Guerra das Malvinas

A Guerra das Malvinas foi um conflito militar entre a Argentina e Grã-Bretanha pelo território correspondente às Ilhas Malvinas.

0

A Guerra das Malvinas foi um conflito militar entre a Argentina e Grã-Bretanha pelo controle das Ilhas Malvinas, um arquipélago localizado a cerca de 500 km da costa argentina.

O objetivo da guerra era a posse da ilha. Foram pouco mais de dois meses de confronto que provocou diversas mortes. A disputa terminou com a vitória dos britânicos que reafirmaram a sua soberania no território.

Causas

A guerra iniciou-se com a ordem do então ditador argentino Leopoldo Galtieri (1926-2003), que determinou a ocupação das Ilhas Malvinas (sob a tutela da Grã-Bretanha desde o século XIX).

A causa da Guerra das Malvinas foi o anseio em unificar as ilhas ao território da Argentina. Para o ditador, o fato de a ilha estar sob a tutela dos britânicos ameaçava a soberania do país. Portanto, para ele, a Argentina deveria ser um território indivisível.

Resumo

Em abril de 1982, o governo da Argentina enviou membros das Forças Armadas do país às Ilhas Malvinas com o objetivo de invadir e ocupar o local. As Ilhas Malvinas correspondiam a um dos territórios britânicos ultramarinos ansiados pela Argentina.

A ação foi chamada de Operação Rosário e tinha por intuito expulsar os britânicos do território. O conflito, em um primeiro momento, foi vantajoso para os argentinos que retomaram a ilha, com um pouco resistência. Ela foi rebatizada de Puerto.

A população argentina ficou em alvoroço, comemorando nas ruas do país. Milhares de pessoas se concentraram em frente a Casa Rosada, sede da presidência argentina, festejando o fim de 149 anos de ocupação inglesa na ilha.

A Coroa Britânica reage rapidamente anunciando o fim das relações com a Argentina. A então primeira-ministra Margareth Thatcher (1925-2013) ordenou o envio de 27 mil soldados e 111 navios de guerra.

Acionou o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU). A Argentina se tornou um país isolado diplomaticamente, além de ter uma evidente desvantagem militar.

Os britânicos tiveram o apoio dos Estados Unidos, que forneceram armas e informações por satélites, além de auxiliar na passagem dos 111 navios britânicos pelo Canal do Panamá.

Apoio do Brasil

O Brasil reconhecia o pertencimento das Ilhas Malvinas à Argentina desde 1833. Com isso, o governo argentino nomeou o país como seu representante na Grã-Bretanha. Ao mesmo tempo, o Brasil mantinha uma importante relação comercial com os britânicos.

Fim da guerra

A guerra teve seu fim em junho de 1982, momento marcado pela recuperação do território pela Grã-Bretanha. O conflito só terminou após várias negociações de paz na ONU.

Consequências

Algumas das consequências da Guerra das Malvinas foram as seguintes:

  • Provocou centenas de mortes;
  • Retorno da democracia à Argentina;
  • Contribuiu para a vitória de Margaret Thatcher nas eleições de 1983.

Guerra das Malvinas – 2012

A ex-presidente argentina Cristina Kirchner (2007-2015) acusou a Grã-Bretanha de colonialista por ainda manter sua soberania nas ilhas.

Em resposta, o ex-primeiro-ministro David Cameron afirmou que não mudaria a situação pois os próprios moradores da ilha se autodeterminam enquanto britânicos.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.