Plano Marshall

O Plano Marshall foi um programa de medidas econômicas criado pelos Estados Unidos para ajudar na reconstrução dos países da Europa Ocidental no período pós-Segunda Guerra Mundial.


O que foi o Plano Marshall? O Plano Marshall foi um programa de medidas econômicas criado pelos Estados Unidos para ajudar na reconstrução dos países europeus destruídos (fisicamente e economicamente) pela Segunda Guerra Mundial, que durou de 1939 a 1945.

O nome oficial era Plano de Recuperação Europeia, e foi aprovado em 1947. Ele consistia em empréstimos e doações financeiras realizadas pelos Estados Unidos aos países europeus aliados a eles.

Resumo

O Plano Marshall foi assim intitulado em homenagem a George Catlett Marshall, Secretário de Estado dos Estados Unidos durante o governo de Henry Truman (1945–1953).

Estima-se que os Estados Unidos tenham fornecido cerca de 13 bilhões de dólares para a reconstrução dos países da Europeu Ocidental atingidos pela Segunda Guerra. A ajuda financeira atingiria diversas esferas, algumas delas foram:

  • Importação de alimentos
  • Financiamento da agricultura
  • Reconstrução de edificações
  • Importação de mercadorias
  • Reconstrução de indústrias

Foram criados a Administração de Cooperação Econômica e a Organização Europeia de Cooperação Econômica (OECD) com o objetivo de administrar os recursos financeiros concedidos.

O Plano Marshall foi aprovado em 1947 e vigorou até 1951. Foi o principal responsável pelo desenvolvimento econômico acelerado dos países da Europa Ocidental.

A vitória da URSS na Segunda Guerra Mundial, contribuiu para aumentar e consolidar o prestígio dos soviéticos frente ao mundo. Além disso, as tropas do Exército Vermelho ocupavam alguns países da Europa Centro-Oriental.

O intuito dos Estados Unidos era mostrar ao mundo que o capitalismo era superior ao socialismo. Dessa maneira, eles investiram não só na recuperação econômica, como no aumento do consumo da população e no investimento em serviços sociais nas áreas da educação, saúde e emprego.

Dessa maneira, o Plano Marshall contribuiu de forma decisiva para a recuperação econômica dos países do ocidente europeu no pós-Segunda Guerra, pois garantiu altas taxas de crescimento econômico.

Ele contribuiu para a transnacionalização do capitalismo, ou seja, permitiu que ele fosse além das fronteiras continentais. Por isso, o Plano Marshall foi um dos responsáveis pela vitória do capitalismo (EUA) na Guerra Fria.

Principais objetivos do Plano Marshall

O Plano Marshall se insere no conjunto de medidas que visavam o combate do avanço do socialismo no mundo.

Com isso, os principais objetivos do Plano Marshall eram:

  • Realizar uma intensa propaganda contra a União Soviética (URSS);
  • Conter o avanço dos partidos comunistas na Europa;
  • Estabilizar a conjuntura política e social na Alemanha.

Plano Marshall e Comecon

O Conselho Mútuo Para Assistência Econômica (COMECON) foi um plano criado pela União Soviética como forma de rivalizar com o Plano Marshall, criado pelos Estados Unidos.

Fundado em 1949, o Comecon consistia em um plano de reconstrução econômica dos países do Leste Europeu que eram influenciados pelos soviéticos.

Mais tarde, países de outros continentes o integraram, foram eles a Mongólia (1962), Cuba (1972) e Vietnã (1978).

Doutrina Truman e Plano Marshall

A Doutrina Truman foi uma política externa criada durante o governo de Harry Truman (1945–1953). Ela foi direcionada aos países capitalistas no período pré-Guerra Fria.

Em 1947, o então presidente estadunidense profere um discurso no Congresso Nacional, dizendo que os países capitalistas deveriam se defender da ameaça socialista. Essa declaração consolidou a Doutrina Truman.

Os Estados Unidos passaram a oferecer total apoio à luta dos povos contra o comunismo no mundo. Segundo alguns historiadores, a partir de então, o mundo se dividia em dois grandes blocos: capitalismo (EUA) contra socialismo (URSS).

A Doutrina Truman marcou o início da Guerra Fria com a bipolarização do mundo.

Saiba mais em:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More