Alimentos transgênicos

Você sabia que o DNA dos alimentos podem ser modificados para selecionar as melhores características? Continue lendo para entender melhor esse processo!


Os alimentos transgênicos são aqueles modificados geneticamente, ou seja, que passam por alterações controladas no DNA.

Esse processo é realizado em laboratório através de técnicas de engenharia genética, onde genes são selecionados em uma espécie e implantados ao DNA de outra.

Riscos dos alimentos transgênicos

Vejamos abaixo os riscos que a produção de alimentos transgênicos oferecem à saúde, agricultura e meio ambiente.

Riscos dos transgênicos para a agricultura

Quando uma espécie se torna transgênica, o registro de patente é realizado pela empresa que financiou a pesquisa.

Isso implica dizer que qualquer agricultor que resolva utilizar essa espécie em sua lavoura deve pagar royalties para a empresa que detém a patente.

O plantio de plantas transgênicas pode ser mais rentável para o agricultor, no entanto, faz com que ele fique dependente das empresas que fornecem a licença para o plantio.

Existem contratos que impedem que ele use as sementes produzidas a partir do próprio plantio e esse fato encarece o custo total das lavouras.

Riscos dos transgênicos para a saúde

Os riscos para a saúde de quem consome alimentos transgênicos podem ser graves em alguns casos.

Podem ocorrer, por exemplo, aumento de alergias, resistência a antibióticos e ingestão de substâncias tóxicas. Veja mais:

  • Alergias: a implantação de novos genes pode fazer com que as espécies produzam proteínas e aminoácidos diferentes dos comumente encontrados nela, podendo provocar alergias em quem consome.
  • Resistência a antibióticos: os marcadores usados para verificar se a modificação genética foi realizada com sucesso são genes de bactérias resistentes a antibióticos. Isso pode fazer com que os indivíduos que consumam esses alimentos também possam ter sua resistência a antibióticos aumentada.
  • Substâncias tóxicas: alguns genes inseridos podem aumentar a produção de toxinas para proteção contra micróbios e insetos, fazendo com que aquele alimento fique tóxico para o consumo também.

Riscos dos transgênicos para o meio ambiente

A adição de genes que são resistentes a pragas pode fazer com que as pragas e ervas daninhas se fortifiquem dando origem à superpragas.

As superpragas necessitam de uma quantidade de agrotóxico muito maior que o normal, que podem contaminar o solo, os rios e lagoas próximas à plantação.

Identificação de alimentos transgênicos

Você já deve ter observado um triângulo amarelo com a letra T em embalagens de produtos alimentícios. Esse símbolo é obrigatório para alimentos que contenham produtos transgênicos.

O consumidor tem direito por lei de ser informado que aquele alimento foi modificado geneticamente.

Boa parte da alimentação dos brasileiros é composta por alimentos transgênicos e a maioria de nós nem sabe.

Entre os principais alimentos transgênicos cultivados no Brasil estão a soja e o milho, usados como ração para animais e em produtos processados para alimentação humana.

Alimentos transgênicos - Símbolo deve constar obrigatoriamente nas embalagens.
Alimentos transgênicos – Símbolo deve constar obrigatoriamente nas embalagens.

Vantagens e desvantagens dos alimentos transgênicos

Com relação às vantagens dos alimentos transgênicos, eles possuem maior produtividade, redução de custos da lavoura, podem ter melhor potencial nutricional, são resistentes a pragas, modificações climáticas e redução do uso de agrotóxicos.

No entanto, quanto às desvantagens dos alimentos transgênicos, eles podem ser precedentes para o aparecimento de reações alérgicas, podem causar desequilíbrio ambiental, perda de biodiversidade e contaminação de sementes naturais.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More