Freyr – O deus nórdico da fertilidade

Na mitologia nórdica, os deuses são importantes como símbolos e possessores de poder. O povo nórdico os enalteciam em busca de agraciamentos. O deus Freyr é o deus da fertilidade e prosperidade.

A mitologia nórdica é responsável pelas crenças, mitos e deuses dos povos escandinavos. Esses conceitos fazem parte de toda a história desse povo e possuem uma riqueza cultural.

Um dos deuses da mitologia nórdica é Freyr e seu nome significa “senhor”. É casado com a gigante Gerd, e um dos deuses do clã Vanir, que representa a fertilidade, o comércio, a paz e o prazer.

Deus Freyr: o deus da Fertilidade

Freyr é um dos deuses mais importantes da mitologia nórdica, representando a fertilidade como seu maior poder e também é associado à prosperidade, riqueza e a boa colheita. Ele é representado com muita beleza e com o falo à mostra, como representação da sua fecundidade.

É o governante do mundo de Álfheim, reino dos elfos da luz.

Além disso, Freyr é originário do Vanir, associado a natureza e a fertilidade, e foi oferecido aos Aesir junto a outros deuses, como sinal de trégua e paz.

Família

Freyr é de uma família famosa de deuses nórdicos, sendo filho do deus Njord, deus dos mares, e Nerthus, deusa da terra. Ele tem uma irmã gêmea chamada Freya, a deusa mais bela da mitologia nórdica. Foram os três, Njord, Freya e Freyr que as deidades mandaram para Aesir após as guerras dos deuses.

Casamento

Um dia Freyr sentou no trono de Odin e de lá poderia ver todos os nove mundos. Sentado ele viu uma gigante, Gerd, se apaixonando à primeira vista e adoecendo de amor.

Porém, essa paixão não foi recíproca e seu assistente Skirnir foi a casa de Gerd tentar convencê-la. Porém, ela relutou e não aceitou. Após várias tentativas e ameaças ela aceita a proposta, mas Freyr perde seu cavalo e espada como dote.

Animais sagrados

Na sua história são representados muitos animais, como seu javali de ouro chamado Gulinbursti, criado pelos anões Brokk e Sindri. Esse animal corria mais rápido que todos os cavalos e possuía um brilho que reluzia a noite.

Além disso, passou a ser fortemente representado pelo povo nórdico em seus escudos e objetos de guerra pela força e poderes desse animal.

Outro animal sagrado era se cavalo, que saltava cada obstáculo, sendo um forte símbolo de virilidade.

Objetos sagrados

Além dos animais alguns dos seus objetos também se tornaram sagrados, como se navio, Skidbladnir, muito grandioso com espaço para todos os deuses. Porém, mesmo sendo muito grande, pode ser dobrado e guardado no seu bolso.

Apesar de ser um deus pacífico, Freyr possuía uma espada mágica que atingia sozinha os inimigos com golpes mortais.

Batalha em Ragnarok e morte

Mesmo com sua pacificidade, Freyr foi destinado a lutar contra Surtur, o gigante de fogo destruidor, em Ragnarok. Apesar de possuir sua espada mágica, ele não pode usá-la, pois entregou ao pai de Gerda como dote para se casar com ela. Assim, Freyr é morto nessa batalha pelo gigante.

Veja também:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More