Eu ou mim – Quando usar para eu e para mim

Para eu ou para mim? Essa confusão é comum entre os falantes da Língua Portuguesa. Confira quando usar para eu e para mim.

0

No cotidiano, usamos os pronomes constantemente. Com tantas estruturas de frases e flexões de verbos, às vezes, é difícil acertar na hora de escolher qual pronome usar, exemplo disso é a dúvida: quando usar para eu e para mim.

Utilizamos os pronomes eutuele (a), nós, vos e eles (as) quando nos referimos ao sujeito da oração. Já os pronomes mim, ti, ele (a), nós, vós, eles (as), usados no papel de objeto da oração, precedidos de preposição.

Para eu – Quando usar?

Os pronomes pessoais retos são usados para substituir um substantivo que tem função de sujeito. Portanto, para eu é usado quando assume a função de sujeito, seguido por um verbo de ação no infinitivo.

Exemplos de quando usar para eu:

Me avise caso tenha dúvidas para eu tirar.
Para eu trabalhar corretamente, é necessário silêncio.

Pronomes pessoais retos:

1ª pessoa do singular – eu
2ª pessoa do singular – tu
3ª pessoa do singular – ele, ela

1ª pessoa do plural – nós
2ª pessoa do plural – vós
3ª pessoa do plural – eles, elas

Para mim – Quando usar?

Os pronomes pessoais oblíquos tônicos seguem uma preposição e devem ser usados quando o substantivo que substituem tem função de objeto indireto. Dessa forma, para mim deve ser usado quando assume a função de objeto indireto.

Exemplos de quando usar para mim:

Você organizou as planilhas para mim?
Eles não têm o tamanho certo para mim.

Pronomes pessoais oblíquos tônicos:

1ª pessoa do singular – mim, comigo
2ª pessoa do singular – ti, contigo
3ª pessoa do singular – ele, ela, si, consigo

1ª pessoa do plural – nós, conosco
2ª pessoa do plural – vós, convosco
3ª pessoa do plural – eles, elas, si, consigo

Leia também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.