Max Horkheimer

Max Horkheimer foi um importante intelectual integrante da Escola de Frankfurt.

Max Horkheimer (1895–1973) foi um dos teóricos da Escola de Frankfurt e diretor do Instituto Para Pesquisa Social da Universidade de Frankfurt.

Como diretor do Instituto, assim como em seus escritos da juventude, ele buscou orientar para o trabalho colaborativo entre os intelectuais da Escola de Frankfurt para o desenvolvimento de pesquisas na área das ciências sociais.

Sendo assim, Max Horkheimer e o restante dos membros da Escola buscaram trabalhar com temas referentes à cultura moderna, ao Estado capitalista, à família e ao fascismo.

Ele foi um dos responsáveis pelo estabelecimento das bases filosóficas, necessárias para a crítica e a pesquisa social desenvolvidas pela Escola de Frankfurt.

Além disso, Horkheimer foi o responsável por estabelecer a diferença entre a teoria crítica e a teoria tradicional. A saber, a teoria crítica visa a emancipação do indivíduo na medida em que problematiza a realidade que está posta.

Biografia de Max Horkheimer

Max Horkheimer nasce no dia 14 de fevereiro de 1895, na cidade de Stuttgart, Alemanha. Filho de um rico industrial envolvido na fabricação de tecidos, Horkheimer abandona os estudos, entre 1911 e 1915, para trabalhar com o pai.

Em 1919, ingressa nas graduações de Filosofia e Psicologia, inicialmente em München, Freiburg e, por último, Frankfurt, onde termina seu doutorado em 1922.

Em 1923, funda o Instituto de Pesquisas Sociais (Escola de Frankfurt), com Theodor Adorno. Em 1930, ele passa a ministrar aulas na instituição e, em 1931, torna-se o diretor do Instituto.

A ascensão do nazismo fez com que o Instituto de Pesquisas Sociais fosse fechado em 1933. Horkheimer se exila nos Estados Unidos e começa a trabalhar na Universidade de Colúmbia.

Em 1940, ele e Adorno escrevem a obra Dialética do Esclarecimento. Em 1949, retorna à Alemanha e reassume o posto de professor e diretor do Instituto de Pesquisas Sociais na Universidade de Frankfurt, local em que cumpre a função de reitor entre 1951 e 1953.

Em 1959, Horkheimer para de dar aula e se muda para Suíça, onde segue escrevendo. Em julho de 1973, Max Horkheimer morre aos 78 anos, em Nuremberg, Alemanha.

Principais ideias de Horkheimer

Max Horkheimer se caracterizou como um seguidor do marxismo não-ortodoxo e pela influência crítico-sociológica com base filosófica.

Para ele, o pensamento marxista não deve ser constituído como algo rígido, pois é preciso considerar a realidade e isso causa diversas reflexões.

Horkheimer era um crítico do método cartesiano, o qual defende a existência de um sistema matematicamente perfeito.

Para ele, a teoria tradicional se afasta das origens dos problemas sociais, do que os causa e os mantém. A rigidez proposta pela teoria tradicional a torna algo formal e instrumental.

Já a teoria crítica segue o caminho inverso da teoria tradicional. O subjetivismo defendido pela primeira, possui extrema relevância social.

A teoria defendida por Horkheimer prioriza a existência social enquanto um importante elemento da consciência e da práxis histórica.

Obras de Max Horkheimer

Vejamos algumas das principais obras de Max Horkheimer:

  • Dialética do Esclarecimento (1947)
  • Eclipse da Razão (1947)
  • Teoria Tradicional e Teoria Crítica (1937)
  • Materialismo e Moral (1933)

Saiba mais em:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More