Causas da Segunda Guerra Mundial

Confira as principais causas da Segunda Guerra Mundial!

0

A Segunda Guerra Mundial foi um dos conflitos que marcaram o século XX, em uma escala global. Travado entre os países Aliados (França, Reino Unido, URSS, EUA) e os países do Eixo (Alemanha, Itália, Japão), essa guerra causou a morte de cerca de 60 milhões de pessoas.

Podemos destacar algumas causas desse conflito que causou grandes destruições em vários países europeus:

  • Grande Depressão;
  • Insatisfação com as determinações impostas pelo Tratado de Versalhes;
  • Ascensão das ideologias fascistas e nazistas.

Causas da Segunda Guerra Mundial

Vejamos as principais causas da Segunda Guerra Mundial.

Grande Depressão

A Grande Depressão, também chamada de Crise de 1929, foi o ápice da quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque que marcou a falência de milhares de bancos dos Estados Unidos.

A renda do país caiu cerca de 50%, além do registro de 14 milhões de pessoas desempregadas. Os salários dos estadunidenses sofreram uma diminuição de 40%.

A situação econômica do país norte-americano refletia os problemas financeiros do restante do mundo, já que os Estados Unidos representavam o centro da economia mundial.

A França e a Grã-Bretanha registraram 3 milhões de desempregados, enquanto a Itália se deparou com 1,3 milhões.

A Alemanha foi o país europeu mais atingido nesse período. Ela perdeu 39% da produção industrial, além de 7 milhões de pessoas desempregadas.

Ao mesmo tempo, o país marcou o registro inflacionário mais alto já visto pelo sistema capitalista.

Tratado de Versalhes

Além da crise econômica vivida pelas potências da época, a Alemanha ainda sentia os impactos impostos pelo Tratado de Versalhes, um acordo de paz que encerrou a Primeira Guerra Mundial.

Ao apontar a Alemanha como o principal país responsável pela guerra, o Tratado determinou que o Estado alemão:

  • Devolvesse a Alsácia-Lorena à França;
  • Pagasse uma indenização bilionária aos países vencedores;
  • Entregasse seus domínios coloniais a seus adversários, assim como os navios mercantes;
  • Reduzisse o exército e o acesso a armamentos pesados;
  • Proibisse submarinos e aviação militar.

Tais determinações fizeram com que os alemães se sentissem humilhados e penalizados pelo documento. Com isso, eles passaram a nutrir um desejo de vingança pelos países vencedores.

Ascensão das ideologias fascistas e nazistas

A década de 1920 foi marcada pela ascensão das ideologias fascistas e nazistas na Itália e Alemanha, respectivamente.

Ambas estiveram entre as nações perdedoras da Primeira Guerra Mundial. Com isso, o apogeu desses movimentos políticos ocorreu em um contexto de crise econômica e insatisfação do resultado da guerra.

Essas ideologias políticas possuíam uma tendência ultranacionalista, autoritária e de extrema-direita, em que a repressão à oposição ocorria por meio da violência.

É importante destacar a figura de Adolf Hitler nesse contexto. Líder do Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães. Hitler reforçou o exército alemão que chegou a contar com 800 mil homens, número 7 vezes acima do estipulado pelo Tratado de Versalhes.

A Áustria foi a primeira grande anexação feita pelos alemães, em 1936. Com a justificativa de unir a raça ariana, a Alemanha também anexou a região dos Sudetos, em 1938.

Essas ações, somadas ao Nazismo, que culpava os judeus por todos os males vividos pelo povo alemão, contribuíram para alimentar o sentimento de ódio de parte dos alemães também a esse povo.

Comandada por Hitler, a Segunda Guerra Mundial começou com a invasão à Polônia, em 1939.

Saiba mais em:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.