Franquismo

O Franquismo foi um regime político ditatorial que vigorou na Espanha de 1939 a 1976.


O franquismo ou Regime Franquista foi um regime político ditatorial que comandou a Espanha durante os anos de 1939 a 1976.

Comandado por Francisco Franco (1892–1975), esse governo é visto como um dos governos fascistas que vigoraram no continente europeu durante o século XX.

Surgido a partir de um golpe de Estado contra um governo republicano e democrático, o franquismo foi o resultado da vitória de um grupo nacionalista contra as forças republicanas, durante a Guerra Civil Espanhola (1936–1939).

Franquismo é o conceito usado para se referir à política de Francisco Franco e à homenagem a sua figura.

Contexto histórico

Depois da Crise de 1929, que acabou atingindo profundamente não somente os Estados Unidos, mas diversos países do continente europeu, a Espanha se encontrou em um cenário político agitado pelas forças da direita e da esquerda.

Em 1931, um governo republicano passou a administrar o país, visando reestruturar sua política, além de buscar soluções para a crise econômica.

Sendo assim, socialistas e conservadores se revezavam no poder, revelando a falta de hegemonia na política espanhola.

Os socialistas ocuparam o poder até 1934, ano em que a direita consegue ascender ao governo espanhol.

Em 1936, é criada a Frente Popular, uma frente ampla formada por republicanos, liberais comunistas e socialistas.

Com uma política democrática, voltada para as demandas da classe trabalhadora, a esquerda reconquista o poder espanhol.

A extrema-direita, insatisfeita com a derrota, convoca os militares para a promoverem um golpe de Estado e instalar uma ditadura.

Sendo assim, em 1936, integrantes do exército tentam instalar um governo ditatorial, mas não conseguem, pois, milícias formadas por trabalhadores impedem tal ação.

Com isso, a derrota das forças armadas do país desencadeou uma polarização política que marcou o início da Guerra Civil Espanhola.

De um lado estavam os grupos republicanos, formados por trabalhadores, socialistas e exércitos internacionais, como o da França e União Soviética.

De outro lado estavam os grupos de direita, compostos por monarquistas, fascistas e militares, que visavam instalar uma ditadura na Espanha.

Países liderados por regimes totalitários, como a Alemanha, Itália e Portugal, mandaram suas tropas para auxiliar na implantação do regime ditatorial.

Com isso, Adolf Hitler e Benito Mussolini aproveitaram desta situação para testar a eficácia dos seus armamentos em prol dos grupos de direita.

Em 1937, a cidade de Guernica foi destruída pelas tropas alemães que bombardearam o local.

As forças de direita conseguem vencer o conflito em 1939 e instalar uma ditadura comandada por Francisco Franco.

Após a Segunda Guerra Mundial (1939–1945), o fascismo passou a ser um modelo político mal visto. Contudo, mesmo assim, Franco seguiu ostentando seu autoritarismo.

Entre os anos de 1940 a 1970, seu governo buscou produzir propagandas que vangloriavam o ditador e sua política.

O franquismo sustentou um governo totalitário de longa duração, tendo seu fim somente em 1975, com a morte do ditador Francisco Franco.

Características do franquismo

Vejamos as principais características do franquismo:

  • Ditatorial;
  • Conservador;
  • Nacionalista;
  • Autoritário;
  • Limitou e violou os direitos civis e as liberdades individuais;
  • Anticomunista;
  • Tradicionalista;
  • Catolicista;
  • Utilizou os meios de comunicação para a divulgação das “benfeitorias” do governo.

Saiba mais em:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More