Mitologia egípcia: conheça todos os deuses do Egito!

A influência das divindades era exercida sobre todos os aspectos da vida do povo egípcio, tanto da realeza quanto de seus súditos.

0

A mitologia é o conjunto dos deuses de um determinado povo, além do estudo dos mitos, suas origens, significados e evolução. De forma mais clara, é a história de personagens sobrenaturais cercados de simbologia e veneração.

Quando falamos, então, da mitologia egípcia, estamos nos referindo a todo o universo de mitos, estórias e lendas povoaram o Egito Antigo até a chegada no Cristianismo. A coleção trata das ações dos deuses como forma de compreender o cosmos.

A verdade é que a mitologia é um dos pontos de partida para estudar esse povo tão complexo e misterioso. Mesmo porque a influência dos deuses sobre a vida dos egípcios se estendia a todas as esferas, tanto para a realeza quanto para pessoas comuns.

Entendendo a mitologia egípcia

Na maior parte das civilizações antigas, a visão dos elementos da natureza se relacionada às manifestações divinas de algum ente superior. No Egito, a relação ultrapassa as meras manifestações e os três elementos principais são os próprios deuses.

Na base da mitologia, está Rá, o Deus Sol, acompanhado de Osíris (Terra) e Hapi (Nilo). Esse caráter simplista acabou modificado ao longo do tempo mas, nota-se a forte relação dos deuses com as ações cotidianas dos egípcios.

A religião do Egito Antigo era politeísta, isto era, cultuavam diversos deuses e cada um tinha suas próprias características e funções. Os deuses eram onipresentes e metamórficos, ou seja, representados sob a forma humana ou com cabeça de animais.

As divindades guardavam muitas semelhanças com os seres humanos, como nascimento, envelhecimento, morte, sentimentos, nomes e necessidades físicas. Porém, eram excepcionais em seus poderes, como o de transformação.

O culto aos deuses era muito ligado à crença dos egípcios quanto à vida após a morte. Por isso, preocupavam-se com a passagem para o outro lado, motivo pelo qual procuravam juntar riquezas para oferecer durante a travessia.

Um total de 1.500 divindades explicavam, não só a criação do mundo mas, também, as formas da natureza e os mais importantes aspectos da vida. Outro ponto importante é que, muitas cidades que declararam guerra entre si cultuavam deuses rivais.

Os principais deuses egípcios

1 Amon-Rá, senhor da verdade, pai dos Deuses

Amon-Rá, senhor da verdade, pai dos Deuses

Amon-Rá é o deus mais poderoso do Antigo Egito. Os devotos o consideravam como o Deus dos deuses e também como o Rei dos deuses. A divindade é vista como o mais nobre e antigo governante dos egípcios.

Veja mais sobre Amon-Rá

2 Amon, o Deus Oculto

Amon, o Deus Oculto

O rei dos deuses e deusas do Egito era representado tanto pela forma humana quanto retratado com a cabeça de um carneiro. Mais tarde, foi difundido com Rá, tornando-se Amon-Rá, o principal deus do Egito Antigo.

Veja mais sobre Amon

3 Mut, a Deusa Mãe

Mut, a Deusa Mãe

Esposa de Amon, teve um filho, Khonsu e era venerada como a grande mãe divina. Era retratada como uma mulher usando duas coroas, com a cabeça ou corpo de um abutre ou, como uma vaca.

Mais tarde, assim como outros deuses, foi difundida com Hator, mãe divina representada como uma mulher com rosto e chifres de vaca.

Veja mais sobre Mut

4 Hator, a Deusa da Maternidade

Hator, a Deusa da Maternidade

Associada à dança e à música, era conhecida como a Senhora do Céu, da Terra e do Submundo. Era popular por ser sábia, afetuosa e gentil com vivos e mortos.

Também, protegia as mulheres durante a gravidez e parto, além de ser adorada como deusa da fertilidade. Mais tarde, foi fundida à Hator, mãe divina esposa de Ámon.

Veja mais sobre Hator

5 Rá, o Deus Sol

Rá, o Deus Sol

Uma das mais importantes divindades do Egito Antigo, foi associado à construção de pirâmides e ressurreição dos faraós. Simbolicamente, nascida todas as manhãs e morria todas as noites. Era representado como homem com cabeça de falcão e um disco solar.

Veja mais sobre Rá

6 Bastet, a Deusa Felina, da fertilidade

Bastet, a Deusa Felina, da fertilidade

Filha de Rá, era associada ao gato doméstico e, por isso, representada como um gato ou uma mulher com cabeça felina. Era adorada por seu caráter maternal mas, conhecida por sua ferocidade. Afinal, os gatos conseguem matar cobras, a criatura mais mortal do Egito.

