Saiba o que é Impressionismo, movimento artístico que revolucionou a pintura

Essa tendência artística consiste em representar cenas simples do cotidiano, sem contornos definidos, conforme a reflexão da luz solar nos objetos.

0

O impressionismo foi um movimento artístico originado na França durante o período histórico conhecido como Belle Époque, entre os anos de 1871 e 1914.

Esse movimento foi extremamente importante para o mundo das artes, uma vez que revolucionou a pintura e influenciou grandes movimentos durante o século XX, inaugurando a arte moderna.

A primeira exposição com obras impressionistas foi realizada em abril de 1874, em Paris. Entretanto, na ocasião, o novo movimento enfrentou reações hostis do público e da crítica, ainda bastante conservadores quanto aos princípios da pintura.

O movimento recebeu esse nome devido a uma crítica à obra Impressão, Nascer do Sol, de Claude Monet (1840–1926), na qual o termo “impressionismo” foi utilizado de forma pejorativa.

impressao-nascer-do-sol-monet
Impressão, Nascer do Sol – Claude Monet, 1872.

Embora seu maior destaque tenha sido na pintura, o movimento impressionista também se fez presente em obras literárias, na escultura, na fotografia e na música, sempre visando as impressões da realidade.

Características do impressionismo

Os temas mais comuns das pinturas impressionistas são paisagens e naturezas-mortas, embora seja possível encontrar obras com outros temas, como retratos de figuras femininas e cenas simples do cotidiano, como apresentações artísticas, corridas de cavalo e até o simples movimento das águas. 

As principais características do impressionismo são:

  • Pinturas realizadas ao ar livre, com a observação da natureza a partir de impressões pessoais e sensações visuais;
  • Sua principal técnica consiste em reproduzir as tonalidades obtidas quando a luz solar reflete sobre os objetos, considerando que as cores na natureza se alteram conforme a incidência da luminosidade. Muitas vezes, os artistas pintavam o mesmo quadro em momentos diferentes do dia para obter resultados distintos;
  • Pinceladas fragmentadas e justapostas, com cores puras e sem contornos bem definidos. Desta forma, a mistura de cores é percebida pela visão do observador, e não pela técnica do pintor;
  • Uso de cores complementares para obter o contraste de luz e sombra de forma mais real.

Artistas impressionistas

  • Claude Monet (1840–1926)
  • Pierre-Auguste Renoir (1841–1919)
  • Paul Cézanne (1839–1906)
  • Berthe Morisot (1841–1895)
  • Edgar Degas (1834–1917)
  • Camille Pissarro (1830–1903)
  • Alfred Sisley (1839–1899)
  • Eva Gonzalès (1849–1883)
  • Édouard Manet (1832–1883)
  • Mary Cassat (1844–1926)
  • Lilla Cabot Perry (1848–1933)

Impressionismo no Brasil

Embora o movimento não tivesse grande destaque no Brasil, devido à resistência do público e das instituições artísticas, muitos pintores incorporaram as técnicas impressionistas em suas obras.

É o caso de Eliseu Visconti (1866 – 1944), Arthur Timótheo da Costa (1882–1922), Belmiro de Almeida (1858–1935), Almeida Júnior (1850–1899), Castagneto (1851–1900) e Antônio Parreiras (1860–1937), entre outros.

Obra de Eliseu Visconti
Moça no Trigal – Eliseu Visconti, 1916.

Visconti foi o nome de maior destaque do impressionismo no Brasil. Teve o primeiro contato com o movimento durante uma viagem à Europa.

Suas obras passaram a ter forte influência impressionista, tornando-o o principal representante do impressionismo na pintura brasileira.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.