Agricultura de subsistência

A agricultura de subsistência foi fundamental na história do homem. Conheça esse modelo tradicional de agricultura que ainda é praticado atualmente!


A agricultura de subsistência é o primeiro tipo de agricultura que surgiu. Conhecido como agricultura tradicional, nasceu com a necessidade do ser humano de estabelecer uma fonte de alimentos mais constante.

Contudo, com os processos do capitalismo, a agricultura se tornou altamente comercial em muitos lugares no mundo. Apesar disso, ainda há várias regiões que praticam a agricultura de subsistência. Confira!

O que é agricultura de subsistência?

Esse modelo de produção é o primeiro modelo da História, que visa unicamente o sustento de pequenos produtores. Nele, são utilizados as oportunidades naturais da região, respeitando o solo e as estações do ano.

Como o objetivo não é comercial, a produção é baixa e, normalmente, descarta a necessidade de tecnologia avançada e insumos, como fertilizantes e agrotóxicos.

Características da agricultura de subsistência

A agricultura de subsistência se caracteriza pelos modelos tradicionais de cultivo. Com baixa tecnologia e rara mecanização, a produção tem como objetivo a subsistência de famílias ou pequenas comunidades.

A atividade é realizada em pequenas propriedades, em sua maioria, gerenciadas por famílias camponesas e com materiais com arado, enxada, foice e machado.

Agricultura de subsistência no Brasil

No Brasil, a agricultura de subsistência é amplamente praticada nas regiões rurais, mais conhecidas como roças. Contudo, as comunidades rurais sofrem com o sistema de produção que prevalece no país, o comercial, uma vez que enfrentam dificuldades em conseguir apoio econômico.

Apesar das dificuldades, milhares de famílias por todo o Brasil vivem desse modelo econômico, principalmente no Norte e Nordeste.

Agricultura de subsistência x Agricultura comercial

A maior diferença entre a agricultura de subsistência e a agricultura comercial está no objetivo. O objetivo da agricultura de subsistência é o sustento de pequenos produtores, já o objetivo da agricultura comercial é, comumente, a exportação de grandes quantidades de alimento.

Como um visa pouca produção e outro visa alta produtividade, na agricultura comercial, o uso de tecnologias e insumos é presente por todo o processo de cultivo, assim como a mecanização. O contrário ocorre com a agricultura de subsistência, que usa de técnicas tradicionais, energia humana e animal.

Outro ponto de divergência é o tamanho das propriedades. A agricultura de subsistência ocorre em pequenas propriedades e a agricultura comercial é desenvolvida em latifúndios.

Leia também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.