Plano de aula – Números como código de identificação – 1º ano do Ensino Fundamental

Confira um plano de aula sobre o uso de números como códigos de identificação, para as crianças aprenderem com atividades e brincadeiras.


Números que não expressam quantidades, ordens ou medições são chamados de códigos de identificação. Esse tipo de número pode ter poucos ou muitos algarismos, não importa, e eles são criados de forma aleatória, com intuito apenas de identificar, de localizar.

São exemplos de códigos de identificação no dia a dia: números de telefone, números de residências, senhas de atendimento, senhas de contas bancárias, senhas de e-mails, placas de veículos, códigos de barras de produtos, entre outros.

Mas, apesar de códigos de identificação serem comuns nas nossas vidas, os números são mais associados com as contagens. Então, surge a pergunta: como ensinar sobre números como códigos de identificação para as crianças de uma forma natural?

Confira um plano de aula sobre números como códigos de identificação, em conformidade com a habilidade EF01MA01 da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), para alunos do 1º ano do ensino fundamental.

Plano de aula – Números como códigos de identificação

TEMA: Diferentes usos dos números

TEMPO SUGERIDO: 1 hora e 40 minutos (em torno de 2 aulas de 50 minutos cada)

HABILIDADE DA BNCC: (EF01MA01) Utilizar números naturais como indicador de quantidade ou de ordem em diferentes situações cotidianas e reconhecer situações em que os números não indicam contagem ou ordem, mas sim código de identificação.

OBJETIVOS:

  • Reconhecer situações em que os números são códigos de identificação;
  • Utilizar os números como código de identificação.

MATERIAL NECESSÁRIO:

  • Cartaz com ilustrações de códigos de identificação;
  • Quadro e giz ou pincel;
  • Atividade impressa.

DESENVOLVIMENTO:

Para essa aula, os alunos precisam já conhecer os diferentes usos dos números: contagem, medição e ordem.

1º momento

Inicie a aula revisando com os alunos sobre o uso dos números para contar, medir e ordenar. Cite várias situações relacionadas a eles mesmos na sala de aula, como contar quantos alunos têm, medir a altura de cada um, ordenar os alunos em fila, entre outros.

Em seguida, apresente um cartaz com ilustrações de números que expressam códigos de identificação.

Placa de carro
Placa de carro.
Senha de banco
Senha de banco.
Código de barras
Código de barras.

Explique que esses números dos exemplos não precisam ter uma ordem, podem ser números quaisquer, eles não indicam quantidades e também não medem nada. São apenas números usados para identificar algo e muitas vezes eles auxiliam na localização de coisas e objetos.

Uma situação que você pode citar: Se dois carros são da mesma cor e mesma marca, como podemos diferenciar os dois carros? A partir da placa, elas são diferentes e são únicas para cada carro.

Pergunte se eles conhecem outros números que também são usados dessa forma e dê um tempo para que eles discutam entre si.

Proponha a seguinte atividade:

Atividade sobre códigos

2º momento

Realize uma brincadeira com mensagens codificadas. Primeiro, escreva no quadro o alfabeto codificado e mostre como funciona a criação de mensagens codificadas e a descodificação delas.

A codificação é bem simples, cada letra será representada pelo número correspondente a sua ordem no alfabeto:

A B C D E F G H I J K L M
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13
N O P Q R S T U V W X Y Z
14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26

Exemplos:

a) EU SOU FELIZ → 5 – 21 /  19 – 15 – 21 /  6 – 5 – 12 – 9 – 26

b) 17 – 21 – 5  /  4 – 9 – 1 /  12 – 9 – 14 – 4 – 15  → QUE DIA LINDO

Explique que, nessa codificação, as letras de uma palavra estão sendo separadas por traços e as palavras dentro de uma frase, por barras. Peça para que se sentem em duplas e troquem mensagens usando a codificação.

Depois, incentive-os a criar seus próprios códigos, diga que eles podem trocar a ordem dos números ou até mesmo utilizar outros números maiores que 26, só o que eles não podem fazer é usar um mesmo número para duas letras diferentes.

AVALIAÇÃO:

Avalie os alunos observando se eles compreenderam que os números podem ser usados como códigos, se conseguem diferenciar números que indicam códigos de outros tipos de números e se reconhecem o uso das codificações em situações cotidianas.

Essa avaliação pode ser feita durante a realização das atividades propostas e do desempenho dos alunos.

Para baixar esse plano de aula sobre números como códigos de identificação, clique aqui!

Você também pode se interessar:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.