O que foi a Segunda Guerra Mundial?

A Segunda Guerra Mundial provocou milhares de mortes e destruições.

O que foi a Segunda Guerra Mundial? A Segunda Guerra Mundial ocorreu entre 1939 e 1945, tornando-se um conflito de proporções globais travado entre os países Aliados (Estados Unidos, União Soviética e Reino Unido) e os do Eixo (Japão, Itália e Alemanha).

A Segunda Guerra deixou mais de 40 milhões de mortos, milhares de feridos e desaparecidos.

Causas da Segunda Guerra Mundial

Está entre as principais causas da Segunda Guerra Mundial o descontentamento da Alemanha com o Tratado de Versalhes, um tratado de paz que marcou oficialmente o fim da Primeira Guerra Mundial (1914–1918).

O Tratado de Versalhes impôs pesadas perdas financeiras e materiais à Alemanha por considerá-la a única responsável pelo conflito.

Além de ter suas Forças Armadas reduzidas e pagar altas indenizações aos países vencedores, o país teve que abrir mãos dos seus domínios territoriais.

Com isso, os alemães se viram com a inflação elevada o que provocava uma fragilidade econômica e com inúmeros problemas sociais.

Com o orgulho ferido, os alemães se renderam ao discurso de Adolf Hitler de que o país estava excluído do panorama internacional.

Dessa maneira, durante a década de 1920 surgem movimentos radicais como o nazismo, liderado por Hitler. Carregado de um discurso de ódio e superioridade alemã frente ao mundo, ele conquistou parte da população.

Hitler sustentou o argumento de que os arianos eram uma raça superior, por isso, as demais deveriam ser submetidas a ela ou eliminadas.

Os judeus eram os mais perseguidos pelo pensamento nazista, o que provocou o holocausto: assassinato em massa deste povo.

Do mesmo modo, estiveram na mira dos nazistas os homossexuais, ciganos, testemunhas de Jeová, comunistas, deficientes físicos e mentais, idosos e grávidas.

Hitler se apoiou no discurso nacionalista de superioridade alemã para destilar seu ódio e intolerância por outros povos.

A guerra

A Segunda Guerra Mundial se iniciou no dia 1° de setembro de 1939 a partir do ataque provocado pela Alemanha nazista na Polônia.

De abril a junho de 1940, os alemães invadiram e conquistaram cerca de cinco países, foram eles: Bélgica, Dinamarca, França, Holanda e Noruega.

Quando a tentativa de invadir a Inglaterra falhou, a Alemanha se direcionou para o leste do continente europeu. Conquistaram os Bálcãs e abriram caminho para a União Soviética (URSS).

Em junho de 1941, Hitler ordena a invasão na URSS, quebrando o pacto de não agressão firmado com Stalin. Motivados pelo petróleo, os minérios soviéticos e o ódio ao comunismo, os alemães invadem o território soviético.

Como resistência, os soviéticos adotaram a tática da terra arrasada: destruíram tudo o que poderia ser útil aos alemãs, como hospitais, fábricas e plantações.

De novembro de 1942 a fevereiro de 1943, ocorreu a maior batalha da Segundo Guerra Mundial, a Batalha de Stalingrado, quando alemães e soviéticos se enfrentaram na cidade de Stalingrado (na URSS). Quebrando o mito da invencibilidade nazista, os soviéticos vencem essa batalha.

A derrota da Alemanha nesse conflito significou a grande virada da Segunda Guerra Mundial.

Após a vitória soviética, eles passaram ao ataque e obrigaram os nazistas a se retirarem do território. Durante o caminho, os soviéticos tomaram dos nazistas os países que haviam sido ocupados por eles, Bulgária, Hungria, Iugoslávia, Polônia, Romênia e Tchecoslováquia.

Estados Unidos x Japão

Em 1941, diante das disputas travadas com os Estados Unidos por áreas de influência, os japoneses atacam a base militar norte-americana de Pearl Habor, Havaí. Os EUA reagem e declaram guerra ao Japão.

Participação do Brasil

Um ano depois, em 1942, após sucessivos ataques alemães a embarcações brasileiras, o Brasil entra no conflito alinhado aos países Aliados.

