Os 6 animais sagrados e adorados do Egito Antigo

Conheça quais são os animais sagrados do Egito Antigo e saiba mais sobre a história de cada um.

Os egípcios sempre tiveram relação de empatia e cuidado com os animais, e essa proximidade resultou na adoração de algumas espécies que eram consideradas deuses. Mas, você sabe quais são os animais considerados sagrados do Egito Antigo? Acompanhe a leitura e confira quais são!

No Egito Antigo, sua população era politeísta, o que significa que acreditavam em mais de um deus. Esses animais eram descritos como divindades por meio de hieróglifos – uma espécie de escrita sagrada. Os animais cultuados estavam diretamente ligados aos deuses egípcios e tinham habilidades especiais.

Conheça os animais sagrados

Explicamos um pouco sobre a dinâmica entre os egípcios e os animais sagrados , portanto, agora é a hora de conhecer quais são. Afinal, quem são esses bichos e por que eles eram venerados?

  • Gato

O gato era muito adorado no Egito antigo, o que é bastante percebido pois é retratado em diversas pinturas, esculturas, artes e múmias. E nelas, é possível notar que o animal vivia ativamente entre a população antiga.

A mais conhecida entre os deuses descritos como um gato, está Bastet. Além dela, o pai, Amon-Ra, também era representado por um gato.

Bastet era venerada como uma deusa protetora e era descrita com uma cabeça de leoa. Com o tempo, ela passou a ser vista como deusa da fertilidade, e os egípcios começaram a desenhá-la como uma gata.

  • Vaca/Touro

Existiam também muitas deusas descritas como vacas entre os animais sagrados do Egito Antigo, sendo elas: Hathor, Isis, Nut, Mehet-Weret e Bat.

Além disso, os hieróglifos dizem que Nut carregava o sol nas costas quando estava em forma de vaca, tornando-a um ícone solar. Osíris também era um deus relacionado ao gado bovino, sendo ele descrito como um touro.

  • Porco

Seth, deus do caos, era descrito como um porco, já que, segundo a mitologia do Egito Antigo, ele assumiu a forma do suíno, cegou o deus Hórus e desapareceu. Depois de um tempo, Hórus conseguiu recuperar sua visão. Muito se fala que os olhos de Hórus faziam alusão ao Sol e a Lua, explicando os eclipses solares e lunares.

A deusa Nut também era descrita como uma porca, desenhada com as mamas do animal, já que era a mãe dos céus.

  • Lobo

Cientistas acreditam que Anúbis tinha a aparência de uma cabeça de lobo preto, que simbolizava o solo do Nilo. O deus também auxiliava na mumificação dos egípcios que morriam e os guiava para o além. Anúbis era descrito como o guardião dos mortos.

Quando alguém morria, Anúbis era o responsável por pesar o coração daquela alma contra a Pena da Verdade. Se valesse o mesmo que a Pena, a alma ia para o paraíso. Do contrário, a deusa Ammut comia o órgão, fazendo com que a alma desaparecesse.

  • Falcão

O deus Hórus, era descrito como essa ave de rapina e tido como o criador da civilização e ligado com o céu, a guerra e a caça.

Foi ele quem perdeu e recuperou a visão por causa do deus Seth, e a partir dessa história surgiu a lenda do olho de Hórus, símbolo bastante popular. Hórus tinha características mágicas e curativas.

  • Escaravelho

Por fim, temos o escaravelho, que representava o deus Khepri. Estando presente em textos gravados nas pirâmides antigas, esse bicho bota os ovos em fezes de animais, bem como em carcaças de outros escaravelhos.

Outro costume que ligou o inseto a um deus foi o hábito de rolar bolas de fezes. Isso fez com que o bicho fosse ligado ao deus Rá, que tem a prática de rolar o Sol através do céu. E isso fazia-os acreditar que Khepri rolava o Sol todos os dias para a noite acontecer.

Se você gostou dessas dicas, então clique aqui para ler mais artigos como esse!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More