Acne

Continue lendo para entender melhor essa inflamação que assombra os adolescentes.

A acne é o nome de um processo inflamatório das glândulas sebáceas e folículos pilossebáceos que resulta em cravos e espinhas na pele.

Essas inflamações são muito frequentes durante a adolescência, mas também podem atingir indivíduos adultos, principalmente, mulheres, por causa das variações hormonais.

As lesões podem causar dor, mas o maior incomodo é estético, que pode afetar o psicológico da pessoa e atingir a autoestima, fazendo com que ela se torne insegura, tímida, deprimida e com outras consequências sérias por toda a vida.

Causas da acne

A principal causa da acne são os hormônios sexuais, por isso, os adolescentes são os mais atingidos, já que é justamente nessa idade que esses hormônios começam a ser produzidos.

Os hormônios masculinos são chamados de andrógenos e são produzidos nos testículos. Os hormônios femininos recebem o nome de estrógenos e são produzidos pelos ovários.

A inflamação das glândulas sebáceas acontece pela superprodução de sebo estimulada pelos hormônios sexuais.

Essas glândulas ficam na base dos pelos e deixam os poros cheios de substâncias, formando os cravos. Quando eles se rompem, essas substâncias são liberadas no interior da pele, dando origem às espinhas.

Além disso, a concentração de células mortas também pode ser uma das causas da acne, pois elas se acumulam nos folículos pilosos e criam um ambiente propício para a proliferação de bactérias.

Sintomas da acne

Os sintomas da acne são as lesões na pele que ocorrem principalmente na face, mas também podem aparecer com frequência no pescoço, peito, costas e ombros.

Os cravos brancos são formados por glândulas sebáceas obstruídas que estão com o orifício fechado. Já os cravos pretos são glândulas sebáceas obstruídas, mas com o orifício aberto, fazendo com que o sebo entre em contato com o ar e fique preto.

As espinhas são glândulas sebáceas inflamadas ou infeccionadas, que ficam vermelhas e podem estar cheias de pus. Elas podem ser dolorosas e formar nódulos que ficam elevados e cheios de líquido.

Situações como estresse, período menstrual e o uso de alguns remédios como corticoides, vitaminas do complexo B, exposição solar, uso de cosméticos e contato com produtos oleosos podem piorar os sintomas da acne.

Tipos de acne

Vamos conferir cinco tipos de acne:

1 — Acne neonatal

Ocorre em aproximadamente 20% dos recém-nascidos e é causada pelos hormônios da mãe que foram passados pela placenta pouco antes do nascimento. As lesões são leves e desaparecem espontaneamente.

2 — Acne infantil

Ocorre entre 3 e 16 meses de idade e geralmente desaparece próximo aos 24 meses. É causada por excesso de hormônios, mas raramente deixam cicatrizes na pele da criança.

3 — Acne vulgar

É o tipo mais comum de acne e aparece com frequência nos adolescentes e jovens adultos.

4 — Acne conglobata

Forma rara e grave da acne, ocorre, principalmente, nos homens, com desenvolvimento de espinhas grandes e dolorosas na face, peito, costas, braços e coxas. O tratamento é difícil e, comumente, deixa cicatrizes.

5 — Acne fulminante

É a forma mais grave da acne conglobata e, geralmente, ocorre nos adolescentes do sexo masculino. Uma quantidade muito grande de espinhas surge rapidamente nas costas e no peito, deixam cicatrizes graves e podem causar febre e dores musculares e ósseas.

Graus da acne

A acne pode apresentar vários graus, fazendo com que o tratamento também seja diferenciado.

Acne grau 1

A acne grau I é a fase com apenas cravos que podem estar abertos ou fechados.

Acne - Grau I
Acne – Grau I

Acne grau 2

Na acne grau II, além dos cravos, apresenta pequenas espinhas inflamadas e avermelhadas que podem ter pus.

Acne - Grau II
Acne – Grau II

Acne grau 3

A acne grau III apresenta lesões nodulares maiores e endurecidas, além de cravos e espinhas inflamadas.

Acne - Grau III
Acne – Grau III

Acne grau 4

A acne grau IV é um caso grave, geralmente do tipo conglobata, que apresenta muitas lesões odulares, formando abcessos e fístulas que deixam cicatrizes.

Acne - Grau IV
Acne – Grau IV

Acne grau 5

A acne grau V é o caso mais grave e raro, geralmente se apresenta nos tipos conglobata e fulminante, e pode desenvolver feridas grandes e problemas em outras áreas do corpo.

Acne - Grau V
Acne – Grau V

Tratamento para acne

O tratamento da acne visa manter os poros desobstruídos, reduzindo assim a inflamação e melhorando o aspecto estético da pele.

O médico indicado para diagnosticar e tratar a acne é o dermatologista. Dependendo do grau e do tipo de acne que o paciente apresenta, o tratamento pode ser tópico ou com medicamentos de uso oral.

Prevenção da acne

A prevenção da acne pode ser feita através de:

  • Higienização correta da pele com sabonetes indicados para peles acneicas ao menos duas vezes ao dia;
  • Limpeza de pele;
  • Evitar o uso de cosméticos sem prescrição médica;
  • Evitar a exposição prolongada ao sol;
  • Evitar situações de estresse;
  • Não deixar o cabelo encostando na face o tempo todo;
  • Não tentar espremer as lesões da acne;
  • Manter uma vida saudável.

Acne tem cura?

A acne é uma inflamação tratável que possui controle e, quanto mais cedo for iniciado o tratamento, maiores são as chances de melhorar o aspecto da pele com sucesso.

Atualmente, mesmo as cicatrizes e manchas ocasionadas pela acne podem ser tratadas e amenizadas, mesmo que elas sejam profundas e graves.

As pessoas que possuem a pele oleosa, consequentemente, tem maior predisposição para desenvolver acne e, por isso, é indicado o acompanhamento com dermatologista para prevenir novas lesões.

Portanto, a acne possui tratamento e, em alguns casos, tem grandes chances de cura.

Veja também:

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More