Geografia do Mato Grosso do Sul

Informações importantes sobre o relevo, clima, tipos de vegetação, principais rios e cidades, população estimada, área territorial e problemas ambientais mais graves.

0

O Mato Grosso do Sul está situado na região Centro-Oeste do Brasil, tendo a cidade de Campo Grande como sua capital. Sua área territorial é de 358.158 km², sendo o sexto maior do país, com população estimada em 2.713.147 habitantes distribuídos em 78 municípios. Geograficamente, faz divisa com os estados de São Paulo, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e, também, com a Bolívia e Paraguai.

O relevo do estado tem altitudes médias que variam de 200m a 600m. Sua formação é composta por três unidades básicas, sendo elas o Complexo do Pantanal (Extremo Oeste), Planícies (Noroeste) e Planalto com Escarpas, como a Serra do Bodoquena (Leste). Seu ponto mais alto é o Morro Grande, com 1.165m de altitude. Seu subsolo é formado pelo Aquífero Guarani.

O arcabouço geológico do Mato Grosso do Sul é composto por três unidades geotectônicas distintas, sendo elas plataforma amazônica, cinturão metamórfico Paraguai-Araguaia e bacia sedimentar do Paraná. Além do Morro Grande, destacam-se a Serra do Bodoquena e a Serra de Maracaju, que formam os divisores de águas das bacias do Paraguai e Paraná.

As regiões que compõem o estado são Aquidauana, Alto Taquari, Miranda, Baixo Pantanal, Campo Grande, Bodoquena, Dourados, Cassilândia, Nova Andradina, Iguatemi, Três Lagoas e Paranaíba. Ao todo, são quatro mesorregiões e 11 microrregiões.

A população do estado tem forte influência indígena e de imigrantes. Povos oriundos de Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Alemanha, Espanha, Japão, Itália, Síria, Líbano, Paraguai e Portugal tiveram grande participação no povoamento e fisionomia da região. O estado, também, ocupa o segundo lugar em número de etnias indígenas, entre elas, Guarani, Atikum, Guató, Kamba, Kadiwéu, Terena, Ofaié, Kinikinawa e Xiquitano.

A vegetação do Mato Grosso do Sul é variada e composta pelo Pantanal, cerrado e florestas tropicais. A primeira, localizada a oeste do estado, tem fauna e flora diversificada, com a presença de animais como jacarés, sucuris, vasto número de espécies aviárias e felinas. Na maior parte do ano, a região fica alagada, garantindo o crescimento de gramíneas para a época de seca.

Na planície do Pantanal, banhada pelo Rio Paraguai, combinam vegetações de todo o Brasil, incluindo a caatinga e Floresta Amazônica. O cerrado é encontrado na região leste enquanto florestas tropicais são predominantes na parte sul do estado.

Resumo Reografia Mato Grosso do Sul

O clima sul-mato-grossense varia entre tropical de altitude e tropical semi-úmido, com temperaturas médias de 21° e 28° C. Porém, pode alcançar os 40°C no verão e chegar a temperaturas negativas no inverno. Nesse período, é registrada a ocorrência de geadas.

Os principais rios que correm pelo Mato Grosso do Sul são o Anhanduí, Apa, Aporé ou do Peixe, Aquidauana, Correntes, Miranda, Paraguai, Paraná, Paranaíba, Pardo, Sucuriú, Taquari, Verde.

A economia do estado é baseada na pecuária, extração vegetal e mineral, bem como na agricultura. É importante destacar, também, o comércio fronteiriço, especialmente, nas zonas francas de Corumbá, Ponta Porã, Porto Murtinho e Bela Vista. O turismo, especialmente ecológico, exerce papel fundamental na economia. Entre as grandes estrelas, as cidades de Bonito, Miranda e Jardim,  além da região pantaneira.

Na culinária típica, destacam-se peixes, polenta, sopa paraguaia, chipa, quibebe de mamão, saltenha, caribeu e arroz boliviano. Também é típico da região o consumo do tereré, bebida similar ao chimarrão porém, servida fria.

Resumo Geografia Mato Grosso do Sul

  • Região Geográfica: Centro-Oeste
  • Estados e países limítrofes: Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraná, São Paulo , Bolívia, Paraguai
  • Área: 358.158 km²
  • Clima: tropical semi-úmido e de altitude
  • Relevo: Pantanal; planalto com presença de escarpas a leste e depressão
  • Vegetação: cerrado; Pantanal e floresta tropical
  • Ponto mais alto: Morro Grande, com 1.065 metros de altitude
  • Principais cidades: Campo Grande (755.107 hab); Dourados (189.762 hab), Corumbá (99.467 hab), Três Lagoas (89.493 hab), Ponta Porã (75.941 hab), Aquidauana (46.515 hab), Nova Andradina (45.916 hab), Naviraí (45.627 hab), Sidrolândia (41.261 hab), Paranaíba (40.259 hab), Amambaí (34.986 hab), Coxim (33.408 hab), Maracajú (32.492 hab) e Rio Brilhante (27.903 hab).
  • Principais recursos minerais: manganês e minério de ferro
  • Principais rios: Anhanduí, Apa, Aporé ou do Peixe, Aquidauana, Correntes, Miranda, Paraguai, Paraná, Paranaíba, Pardo, Sucuriú, Taquari, Verde.
  • Principais problemas ambientais: poluição da ar e de rios, desmatamento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.