Plano de aula – Comparando quantidades – 1º ano do Ensino Fundamental

Confira um plano de aula para ensinar sobre comparação de quantidades, em conformidade com a habilidade EF01MA03 da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).


Para aprender a comparar quantidades, as crianças já devem estar habituadas a contagens de coleções de elementos diferentes, utilizando estratégias como o agrupamento de objetos semelhantes ou a contagem de dois em dois elementos.

Uma vez que os alunos já conseguem contar elementos de conjuntos diferentes, a ideia é que eles comparem quantidades a partir da visualização dos elementos, fazendo a associação do numeral com aquilo que estão vendo.

Para isso acontecer, é importante que os alunos possam, de fato, ver os objetos e, se possível, tocá-los. Pensando nisso, preparamos um plano de aula sobre comparação de quantidades, com atividades legais e brincadeiras para alunos do 1º ano do ensino fundamental aprenderem de forma natural.

Plano de aula – Comparando quantidades

TEMA: Contando e comparando elementos de coleções diferentes

TEMPO SUGERIDO: 1 hora e 40 minutos (em torno de 2 aulas de 50 minutos cada)

HABILIDADE DA BNCC: (EF01MA03) Estimar e comparar quantidades de objetos de dois conjuntos (em torno de 20 elementos), por estimativa e/ou por correspondência (um a um, dois a dois) para indicar “tem mais”, “tem menos” ou “tem a mesma quantidade”.

OBJETIVOS:

  • Contar coleções de objetos variados para comparar as quantidades;
  • Identificar quantidades maiores, menores ou iguais, em diferentes situações;
  • Resolver problemas que envolvem comparações de quantidades.

MATERIAL NECESSÁRIO:

  • Tampinhas de garrafas PET perfuradas no meio;
  • Barbante;
  • Papéis dobrados com perguntas de matemática;
  • Sacola para guardar os papéis;
  • Atividade impressa.

DESENVOLVIMENTO:

1º momento

Inicie a aula propondo uma atividade com tampinhas de garrafas PET. Essas tampinhas são de fácil acesso e são objetos comuns para as crianças, com certeza elas já manusearam ou pelo menos viram esse tipo de tampinha em suas casas.

A ideia é que as crianças façam a contagem das tampinhas por cores, e que, depois, comparem as quantidades de tampinhas.

Para facilitar a visualização, leve as tampinhas já perfuradas no centro e barbantes, para formar cordões de tampinhas com cada cor diferente.

Sequência de cores com tampinhas e barbante

Os cordões irão facilitar a visualização das quantidades, permitindo identificar de qual cor tem mais tampinhas, de qual cor tem menos ou se há cores em quantidades iguais.

Deixe que as crianças segurem os cordões e façam suas comparações entre todas as cores ou de duas em duas cores.

2º momento

Nesse momento, as crianças vão participar de um jogo de matemática. Divida a turma em duas equipes, elas irão jogar uma contra a outra.

Para isso, prepare, antes da aula, várias perguntas de matemática, conforme o conhecimento que os alunos já tenham. Escreva as perguntas em papéis, dobre-os e guarde-os em uma sacola.

Para chamar atenção e motivar as crianças a participar da brincadeira, utilize uma sacola de perguntas personalizada. Provavelmente, você utilizará essa sacola em outras aulas de matemática, então, capriche na confecção.

Sacola da matemática
Modelo de sacola da matemática para as aulas.

Peça para que cada equipe forme uma fila e, em cada jogada, vá à frente um aluno de cada equipe, seguindo a ordem da fila.

Um dos dois alunos que estiver à frente deverá sortear uma pergunta da sacola da matemática. Após você ter lido a pergunta sorteada em voz alta, marque um ponto para a equipe cujo integrante tenha respondido primeiro e de forma correta.

Marque a pontuação no quadro ou lousa da sala de aula com símbolos (traços, bolinhas, letra x) ou então, utilize as tampinhas da atividade anterior, uma cor para cada equipe.

No final do jogo, vence a equipe que tiver mais pontos. O objetivo é que eles mesmos contem a pontuação que obtiveram, a partir dos desenhos ou das tampinhas, e comparem com a pontuação da outra equipe.

Além da comparação, para ver quem venceu ou não, essa será uma ótima oportunidade dos alunos observarem se a diferença entre as pontuações foi grande ou pequena, ou seja, compararem o quão longe ou quão próxima uma quantidade está de outra.

Dessa forma, com atividades e brincadeiras é que as crianças poderão adquirir percepção de diferentes quantidades e fazer comparações, aprendendo de uma forma mais natural.

AVALIAÇÃO:

A avaliação pode ser feita durante a aula e a realização das atividades propostas, observando o desempenho e participação dos alunos.

Além disso, proponha atividades impressas, onde os alunos tenham que, primeiro, contar as quantidades de elementos de cada conjunto e, depois, comparar as quantidades.

Um exemplo de atividade:

Atividade comparação de números

Para baixar esse plano de aula sobre comparação de quantidades, clique aqui!

Você também pode se interessar:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More