Plano de aula para o Dia do Índio

Vamos descobrir mais sobre os povos indígenas com o plano de aula sobre o Dia do Índio?

0

O Dia do Índio é celebrado no Brasil todos os anos em 19 de abril. A data comemorativa foi sancionada no governo de Getúlio Vargas com a intenção de destacar a importância dos povos indígenas para na sociedade brasileira.

Mas,a celebração não se limita ao território nacional. Em 1995, foi sancionado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em nível internacional, o dia 09 de agosto como o Dia do Índio.

Algumas medidas ainda são adotadas e órgãos são criados com o propósito de preservar a memória e defender os direitos dos povos indígenas, como é o caso da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Plano de aula – Dia do Índio

TEMA: Dia do Índio

ANO SUGERIDO: Ensino fundamental

DURAÇÃO SUGERIDA: Uma aula de 45 a 50 minutos

OBJETIVOS:

  • Aproveitar a oportunidade de aprender sobre povos indígenas e como eles usam pinturas e outras formas de arte para expressar sentimentos, história e sonhos de sua cultura;
  • Reconhecer a importância das contribuições feitas por povos indígenas;
  • Considerar as artes populares tradicionais e contemporâneas, incluindo aqueles de outros tempos e lugares;
  • Compreender como a arte indígena contribui para a arte na sociedade brasileira;
  • Reconhecer como as imagens e a importância da natureza são representadas por um artista que usa elementos indígenas em pinturas contemporâneas ou danças.

MATERIAIS NECESSÁRIOS:

  • Imagens de pinturas indígenas (certifique-se de que sejam incluídos símbolos variados), com suas respectivas histórias;
  • Projetor de vídeo e tela;
  • Materiais de arte, como tintas, pincéis e papel.

DESENVOLVIMENTO:

Inicialmente, o professor deve mostrar e discutir com os alunos sobre a cultura indígena, principalmente as formas de arte. Sugerimos perguntas como:

  • Que tipo de pintura é essa?
  • Quem criou essa obra?
  • Que tipo de outros símbolos o artista usa?

Examine e discuta os símbolos usados e suas interpretações. Explique aos seus alunos que os indígenas, em sua maioria, não têm uma língua escrita. Ressalte que grande parte de sua história foi e ainda é registrada em obras de arte.

As habilidades de pinturas precisam ser cobertas como parte deste processo. Esta atividade é ideal para comparações culturais.

Quando os alunos reconhecem habilidades, complexidades e lógica das artes indígenas, eles podem comparar esta arte com outros gêneros de pintura, por exemplo, a pintura chinesa ou a arte europeia do século XIX. A turma pode discutir semelhanças e diferenças na produção de cada tipo de obra de arte.

Recomendamos que o professor também destaque artistas indígenas que pintam em estilos diferentes, para que a cultura indígena não seja vista de forma muito restritiva.

Considerações culturais

Verifique em pesquisas na Internet os símbolos e cores apropriados para usar em sala de aula. Recomenda-se também um certo cuidado com temas e tópicos particularmente controversos (por exemplo, uso de armas).

AVALIAÇÃO:

O professor precisa avaliar a participação dos alunos em sala e sua dedicação à pesquisa sobre os povos indígenas.

Os alunos podem produzir um relatório sobre alguma das obras de arte e artistas discutidos, ou mesmo expor as diferenças e semelhanças entre obras dos povos indígenas e aquelas de outra culturas.

Ver também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.