Pacto de Varsóvia

O Pacto de Varsóvia foi uma aliança militar entre os países socialistas do leste europeu que vigorou durante o período da Guerra Fria.

O que foi o Pacto de Varsóvia? O Pacto de Varsóvia foi um acordo militar entre os países socialistas do leste europeu, assinado em maio de 1955, em Varsóvia, capital da Polônia.

O Pacto de Varsóvia tornou real a bipolarização do mundo já existente desde o fim da Segunda Guerra Mundial, com a criação dos blocos capitalista (liderado pelos Estados Unidos) e socialista (comandado pela União Soviética).

Tal acordo firmado durante a Guerra Fria, representou uma resposta à OTAN (1949), composta pelos países capitalistas do Ocidente europeu, liderados pelos EUA.

Comandados pela União Soviética, o Pacto de Varsóvia buscou uma aliança militar entre os países-membros por meio da autoproteção e defesa de seus territórios.

Resumo

Após o fim da Segunda Guerra Mundial, as duas grandes potências que se destacaram foram os Estados Unidos e a União Soviética.

Durante o conflito, eles foram aliados no combate contra o nazismo. No entanto, nos dois anos seguintes (1946 e 1947) as diferenças, principalmente ideológicas, entre os dois países, se evidenciaram.

Em 1947, o então presidente dos EUA, Harry Truman fez um pronunciamento difamando o socialismo. No mesmo ano, foi criado o Plano Marshall que visava a reconstrução da Europa Ocidental.

O objeto desse Plano era impedir o avanço do socialismo do leste europeu para o oeste. Do mesmo modo, o então líder soviético, Josef Stalin, repelia as medidas de Truman e estabeleceu um plano soviético para a reconstrução dos países comandados pela URSS. Assim iniciou-se a Guerra Fria.

Visando garantir sua influência na Europa Ocidental e o êxito do Plano Marshall, os estadunidenses viram a necessidade de criar um programa de aliança militar.

Criou-se, então, a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), com o intuito de proteger os países-membros de possíveis ataques inimigos (socialistas).

Compreendendo o contexto em que o mundo se inseria, marcado por duas grandes zonas de influência caracterizadas pelo socialismo de um lado e o capitalismo de outro, os soviéticos criaram seu próprio acordo de cooperação militar entre os países do leste europeu.

Sendo assim, qualquer país-membro do Pacto de Varsóvia que sofresse algum ataque bélico, contaria com a intervenção dos demais, assim como era estabelecido pela OTAN.

Tanto o Pacto de Varsóvia quanto a OTAN definiram a bipolarização mundial que desencadeou na Guerra Fria. O fim do Pacto se deu com a dissolução da URSS, em 1991.

Após o término do acordo socialista, os países do leste europeu passaram a integrar a OTAN, que ainda existe, porém, com diferentes interesses estratégicos.

Características

As principais características do Pacto de Varsóvia eram:

  • Composto pelos países do leste europeu;
  • Influenciado pelo socialismo;
  • Liderado pela União Soviética;
  • Visava o apoio militar mútuo entre os países-membros.

Países-membros do Pacto de Varsóvia

Os países que integraram o Pacto de Varsóvia foram:

  • União Soviética
  • Hungria
  • Romênia
  • Alemanha Oriental
  • Albânia
  • Bulgária
  • Tchecoslováquia
  • Polônia

Saiba mais em:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More