Bom demais da conta – 12 comidas típicas do Centro-Oeste

Arroz com pequi, caldo de piranha, sopa paraguaia, furrundu. Conheça esses e muitos outros pratos provenientes da região Centro-Oeste do Brasil.

0

Segunda maior região do país, o Centro-Oeste é formado por três estados (Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul) e o Distrito Federal

Inicialmente, os primeiros habitantes do lugar foram as tribos indígenas, seguido pelos bandeirantes, responsáveis pela construção das primeiras vilas durante as  movimentações do “Ciclo do Ouro”

Representante de um conjunto de paisagens naturais de tirar o fôlego, a região conta com belas cachoeiras, rios, além de uma vasta variedade de fauna e flora.

A principal fonte econômica provém do cultivo de grãos, como a soja, além da criação de gado oriunda do setor agropecuário.

A culinária do centro do país também merece destaque. Com elementos típicos do lugar, os pratos são inspirados sobretudo nos ingredientes característicos da região, como peixes exóticos, galinha caipira, frutos, legumes e vegetais típicos como o pequi e a jurubeba, e temperos como o açafrão, alho, cebolinha e pimenta.

Se quer saber mais, confira nossa lista com as comidas típicas do Centro-oeste e fique por dentro da cozinha mais caipira do Brasil. 

Comidas típicas do Centro-Oeste

Dentre os pratos mais consumidos pela população da região Centro-Oeste do Brasil, destacam-se:

1 Caldo de piranha

Caldo de piranha

Começando nossa lista, logo de cara temos um representante bastante exótico: o caldo de piranha.

Comida tipicamente pantaneira, seu preparo leva (obviamente) piranha cozida e sem espinhas, além de um caldo bem temperado feito à base de tomate, alho, salsinha, cebola, coentro, pimenta (a bode é a melhor opção, pois é ardida na medida certa para a receita), entre outros. 

2 Galinhada com pequi

Galinhada com pequi

Nesta receita temos um resumo de boa parte dos ingredientes presentes na culinária da região Centro-Oeste: o pequi, açafrão, galinha caipira e guariroba.

A galinha caipira é refogada antes de ser cozida para adquirir mais sabor. O mesmo se aplica ao pequi. A mágica do prato acontece quando os dois se juntam, numa mistura de sabor e temperos.

3 Empadão goiano

Empadão goiano

Muito famoso no estado de Goiás, especialmente no município de Goiás, o prato é uma espécie de torta salgada feita com massa à base de gordura e ovos e recheada com carne de frango, porco, linguiça e do tradicional palmito de guariroba.

Para se ter uma noção do sucesso da iguaria, atualmente, o prato está em processo de reconhecimento pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) para se tornar Patrimônio de Natureza Imaterial.

4 Mojica de pintado

Mojica de pintado

Um dos principais pratos da cozinha cuiabana, seu preparo leva a carne do peixe pintado, visto a pouca quantidade de espinhas, além de mandioca, sal, cebola, cheiro verde, pimenta de cheiro, tomate e coentro. 

“Mojica” é uma palavra natural indígena e significa “o que vem do rio com mandioca”. Em muitos lugares, o prato é servido também acompanhado de arroz branco.

5 Pamonha

Pamonha

O milho é um ingrediente de muito destaque na culinária da região Centro-Oeste. Presente em muitas receitas, é no preparo da pamonha que ele de fato ganhou fama.

Um dos pratos mais típicos de Goiás, sua receita é bem simples: apenas milho verde fresco, ralado e coado em pano limpo. As opções de recheio variam de gosto, mas é inegável a unanimidade entre os sabores de pamonha de sal, doce e à moda (linguiça, queijo, pequi, pimenta bode, guariroba, cheiro verde e até jiló).

6 Bolinho de Arroz

Bolinho de Arroz

Quem vê o enorme sucesso que o bolinho de arroz faz pelo Brasil não imagina que ele é um prato tipicamente mato-grossense. 

De preparo simples, seu ingrediente principal (arroz) é cozido e triturado com água, formando à base da sua massa. Em seguida, para dar liga e consistência, acrescenta-se mandioca cozida, erva-doce, leite e coco ralado. 

7 Sopa paraguaia

Sopa paraguaia

Apesar de ser um prato tradicional do Paraguai, a sopa paraguaia é bastante consumida no Mato Grosso do Sul em razão da fronteira territorial. 

O nome sopa engana: o prato consiste em um bolo (ou torta salgada) à base de farinha de milho, leite, óleo, cebola e muito queijo. Normalmente assado em forno de barro, a iguaria ganha destaque durante as comemorações da Semana Santa.

8 Caribéu pantaneiro

Caribéu pantaneiro

De origem indígena, trata-se de um guisado de carne seca com mandioca (ou abóbora em alguns lugares). Apesar de simples, o prato traz uma combinação de sabores irresistível ao paladar. 

Para o preparo, é necessário dessalgar e picar em pedaços finos a carne e refogá-la com alho e cebola. 

Em seguida, acrescenta-se os pedaços de mandioca e mais alguns temperos, como cheiro verde e pimenta de bode, salsinha, coentro e cebolinha. Daí é só cobrir a mistura com água e deixar cozinhar. Irresistível.

9 Locro

Locro

Com influência da culinária Argentina, o locro tornou-se bastante popular no Mato Grosso do Sul. Consiste em um ensopado à base de abóbora, milho e feijão, acompanhado de carne de porco magra, grão de bico, linguiça, cenoura, alho poró, entre outros.

O prato é bastante consumido para aquecer durante os períodos mais frios.

10 Arroz Maria Isabel

Arroz Maria Isabel

A iguaria é um clássico sul-mato-grossense. Dizem que o prato tenha surgido antes mesmo do já conhecido arroz carreteiro. 

Mais uma vez, a carne seca ganha destaque na receita. Isso se dá desde muito tempo, pois o alimento não estragava durante as longas viagens dos tropeiros. 

Para o preparo do arroz maria Isabel, utiliza-se carne de sol picada e lavada, arroz, cheiro verde, pimentas, alho e folha de louro.

11 Ventrecha de pacu

Ventrecha de pacu

Tesouro da culinária cuiabana, a iguaria consiste nada mais do que as costelas de peixe pacu partidas ao meio, temperadas com sal e limão e passadas na mistura de farinha de trigo com fubá. 

Em seguida, são jogadas na frigideira até que fique com todos os lados dourados e crocantes.

Se você for em um restaurante de Cuiabá, o prato servirá como entrada aos preparos já citados acima.  

12 Furrundu

Furrundu

O furrundu é uma sobremesa conhecida especialmente no Mato Grosso do Sul. É feita com cidra ou mamão verde ralados e rapadura derretida no açúcar mascavo.

Em alguns lugares, acrescenta-se especiarias como canela, gengibre e cravo para trazer ainda mais sabor ao doce. 

Veja também: 

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.