Metamorfose dos animais

Continue lendo para conhecer as transformações corporais que os animais passam durante seu desenvolvimento!

0

O que é metamorfose? A metamorfose é o processo de mudanças físicas que muitos animais passam durante seu desenvolvimento.

A metamorfose é controlada tanto por genes quanto por hormônios.

O que significa metamorfose?

A palavra metamorfose vem do grego meta (“mudança”) e morpho (“forma”).

Esse é justamente o significado de metamorfose: mudanças na forma do corpo de alguns animais.

Os animais que passam por metamorfose geralmente são artrópodes ou anfíbios.

Metamorfose nos insetos

Os insetos são animais que podem ser metábolos ou ametábolos. Os ametábolos são aqueles que têm desenvolvimento direto, isso quer dizer que desde o momento que o ovo se rompe, o novo inseto tem o corpo semelhante ao de um inseto adulto.

Os metábolos são aqueles que possuem desenvolvimento indireto, ou seja, precisam passar por metamorfose para completar seu desenvolvimento até a fase adulta.

Os insetos metábolos podem ter metamorfose completa ou incompleta, por isso eles são chamados de holometábolos e hemimetábolos.

Metamorfose completa – Holometábolos

Os animais holometábolos possuem metamorfose completa, isso significa que eles passam por várias fases e formas até chegar à estrutura corporal semelhante à de um adulto.

Não só a forma do corpo muda, mas também os hábitos do animal durante cada estágio de desenvolvimento.

borboleta é um exemplo de animal holometábolo, ela inicia seu desenvolvimento como uma lagarta, chamado de estágio larval. Nessa fase, as lagartas se alimentam de folhas e são muito ativas.

Durante o desenvolvimento, as lagartas passam por várias fases até chegar na pupa ou casulo, quando elas ficam encasuladas e imóveis.

Depois de mais algumas fases, quando atinge o estágio adulto, o animal adquire asas e passa a ter a estrutura que conhecemos como borboleta, deixa o casulo e tem vida livre novamente.

Metamorfose - Holometábolos - Borboletas
Metamorfose – Holometábolos – Borboletas.

A joaninha é outro inseto holometábolo que passa pelos mesmos estágios de desenvolvimento que as borboletas. Os ovos eclodem e liberam larvas bastante ativas. Depois, elas se transformam em pupas imóveis até as asas se desenvolverem e elas se tornarem as joaninhas que conhecemos.

Metamorfose - Holometábolos - Joaninha
Metamorfose – Holometábolos – Joaninha.

Metamorfose incompleta – Hemimetábolos

Os animais hemimetábolos são aqueles que possuem metamorfose incompleta. Os ovos eclodem liberando larvas, que também são chamadas de ninfas.

As larvas são formas imaturas, mas que não apresentam muitas diferenças no hábito de vida se comparado ao inseto adulto.

Os hemimetábolos completam seu desenvolvimento sem passar pela fase imóvel de pupa e seu estágio adulto é chamado de imago.

Os gafanhotos, os percevejos, mosquitos e libélulas são exemplos de insetos hemimetábolos.

Metamorfose - Hemimetábolo - Gafanhoto
Metamorfose – Hemimetábolo – Gafanhoto.

Metamorfose dos anfíbios

A metamorfose dos anfíbios é completa, ou seja, eles são animais holometábolos. Os ovos eclodem na água e a primeira fase deles são larvas aquáticas que possuem cauda, brânquias e são chamadas de girinos.

As brânquias dos anfíbios desaparecem à medida que o desenvolvimento acontece e surgem as pernas, fazendo com que esses animais possam sair do ambiente aquático.

Depois de perder as brânquias, os anfíbios passam a ter respiração pulmonar e cutânea e, vivem no ambiente terrestre, mas continuam necessitando de água para a reprodução.

Nos indivíduos jovens, a cauda ainda pode estar presente, mas normalmente ela se encolhe quando o animal atinge o estágio adulto, é isso que acontece, por exemplo, com os sapos.

Metamorfose - Anfíbios - Sapo
Metamorfose – Anfíbios – Sapo.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.