Reino Monera

Organismos unicelulares procariontes.

0

Os indivíduos do Reino Monera são as bactérias e as cianobactérias, presentes nos mais diversos lugares, de fácil reprodução e, consequentemente, rápida proliferação.

Esses indivíduos têm como característica principal do grupo o fato de não possuírem um núcleo organizado. Os estudos do Reino Monera são de grande importância para a saúde e economia. Sem elas, teríamos muitas doenças erradicadas. No entanto, prejudicaríamos vários processos como a fermentação de alimentos, a degradação de matéria orgânica e digestão no intestino dos animais, por exemplo.

Estrutura e características do Reino Monera

O Reino Monera tem os organismos estruturalmente mais simples de todos os seres vivos, as bactérias. Eles são organismos unicelulares, procariontes (células sem membrana nuclear), alguns podem ser autotróficas como as cianobactérias, mas a maioria é heterotrófica. Elas podem estar organizadas em agregados celulares formando uma colônia.

As células das bactérias são formadas por hialoplasma, ribossomos, cromatina, membrana plasmática e membrana esquelética não-celulósica de mureína, semelhante a parede celular celulósica das plantas. É comum ocorrer DNA não ligado ao cromossomo e que fica espalhado no hialoplasma, chamamos eles de plasmídeos.

Estrutura bactéria

Algumas bactérias, ainda tem mais um envoltório em suas células, chamado de cápsulaque lhes permite a sobrevivência em condições extremas e aumenta a resistência dessas células.

Essa é uma característica que torna as infecções bacterianas tão graves, pois, normalmente, os medicamentos não conseguem destruir essas células. Esse é o caso dos pneumococos, as bactérias causadoras da pneumonia. Quando as células estão encapsuladas a doença se apresenta de forma letal.

Antibióticos

As bactérias causam muitas doenças infecciosas e que só podem ser tratadas com o uso de antibióticos. Como elas são células muito resistentes e de rápida reprodução, a ação desses medicamentos é para impedir o sucesso da reprodução.

O antibiótico penicilina, por exemplo, é produzido com o fungo Penicillium. Esse fungo impede a síntese da membrana esquelética de mureína e, sem essa proteção, a água penetra nessas células por osmose até que ela se arrebente, fazendo com que as células das bactérias não consigam sobreviver.

Reprodução das bactérias

A reprodução das bactérias, geralmente, é assexuada do tipo divisão binária ou por esporos, que são células protegidas por uma cápsula. Essa é uma das características que permitem as bactérias estarem presentes em, literalmente, todos os lugares.

Em condições favoráveis, uma bactéria é capaz de produzir duas em apenas 20 minutos. Esse processo não é uma mitose pois não forma um fuso mitótico.

Elas podem fazer, também, formas bem simples de reprodução sexuada que são a conjugação, a transdução e a transformação. Na conjugação ocorre a passagem de um pedaço de DNA, muitas vezes plasmidial, de uma bactéria para outra através de um canal de comunicação formado entre elas.

Reprodução Reino Monera

Na transdução é necessária a participação de um vírus. Durante a formação de bacteriófagos dentro da bactéria, pode ocorrer de um pedaço de DNA da bactéria ser montado junto com o DNA viral. E quando esse vírus parasitar outra bactéria, fará a transferência do material genético.

A transformação é quando, de forma natural, pedaços de DNA existentes no meio, entram nas bactérias, se juntam à cromatina e determinam novas características genéticas à população bacteriana.

Cianobactérias

As cianobactérias são muito parecidas com as bactérias, o que as torna muito diferente é que são todas autótrofas fotossintetizantes, no entanto elas não possuem cloroplastos. A clorofila tipo a fica misturada ao hialoplasma e em lamelas fotossintetizantes.

Cianobactérias

Elas também podem ter pigmentos acessórios como os carotenoides, ficoeritrina e a ficocianina. Elas podem ser encontradas nos oceanos, em água doce e em meio terrestre desde que seja úmido.

Normalmente se reproduzem por divisão binária, mas nas espécies filamentosas é comum a reprodução acontecer por fragmentação, dando origem a organismos geneticamente idênticos.

Qual a importância das bactérias?

  • As bactérias são muito importantes na alimentação dos humanos, em processos industriais de laticínios, por exemplo, elas são as responsáveis pela transformação do leite em coalhada e que será usado em vários preparos alimentares.
  • De extrema importância para a fixação de nitrogênio nas plantas.
  • Elas também apresentam papel importante na decomposição de matéria orgânica morta. Elas realizam esse processo tanto de forma aeróbia quando anaeróbia.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.