Osama bin Laden

Osama bin Laden foi um dos herdeiros de uma das famílias mais ricas da Arábia Saudita e fundador da organização terrorista Al-Qaeda.

Osama bin Laden foi o décimo sétimo filho de uma família milionária do ramo da construção civil da Arábia Saudita.

No início do ano de 1970 foi mandado para o Líbano, onde viveu uma vida festeira até concluir o ensino médio. Retornou à Arábia Saudita e cursou engenharia. Segundo alguns dos seus biógrafos, ele se arrependeu da vida de libertinagem e começou a estudar profundamente a religião muçulmana.

Bin Laden foi um dos criadores da organização terrorista Al-Qaeda que praticou diversos ataques terroristas, cujos mais conhecidos são os do 11 de setembro de 2001.

Biografia de Osama bin Laden

O pai de Osama bin Laden se muda para a Arábia Saudita na década de 1940 e se torna amigo da família real saudita. Ele consegue diversos contratos para construir obras (edifícios públicos, estradas e a expansão da mesquita de Meca).

O Grupo Saudi Binladin, pertencente ao pai de Osama, Muhammed bin Laden, se torna a construtora mais importante da Arábia Saudita. Muhammed teve várias esposas que lhe deram 54 filhos. Osama nasceu em 1957, sendo o décimo sétimo filho.

Quando ele tinha pouco mais de 10 anos, seu pai morre. Aos vinte, ele herda a sua parte da herança, cerca de trinta milhões de dólares.

Religião de Osama bin Laden

Ao regressar para a Arábia Saudita depois de uma temporada cursando o ensino médio no Líbano, Osama bin Laden se envolve profundamente com a religião muçulmana. De acordo com alguns dos seus biógrafos, isso ocorreu devido ao arrependimento que ele sentiu por ter levado uma vida festeira e sem limites no Líbano.

Na universidade, sua relação com a radicalização se estreita e ele começa a se interessar por debates que envolvem o tema jihad.

Jihad é um termo comumente traduzido como “guerra santa”. Porém, por ser um conceito teológico, ele possui diversas interpretações. Pode ser considerado um termo para referenciar o combate pessoal entre o ser humano e as práticas que o afastam da religião. Já para outros, é uma luta contra inimigos externos que devem sofrer as consequências fisicamente.

Formação de Osama bin Laden

Com o estouro da guerra civil no Líbano, Osama bin Laden retorna à Arábia Saudita e começa a cursar engenharia na Universidade de King Abdul. De acordo com alguns pesquisadores, foi na universidade que ele começa a se interessar pelos valores da religião muçulmana.

Frequentou cursos religiosos na instituição que abordavam questões como Mundo ocidental x Mundo islâmico, além de assistir debates ideológicos que criticavam o modo de vida dos príncipes sauditas que eram considerados por alguns como não muçulmanos.

Foi nesse contexto de estudos e descobertas sobre o islamismo que ele conheceu Abdullah Azzam, um dos criadores da Al-Qaeda. Azzam convidou Bin Laden a conhecer os líderes muçulmanos que resistiam à invasão soviética no Afeganistão.

Ele se interessou pela empolgação religiosa dos que lutavam contra a ação comunista e se convenceu de participar da guerrilha religiosa muçulmana.

Al-Qaeda

Após a morte de seu pai, Bin Laden herdou uma imensa fortuna. A partir de então, ele investe altas quantias para o financiamento da guerrilha afegã. Um do seus feitos foi a construção de campos de treinamento militar, em 1980, nomeados de Al-Qaeda, que significa “A Base”.

Bin Laden tenta se aproximar do rei da Arábia Saudita após a invasão de Sadam Hussein (Iraque) ao Kuwait, no intuito de proteger o solo saudita de possíveis ataques iraquianos. Sua ajuda foi rejeitada pois preferiram o apoio dos Estados Unidos.

Tal ação praticada pelas autoridades sauditas irritaram Osama bin Laden que se uniu aos líderes fundamentalistas da Arábia Saudita. Apoiado por lideranças religiosas radicais, uma multidão de 4 mil muçulmanos participaram da “guerra santa” de Bin Laden.

Seu grupo terrorista Al-Qaeda se disseminou em países vizinhos. A base de ação militar-religiosa da organização foi construída no Sudão. Se instalou no Sudão até a organização de Bin Laden praticar um ato terrorista explodindo um carro na capital da Arábia Saudita.

Após ser expulso do Sudão, Bin Laden se refugiou no Afeganistão, país em que declarou a guerra contra os Estados Unidos e organizou os ataques de 11 de setembro.

Morte de Osama Bin Laden

Após os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001 praticados pela organização terrorista Al-Qaeda nos Estados Unidos, o país norte-americano se empenhou para encontrar o mentor dos ataques, Osama bin Laden.

Bin Laden conseguiu se esconder por 10 anos. Durante esse tempo surgiram vários rumores sobre o paradeiro do terrorista.

A inteligência americana, enfim, consegue localizar a residência de Osama que se situava na cidade de Abbottabad, no Paquistão. O exército americano invade a casa e mata o terrorista mais procurado do mundo, na madrugada de 1° de maio de 2011. Praticamente 10 anos após os ataques de 11 de setembro de 2001.

No mesmo dia, sua morte foi anunciada pelo então presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Saiba mais em:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More