Veja mais sobre Bastet

7 Wadjet, Protetora dos Faraós

Wadjet, Protetora dos Faraós

Deusa vista como protetora do Hórus vivo, o faraó. Por isso, era desenhada na insígnia do real e era retratada como uma cobra naja. Como guardiã, estava sempre pronta para atacar algum inimigo do faraó.

Veja mais sobre Wadjet

8 Maat, a Deusa da Verdade

Maat, a Deusa da Verdade

Simbolizada o equilíbrio natural do universo, a verdade, moralidade, justiça, ordem e harmonia. O Livro dos Mortos, que rezava sobre os ritos de passagem, descrevem um deles, a “pesagem do coração”, como realizado no Salão de Maat.

Normalmente, Maat era retratada como uma mulher portando uma pena de avestruz na cabeça.

Veja mais sobre MAAT

9 Sekhmet, a Deusa da Vingança e da Cura

Sekhmet, a Deusa da Vingança e da Cura

Descrita como uma deusa com cabeça de leão, Sekhmet foi quem destruiu os inimigos de Rá e era conhecida como “A Poderosa”. Associada à medicina e à saúde, ajudava os faraós contra seus oponentes.

Veja mais sobre Sekhmet

10 Seth, o Deus do Caos

Seth, o Deus do Caos

Deus do deserto e das tempestades, do caos e da escuridão. Matou o próprio irmão, Osíris e, por isso, foi demonizado em muitas regiões, tendo suas imagens retiradas de templos. Porém, continuou cultuado em muitas partes do Egito Antigo.

Sua representação vinha sob a forma de homem com cabeça de cão e cauda bifurcada, porco, escorpião, crocodilo ou hipopótamo.

Veja mais sobre Seth

11 Ísis, Deusa do amor e da magia

Ísis, Deusa do amor e da magia

Mãe de Hórus e esposa de Osíris, trouxe o marido de volta após ser assassinado pelo irmão, Seth. O fez recolhendo suas partes e juntando com bandagens. O processo teria dado origem à técnica egípcia de mumificação.

Ao trazer o marido de volta, Ísis fez nascer a ideia de ressurreição, tão cultuada pelo cristianismo. A deusa é representada como uma mulher segurando um símbolo ou, ainda, portando cabeça e chifres de vaca. Também era adorada como deusa da fertilidade.

Veja mais sobre Ísis

12 Osíris, o Deus da Vida

Osíris, o Deus da Vida

O filho mais velho do Deus da Terra, Zeb e da Deusa do Céu, Nut, era adorado como o deus da vida após a morte. Era o deus da vegetação, renovação e crescimento. Casou-se com sua irmã, Ísis, e foi assassinado pelo irmão, Seth.

Porém, foi trazido de volta à Terra pela magia da esposa. Seu descendente é Hórus que vingou a morte do pai e tornou-se o novo rei do Egito. Osíris, por sua vez, tornou-se o deus e juiz do submundo, auxiliando na vida após a morte.

Veja mais sobre Osíris

13 Hórus, o Deus da Vingança

Hórus, o Deus da Vingança

Filho de Ísis e Osíris, ficou conhecido pelo mito de ter matado o tio, Seth, em vingança ao assassinato de seu pai. Tornou-se, então, o novo rei do Egito e foi cultuado como um dos mais importantes deuses da mitologia.

Sua importância era tanta que os faraós, considerados como deuses vivos, legitimavam seus governos se apresentando como o próprio Hórus encarnado. Hórus, o deus da lua e do céu, se apresentava como um homem com cabeça de falcão.

Veja mais sobre Hórus

14 Toth, o Deus do Conhecimento e Sabedoria

Toth, o Deus do Conhecimento e Sabedoria

Frequentemente retratado como um homem com cabeça de íbis ou de babuíno, era o deus da sabedoria, escrita e magia. Também era adorado como o mestre das leis físicas e divinas.

Foi de sua autoria os feitiços em “O Livro dos Mortos” e “O Livro de Thoth”, que continham os segredos do universo. Toth era o deus mais instruído da história antiga e desempenhou papel importante em mitos egípcios, agindo como árbitro entre as forças do bem e do mal.

Veja mais sobre Toth

15 Anúbis, o Embalsamador Divino

Anúbis, o Embalsamador Divino

Conhecido por mumificar os mortos e orientar suas almas para a vida pós-morte, era retratado com cabeça de chacal e corpo de homem. Descendente de Ra e Néftis, era responsável pelo reino dos mortos antes do assassinato de Osíris.

Veja mais sobre Anúbis

Outros deuses

  • Khnum, Deus da criatividade, controlador das águas do rio Nilo.

Khnum

  • Ptah, Deus das obras feitas em pedra.

Ptah

  • Sobek, Deus da paciência e astúcia.

Sobek

  • Tefnut, Deusa da nuvem e umidade.

Tefnut

  • Anuket, Deusa da água e do Rio Nilo.

Anuket

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.