Home / Disciplinas / Geografia / Estruturas Geológicas da Terra

Estruturas Geológicas da Terra

As estruturas geológicas da Terra diferenciam-se em três tipos: os dobramentos modernos, os maciços antigos e as bacias sedimentares.

Estruturas Geológicas

As estruturas geológicas correspondem aos diferentes tipos de composição da crosta terrestre. Trata-se de uma classificação da litosfera que se diferencia da tipologia das formas de relevo (planícies, planaltos, depressões e montanhas) por não considerarem a forma externa, mas sim o processo de formação e os tipos de rochas predominantes.

Nesse sentido, a crosta terrestre diferencia-se em dobramentos modernos, maciços antigos e bacias sedimentares.

Dobramentos modernos

Dobramentos modernos
Dobramentos modernos

Dobramentos modernos: são as estruturas de formação geologicamente mais recente da superfície da Terra. Trata-se de um conjunto de áreas formadas pelo encontro entre duas placas tectônicas convergentes, resultando no soerguimento do relevo a partir de processos orogenéticos.

Assim, temos a formação das grandes cadeiras montanhosas do planeta, a exemplo da Cordilheira dos Andes (no oeste da América do Sul) e da Cordilheira do Himalaia (no sul da Ásia).

Maciços Antigos

Maciços Antigos
Maciços Antigos

Maciços Antigos: também chamados de escudos cristalinos, são as estruturas mais antigas do relevo terrestre, originados ainda no Pré-Cambriano. Sua composição estrutural é de rochas cristalinas, ou seja, uma combinação de rochas ígneas e metamórficas.

A maior parte do relevo brasileiro é formada por maciços antigos, onde é possível encontrar uma grande quantidade de minerais metálicos, como o cobre, o ouro, o alumínio e muitos outros.

Bacias sedimentares

Bacias sedimentares
Bacias sedimentares

Bacias sedimentares: são estruturas de relevo formadas a partir da Era Paleozoica. Sua composição, como o próprio nome indica, é de rochas sedimentares, que se formam a partir do acúmulo de sedimentos provenientes da decomposição de outras rochas pré-existentes.

Com o acúmulo das várias camadas desse material ao longo do tempo, o aumento da pressão e da temperatura faz com que os sedimentos se transformem em rochas, em um processo chamado de diagênese. Nesse processo, também é comum o acúmulo de material orgânico e restos de seres vivos, que dão origem aos fósseis e também a minerais energéticos, como o petróleo, o carvão mineral e o gás natural.