Óvulo

O óvulo é o gameta feminino utilizado durante a reprodução sexuada.

0

O óvulo é o gameta feminino fecundado que irá dar origem a um novo individuo durante a reprodução sexuada. Ele é o gameta presente em muitos seres vivos, mas vamos abordar nesse artigo os óvulos dos mamíferos.

É importante ressaltar que o óvulo em si só existe depois que houver a fecundação, antes disso, o gameta é um ovócito secundário que está com a meiose II, paralisada desde o desenvolvimento embrionário.

Como são formados os gametas femininos humanos?

O processo de ovogênese começa ainda durante o desenvolvimento embrionário das mulheres. Portanto, todas as mulheres já nascem com todos os gametas que irão liberar na fase reprodutiva de sua vida.

Os gametas femininos são formados por células germinativas que estão armazenadas nos ovários, chamadas de folículos ovarianos.

  • Multiplicação

Num primeiro momento, durante o primeiro trimestre de gestação do embrião, ocorrerá a multiplicação dessas células por mitose e elas se desenvolvem originando as ovogônias.

A primeira meiose das ovogônias é interrompida durante a prófase I. Nessa fase as células crescem e acumulam substâncias nutritivas, chamada de vitelo, que são responsáveis pela nutrição inicial do embrião.

  • Crescimento

Depois que a fase de crescimento é concluída, as ovogônias passam a ser ovócitos primários (ovócitos I). Essa fase dura até a mulher atingir a puberdade, quando ocorre o primeiro ciclo menstrual.

  • Maturação 

A maturação dos ovócitos I ocorre a cada ciclo menstrual, onde apenas um é liberado a cada mês. Depois de completar a primeira meiose, são originadas duas células, o ovócito secundário (ovócito II) e o primeiro corpúsculo polar que se desintegra logo em seguida.

O ovócito II inicia a segunda meiose e paralisa, ela só é completada se ele for fecundado, dando origem ao óvulo e ao segundo corpúsculo polar que também será degenerado.

Ele possui forma esférica, tem membrana plasmática, citoplasma, núcleo e é a maior célula do corpo dos mamíferos.

Óvulos - Ovogênese
Óvulos – Ovogênese

Características dos ovócitos secundários

Os ovócitos II são envolvidos por uma membrana vitelínica que é composta por uma espessa camada de glicoproteínas que estão aderidas à membrana ovular, essa região é chamada de zona pelúcida.

Essa estrutura protege o gameta e possui vesículas chamadas de grânulos corticais que secretam enzimas que permitem a entrada de apenas um espermatozoide durante a fecundação.

Características do ovócito II
Características do ovócito II

Ovócito II na fecundação

Quando o ovócito é fecundado pelo espermatozoide, a meiose se completa e ele se transforma em óvulo. Os corpos basais presentes no flagelo do espermatozoide dão origem aos centríolos do zigoto e o restante dele que contém a cauda e as mitocôndrias do gameta masculino degenera.

Por isso, os centríolos são organelas herdadas do pai e mitocôndrias da mãe. A fusão dos núcleos dos dois gametas é chamada de cariogamia e dá origem ao zigoto diploide que se desenvolverá em um novo ser.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.