Frentes de luta

1 — Primeira frente de luta

A primeira frente de luta dos Aliados contra o Eixo ocorreu a partir de 1943, quando o exército soviético marchou em direção a Berlim, capital alemã.

Já os Estados Unidos assumiram a ofensiva na guerra, ganhando diversos conflitos na Ásia e na África.

2 — Segunda frente de luta 

Fixados no norte do continente africano, os Aliados reassumem o Mediterrâneo e desembarcam na Ilha de Sicília, partindo para a libertação da Itália.

3 — Terceira frente de luta

Após libertarem a capital da Itália, em junho de 1944, os Aliados desembarcaram na Normandia, França.

O dia escolhido para o ataque foi o dia 6 de junho de 1944. Foi chamado de Dia D para que os alemães não identificassem a data pelas transmissões de rádio.

Derrota da Alemanha

Em agosto de 1944, os anglo-americanos libertam Paris dos nazistas. Marcham em direção a Berlim, que começou a sofrer ataques dos soviéticos de um lado e dos anglo-americanos de outro.

Desesperado, Hitler determinou que todos pegassem em armas para resistir aos ataques: idosos, crianças e mulheres.

A queda do nazismo foi consumada com a conquista de Berlim, em abril de 1945, e com o violento bombardeio da Chancelaria do Reich, sede do poder alemão.

Diante da derrota, no dia 30 de abril de 1945, Hitler e sua companheira, Eva Braun, se suicidam. Em maio de 1945, os alemães assinam sua rendição. Era o fim da Segunda Guerra Mundial.

Bombas sobre o Japão

O Japão continuava resistindo ao avanço dos Estados Unidos de diversas formas. Com o objetivo de demonstrar ao mundo seu poderio bélico, os EUA lançam duas bombas atômicas em solo japonês.

A primeira foi no dia 6 de agostos de 1945 sobre a cidade de Hiroshima, a segunda, no dia 9 de agosto do mesmo ano, sobre a cidade de Nagasaki.

Estima-se que quase 200 mil japoneses tenham morrido com esses ataques. Já os sobreviventes tiveram que suportar os efeitos da radiação nuclear com vários tipos de câncer, queda capilar e queimaduras.

Segunda Guerra Mundial
Bomba atômica lançada pelos EUA no momento em que atingiu uma cidade do Japão na Segunda Guerra Mundial.

Em setembro de 1945, o Japão assinou a rendição incondicional.

Holocausto

Em janeiro de 1942, os nazistas decidiram matar todos os judeus presos em campos de extermínio. O plano de morte em escala industrial foi chamado de Solução Final.

Os campos de extermínio eram “fábricas de morte”. Assim que chegavam a esses locais, doentes, crianças, velhos e grávidas eram direcionados imediatamente para as câmaras de gás, sob a justificativa de tomarem banho.

Calcula-se que foram mortos cerca de 6 milhões de judeus nos campos de concentração e extermínio. Além deles, cerca de 300 mil ciganos e milhares de deficientes físicos, homossexuais, líderes religiosos e soviéticos perderam suas vidas.

Tal extermínio em massa ficou conhecido como holocausto.

Segunda Guerra Mundial
Judeus em campo de concentração durante o holocausto.

Consequências da Segunda Guerra Mundial

Vejamos algumas das consequências da Segunda Guerra Mundial:

  • Cerca de 40 milhões de mortes;
  • Países destruídos material e economicamente;
  • Plano Marshal: desenvolvido pelos norte-americanos para a reconstrução de alguns países europeus;
  • Comecon: plano de reconstrução econômica dos países do Leste Europeu;
  • Guerra Fria: divisão do mundo em dois grandes blocos: países socialistas e países capitalistas;
  • Criação da Organização das Nações Unidas (ONU);
  • O país menos atingido foram os Estados Unidos, pois a guerra se concentrou basicamente no continente europeu. Com isso, ele se tornou o real vencedor do conflito, visto que não acumulou grandes perdas.

Livros sobre a Segunda Guerra Mundial

  • A Mente de Adolf Hitler — Walter C. Langer
  • A Segunda Guerra Mundial — Martin Gilbert
  • O pacto entre Hollywood e o Nazismo — Ben Urwand
  • O Diário de Anne Frank — Anne Frank

Saiba mais em:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More