Glicose

Vamos conhecer esse carboidrato simples e importantíssimo para a vida? Continue lendo!

0

A glicose é um carboidrato simples do tipo monossacarídeo. Pode ser encontrada sozinha ou associada a outros carboidratos.

Ela é a principal fonte energética dos seres vivos, a respiração celular, por exemplo, é dependente da presença de glicose para ocorrer.

As plantas produzem glicose através da fotossíntese. Já os animais obtêm glicose através da alimentação e, geralmente, necessitam quebrar os carboidratos mais complexos para obter a glicose.

A apresentação mais simples de glicose que todos conhecemos é o açúcar branco que usamos no dia a dia.

Estrutura química da glicose

A glicose é um monossacarídeo, ou seja, são cadeias muito simples de monômeros que não podem ser hidrolisados. Ela é um composto de gosto adocicado e são solúveis em água.

A fórmula da glicose é C6H12O6, ou seja, possui 6 carbonos e um grupo aldeído com cadeia em forma de anel.

Glicose - Estrutura molecular
Glicose – Estrutura molecular

Glicose no corpo humano

Assim como todos os animais, os seres humanos obtêm a glicose através da alimentação. O processo de digestão quebra os carboidratos mais complexos em moléculas menores que possam ser absorvidas pelo organismo.

Quando o sangue passa pelo fígado, boa parte da glicose fica retida nos hepatócitos, na forma de glicogênio, que poderão ser recrutados posteriormente em reações metabólicas do organismo.

Como ocorre o uso da glicose no corpo humano

Depois de ser absorvida pelas células, a glicose passará pela respiração celular onde acontecerá a glicólise.

Na glicólise acontecerá a quebra da glicose em substâncias que serão transportadas para as mitocôndrias para que ocorram as etapas seguintes da produção de ATP no organismo.

Níveis de glicose no sangue

Apesar de ser uma substância de extrema importância para vida humana, a glicose deve seguir alguns níveis máximos no sangue.

A concentração de glicose no sangue é chamada de glicemia. Os valores para um adulto saudável devem ficar entre 70 e 99 mg/dl, o que é chamado de nível normal de glicemia em jejum.

Se os níveis ficarem abaixo de 70 mg/dl dizemos que a pessoa está com hipoglicemia, ou seja, com níveis de glicose abaixo do mínimo para o bom funcionamento do organismo.

Glicose e diabetes

A glicose é retirada do sangue através do hormônio insulina. A deficiência na produção desse hormônio pode causar o acúmulo de glicose no sangue, causando a hiperglicemia conhecida também como diabetes.

Se os níveis de glicose no sangue estiverem entre 110 e 126 mg/dl, dizemos que o paciente é pré-diabético e nesse caso hábitos saudáveis de vida e uma dieta equilibrada podem fazer com que os níveis de glicose no sangue sejam controlados.

No entanto, se a concentração de glicose ultrapassar 126 mg/dl, a pessoa está diabética e, nesse caso, além de adotar bons hábitos de vida e se alimentar se forma saudável, essa pessoa precisará seguir recomendações médicas.

Quando a condição diabética se apresenta, é possível que a pessoa precise fazer uso contínuo de insulina sintética, que é produzida artificialmente e é análoga à insulina produzida pelo corpo humano.

Glicose - Medição dos níveis de glicose no sangue para detecção do diabetes
Glicose – Medição dos níveis de glicose no sangue para detecção do diabetes

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.