaraná e frutos;
  • Adoção da técnica de queimar o solo antes de plantar;
  • Palavras indígenas como: tapioca, arapuca, beiju;
  • Nomes próprios: Iara, Kauara, Cauã, Kauana, Jussara, Jacira;
  • Nomes de cidades: Itu, Itapetininga, Taubaté.

Saiba mais em:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.